The impacts of oral contraceptives on the female body: an integrative literature review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v12i1.39587

Keywords:

Hormonal Contraceptives; Contraception; Side Effects; Endocrine system.

Abstract

Introduction: Oral contraceptives are medications composed of synthetic hormones that can be used for contraception or to treat some pathologies, thus directly interfering with the woman's endocrine system. Objective: This study aims to search the databases for current scientific information on the impact of contraceptives on the endocrine system and thus contribute to academic studies on this subject. Methodology: this is a descriptive research, of the integrative literature review type, carried out through online access to the National Scientific Electronic Library Online (Scielo), Google Scholar and National Library of Medicine (PubMed MEDLINE) databases, in the months of August and September 2022. Results and discussion: Contraceptives meant a great advance in women's health, and this is the most used reversible method in Brazil. These drugs can be of the combined or mini-pill type, the combined are divided into first, second, third and fourth generation, these being monophasic, biphasic or triphasic. The combined form is the one with the highest risk of adverse effects right after the first dose and in the long term, such as headache, mastalgia or breast pain, dizziness, nausea, vomiting, mood changes, anxiety and depression disorders, headache, drop in libido, breast enlargement, fluid retention and weight gain. Therefore, an adequate prescription is needed to obtain the benefits of the medication, avoiding the risks of side effects. Conclusion: Contraceptives are efficient and are a good alternative for fertility control, treatment of diseases such as Polycystic Ovary Syndrome and dysmenorrhea, but due to the hormonal changes caused by these drugs, it is necessary to follow up with a professional to ensure safe use for patients.

References

Almeida, A. P. F. D & Assis, M. M. D. (2017). Efeitos colaterais e alterações fisiológicas relacionadas ao uso contínuo de anticoncepcionais hormonais orais. Rev. Eletrôn. Atualiza Saúde, 5(5), 85-93.

Almeida Matos, M. T. (2021). Anticoncepcionais e seus impactos negativos na saúde da mulher.

Alves, I. A., Ferreira, V. C. A., Oliveira, K. G. Z. & Aragão, M. A. M. (2022). O impacto do uso de métodos contraceptivos na adolescência: uma revisão integrativa. Research, Society and Development, 11(2).

Brandt, G. P., Oliveira, A. P. R. D. & Burci, L. M. (2018). Anticoncepcionais hormonais na atualidade: um novo paradigma para o planejamento familiar. Revista Gestão & Saúde, 18(1), 54-62.

Brito, A. B. S., da Silva, M. F & Ferreira, D. A. S. (2020). Uso de anticoncepcionais em mulheres entre 18 a 40 anos e sua relação ao com risco de trombose. Programa de Iniciação Científica-PIC/UniCEUB-Relatórios de Pesquisa.

Conceição Fernandes, I. A. da, Fagundes, K. E. A., Corrêa, G. D. P. R., & de Oliveira Dias, C. L. (2017). Saúde reprodutiva da mulher: fatores determinantes na escolha dos métodos contraceptivos. Renome, 5(2), 88-107.

Couto, P. L. S., Vilela, A. B. A., Gomes, A. M. T., Ferreira, L. C., Neves, M. L. P., da Costa Pereira, S. S., ... & de Souza, C. L. (2020). Evidências dos efeitos adversos no uso de anticoncepcionais hormonais orais em mulheres: uma revisão integrativa. Enfermagem em Foco, 11(4).

Cruz Leite, R. & Gomes, L. O. S. (2021). Trombose relacionada ao uso de anticoncepcional: revisão integrativa. Revista Textura, 15(1), 20-31.

Guedes, R. D. G., de Lima, F. C. V., De Moraes, O. L. & Porto, A. L. A. (2016). Estudo do gene MKRN3 em indivíduos portadores de Puberdade Precoce Central Idiopática residentes no Distrito Federal e entorno. Programa de Iniciação Científica-PIC/UniCEUB-Relatórios de Pesquisa, 2(1).

Hasegawa, L. E. M., dos Santos Cavalcante, I., Ferraz, I. C., Gomes, F. E. S., Carvalho, K. O., Cacau, B. L., ... & Dinato, A. O. (2022). A relação entre o uso de anticoncepcionais hormonais e a sexualidade feminina: uma revisão integrativa. Research, Society and Development, 11(4).

Moreira, K. D. A. & Geron, V. L. M. G. (2021). Anticoncepcionais hormonais: benefícios e riscos de sua utilização pela população feminina.

Nina, H. (2022). Os efeitos do uso da pílula anticoncepcional na saúde da mulher: uma revisão integrativa. In anais do III Congresso de Estudantes de Medicina do UNIFESO–III CEMED (p. 20).

Oliveira, L. A. D. (2021). Os impactos sociais e de saúde do anticoncepcional hormonal oral na vida da mulher.

Oliveira, R. P. C. & Trevisan, M. (2021). O anticoncepcional hormonal via oral e seus efeitos colaterais para as mulheres. Revista Artigos. Com, 28.

Organização das Nações Unidas – ONU - United Nations. Department of Economic and Social Affairs. Population Division. (2015). World Contraceptive Patterns 2015. UN.

Page, M. J., McKenzie, J. E, Bossuyt, P. M, Boutron, I., Hoffmann, T. C., Mulrow, C. D., & Moher, D. (2021). A declaração PRISMA 2020: uma diretriz atualizada para relatar revisões sistemáticas. Revisões Sistemáticas, 10.

Paniz, V. M. V., Fassa, A. G. & Silva, M. C. D. (2005). Conhecimento sobre anticoncepcionais em uma população de 15 anos ou mais de uma cidade do Sul do Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 21, 1747-1760.

Rezende, J. W. F. & Vitorino, K. D. A. (2019). O uso de anticoncepcionais orais combinados na melhoria da qualidade de vida de adolescentes com endometriose.

Santos, M. B., & Caires, C. S. (2021). Risco do uso de contraceptivos orais e de emergência. Revista Científica, 1(1).

Santos, C. M. D. C., Pimenta, C. A. D. M., & Nobre, M. R. C (2007). A estratégia PICO para a construção da questão de pesquisa e busca de evidências. Revista latino-americana de enfermagem, 15, 508-511.

Silva, J. E. (2017). A relação entre o uso de anticoncepcionais orais e a ocorrência de trombose.

Silva, C. S., Sá, R. & Toledo, J. (2019). Métodos contraceptivos e prevalência de mulheres adultas e jovens com risco de trombose, no campus centro universitário do distrito federal-udf. Revista de Divulgação Científica Sena Aires, 8(2), 190-197.

Silva Lira, A. T., Rodrigues, T. O. & Silva, C. (2022). Enfermeiro na saúde da mulher: contraceptivos orais em uso contínuo e o risco de trombose. Scire Salutis, 12(1), 112-119.

Souza, M. S., da Silva Pereira, E., de Sousa Júnior, C. P., de Carvalho Freitas, R., da Silva, A. D., Coêlho, L. P. I., ... & Vieira, C. G. A. (2022). Anticoncepcionais hormonais orais e seus efeitos colaterais no organismo feminino: uma revisão integrativa: Oral hormonal contraceptives and their effects colateral in the female organism: an integrative review. Journal of Education Science and Health, 2(2), 01-11.

Published

08/01/2023

How to Cite

ANDRADE, S. M. de C. .; ALVES, A. F. S. .; LIMA, I. F. de .; ROCHA, L. de O. .; CUNHA, M. . A. S. .; NOGUEIRA, N. S. .; THIAGO, L. L. .; ORSOLIN, P. C. . The impacts of oral contraceptives on the female body: an integrative literature review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 12, n. 1, p. e21512139587, 2023. DOI: 10.33448/rsd-v12i1.39587. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/39587. Acesso em: 3 feb. 2023.

Issue

Section

Review Article