Physiotherapeutic assistance to HIV / AIDS patients at a referral hospital in Paraíba

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6990

Keywords:

Acquired Immunodeficiency Syndrome. Comprehensive Health Care. Physiotherapy.

Abstract

This study aimed to analyze physiotherapeutic care in patients with HIV/AIDS at a referral hospital in the state of Paraíba from July 2017 to July 2018. The sample involved 79 records and 17 physical therapists, a study retrospective and prospective transversal, exploratory / descriptive with quantitative and qualitative approach. The inclusion criteria for inclusion of records were to have physical therapy records, to be between 18 and 90 years old and not to be distressed. In relation to physiotherapists using the inclusion and exclusion criteria, which were related to age over 21 years and under 60 years, not on vacation or leave and work in the outpatient, nursing or ICU, resulted in 17 professionals in the collection. It was observed that patients had a median of three daily sessions of physiotherapy with a standard deviation of + 0.9 which varied from one to three times a day during their stay in the hospital. Categorizing in motor physiotherapy, 68 patients received such assistance with an average of 13.1 days of care. Regarding respiratory physiotherapy, 58 patients performed techniques with the professional, having an average of 12.9 days during their hospitalization. This study had a deepening of the knowledge about subject that aimed to contribute in the clinical practice of the professional of physiotherapy. Further research is needed with larger samples aiming to show with greater precision and significance the results and importance of physiotherapy to patients with HIV/AIDS.

Author Biographies

Luiz Vitor Lacerda Pereira, Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil

Graduação em Fisioterapia pelo Centro Universitário de João Pessoa, Brasil(2019). Fisioterapeuta do Maternidade Frei Damião , Brasil

Weslley Barbosa Sales, Centro Universitário UNINASSAU/ JP-PB

Departamento de Fisioterapia

Ana Carolina Nunes Bovi Andrade, Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil.

Professora do Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil.

Eleazar Marinho de Freitas Lucena, Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil.

Professor do Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil.

Rafaela Gerbasi Nobrega Quartarone, Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil.

Professora do Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil.

Vanessa Garcia Germoglio, Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil.

Professora do Centro Universitário De João Pessoa - UNIPÊ, Brasil.

References

Alves, A. N. (2012). a Importância Da Atuação Do Fisioterapeuta No Ambiente Hospitalar. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e Da Saúde, 16(6), 173–184.

Anjos, C. F. D. (2011). Ventilação mecânica não invasiva com pressão positiva em vias aéreas, em pacientes HIV/AIDS com lesão pulmonar aguda e insuficiência respiratória: estudo de avaliação do melhor valor de PEEP. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Barreto, S. M., & Molinari, J. F. (1998). Pneumonias em portadores da síndrome de imunodeficiência adquirida ( sida / aids ). I Consenso Brasileiro Sobre Pneumonias, 95–100.

Calazans, G. J. (2018). Políticas públicas de saúde e reconhecimento : um estudo sobre prevenção da infecção pelo HIV para homens que fazem sexo com homens. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Santos, D. T., Garcia, M. C., Da Costa, A. A. N. F., Pieri, F. M., Meier, D. A. P., Albanese, S. P. R., Arcêncio, R. A., & Dessunti, E. M. (2017). Infecção latente por tuberculose entre pessoas com HIV/AIDS, fatores associados e progressão para doença ativa em município no sul do Brasil. Cadernos de Saude Publica, 33(8), 1–12. https://doi.org/10.1590/0102-311X00050916

Foster, C. (2012). Manual de Terapêutica Clínica. Guanabara Koogan LTDA.

Galantino, M. L. (2004). Infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV): vivendo com uma doença crônica (4th ed.). Manole.

Goldwasser, R., Farias, A., Freitas, E. E., Saddy, F., Amado, V., & Okamoto, V. (2007). Desmame e interrupção da ventilação mecânica. Jornal Brasileiro de Pneumologia, 33(SUPPL. 2), 128–136. https://doi.org/10.1590/S1806-37132007000800008

Guimarães, M. D. C., Carneiro, M., De Abreu, D. M. X., & França, E. B. (2017). Mortalidade por HIV/Aids no Brasil, 2000-2015: Motivos para preocupação? Revista Brasileira de Epidemiologia, 20, 182–190. https://doi.org/10.1590/1980-5497201700050015

Jesus, G. J. de, Oliveira, L. B. de, Caliari, J. de S., Queiroz, A. A. F. L., Gir, E., & Reis, R. K. (2017). Dificuldades do viver com HIV/Aids: Entraves na qualidade de vida. Acta Paulista de Enfermagem, 30(3), 301–307. https://doi.org/10.1590/1982-0194201700046

Jobest, E. E. (2015). Casos Clínicos em Fisioterapia de Cuidados Intensivos. AMGH editora LTDA.

Junior, J. M. S. (2011). Caracterização da resposta inflamatória no paciente com infecção por HIV/aids e sepse. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Leite, D. G., Sales, W. B., Vidal, G. P., Freitas, G. D. de M., & Tomaz, R. R. (2020). Atuação da fisioterapia na unidade de terapia intensiva com ênfase na prevenção da síndrome da imobilidade: uma revisão integrativa. Research, Society and Development, 9(5), 1–14. https://doi.org/10.1017/CBO9781107415324.004

Lopes, A. C. (2016). Tratado de Clínica Médica. Guanabara Koogan LTDA.

Ministério da Saúde, B. (2018). Boletim epidemiológico 2018. 49. Recuperado de http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2018/boletim-epidemiologico-hivaids-2018

Nobre, A. Q. C., Costa, I. da S., & Bernardes, K. O. (2008). A fisioterapia no contexto do HIV/AIDS. Fisioter. Mov, 21(4), 11–18.

Nóbrega, R. G. (2016). Do mundo para a tribo: A aids sob o olhar de mulheres da etnia potiguara [Universidade Federal da Paraíba]. https://doi.org/10.1017/CBO9781107415324.004

Nurutdinova, D., & Overton, T. (2012). Vírus da Imunodeficiência Humana e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (33rd ed.). Guanabara Koogan LTDA.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da Pesquisa Científica - Licenciatura em Computação. Recuperado de https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Ribeiro, D. C., & Shiguemoto, T. S. (2015). Mobilização precoce. In O ABC da Fisioterapia Respiratória, 477–488. Manole.

Rizzi, Â. M., Oliveira, C. da S., & Carvalho, T. G. M. L. de. (2013). Atenção Fisioterapêutica Voltada a Mães Portadoras do HIV, Visando Promover um Maior Bem-Estar. Atenção Fisioterapêutica Voltada a Mães Portadoras Do HIV, Visando Promover Um Maior Bem-Estar, 4(06), 63–78. https://doi.org/10.21527/2176-7114.2004.06.63-78

Rodrigues, R. M. (2008). A fisioterapia no contexto da política de saúde no Brasil: aproximações e desafios. PerspectivasOnLine, 2(8), 104–109. http://seer.perspectivasonline .com.br/index.php/revista_antiga/article/view/335

Roque, K. E., Tonini, T., & Melo, E. C. P. (2016). Eventos adversos na unidade de terapia intensiva: impacto na mortalidade e no tempo de internação em um estudo prospectivo. Cadernos de Saúde Pública, 32(10), 1–15. https://doi.org/10.1590/0102-311x00081815

Schmidt, M. L. S. (2008). Pesquisa participante e formação ética do pesquisador na área da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 13(2), 391–398. https://doi.org/10.1590/s1413-81232008000200014

Zeglio, C. R., Ajudarte, M. F., Beltrame, I. L., & Malaguti, C. (2010). Assistência de fisioterapia na prevenção das sequelas respiratórias devido à tuberculose em pacientes HIV/AIDS. Saúde Coletiva, 7(37), 30–34.

Published

11/08/2020

How to Cite

Pereira, L. V. L., Sales, W. B., Andrade, A. C. N. B., Lucena, E. M. de F., Quartarone, R. G. N., & Germoglio, V. G. (2020). Physiotherapeutic assistance to HIV / AIDS patients at a referral hospital in Paraíba. Research, Society and Development, 9(9), e53996990. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6990

Issue

Section

Health Sciences