Knowledge about postpartum depression from the perspective of nurses of the Family Health Center of a Municipality of the West Frontier of RS

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7232

Keywords:

Women's health; Prenatal; Depression, postpartum; Mental health; Nursing.

Abstract

Objective: To hear reports from nurses of the Family Health Center, about their knowledge on postpartum depression. Method: Field study, exploratory, descriptive, with qualitative approach, twelve nurses from eight FHC from a city in the western border of Rio Grande do Sul were interviewed. The interview technique guided by semi-structured script was used. The data were submitted to thematic analysis, a project approved by the Research Ethics Committee. Results: A PPD represents an aggravating factor to be recognized by the FHC nurses.  The nurses said they were given protocols although women's mental health is poor in training. They also reported the need for the approach and referrals of women and families to be appropriate for each context. Conclusion: A PPD is a broad topic that needs to be discussed among health professionals so that they can understand its complexity and thus conduct the necessary guidance and referrals. Although the nurses who participated in the study undertook several training courses, when it came to mental health, the approach was more generalist. We indicate the need for new research to be carried out: with managers in search of understanding why women's mental health care has sometimes been neglected and with nurses to make them aware of their responsibility towards the prevention of women's mental suffering. We emphasize the need to invest in the training process of nurses in order to promote more qualified care for women. 

Author Biographies

Carlos Eduardo Messa Ponse, Universidade Federal do Pampa

Acadêmico do curso de Bacharelado em Enfermagem da Universidade Federal do Pampa - Campus Uruguaiana.

Jussara Mendes Lipinski , Universidade Federal do Pampa

Doutora em Enfermagem.  Professora Associada da Universidade Federal do Pampa. 

Lisie Alende Prates , Universidade Federal do Pampa

Doutora em Enfermagem. Especialista em Cuidado Pré-Natal e em Enfermagem Obstétrica. Professora Adjunta da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA).

Débora Schlotefeldt Siniak , Universidade Federal do Pampa

Doutora em Enfermagem. Professora adjunta da Universidade Federal do Pampa. 

Ana Paula de Lima Escobal , Universidade Federal do Pampa

Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta da Universidade Federal do Pampa. 

Karine Matos dos Santos , Universidade Federal do Pampa

Acadêmica do curso de Bacharelado em Enfermagem da Universidade Federal do Pampa - Campus Uruguaiana. 

References

Augusto, A. et al. (1996). Post-natal depression in an urban area of Portugal: comparison of childbearing women and matches controls. Psychological medicine, 26, 135-141.

Barbosa, M. A. R. S. & Angelo, M. (2016). Experiences and meanings of post-partum depression in women in the family context. Enfermería global, 15(42), 232-255.

Batista, E. C. (2016). A saúde mental no Brasil e o atual cenário dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Revista Eletrônica Interdisciplinar, 2(16).

Boska, G. A., Wisniewski, D. & Lentsc, M. H. (2016). Sintomas depressives no período puerperal: identificação pela escala de depressão pós-parto de Edimburgh. Journal of Nursing and Health, 6(1), 38-50.

Brasil. (2010). Relatório da IV Conferência Nacional de Saúde Mental – Intersetorial. Ministério da Saúde. Sistema único de Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Comissão Organizadora da IV Conferência Nacional de Saúde Mental – Intersetorial. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2011). Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher: Princípios e Diretrizes. 1. ed. 2. reimpr. Brasília : Editora do Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2012). Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2012). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. (2013). Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Editora do Ministério da Saúde.

Brasil. Organização Mundial da Saúde. (2017). Aumenta o número de pessoas com depressão no mundo. Acesso em 22 de fev. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5354:aumenta-o-numero-de-pessoas-com-depressao-no-mundo&Itemid=839

Ceskova, E. & Silhan, P. (2018). Novel treatment options in depression and psychosis. Neuropsychiatric Disease and Treatment, 14, 741-747.

Daré, P. K. & Caponi, S. N. (2017). Cuidado ao indivíduo com depressão na atenção primária em saúde. ECOS-Estudos Contemporâneos da Subjetividade, 7(1), 12-24.

Fonseca, V. R. J. R. M., Silva, G. A., Otta, E. (2010). Relação entre depressão pós-parto e disponibilidade emocional materna. Cadernos de Saúde Pública, 26(4), 738-746.

Freitas, R. D. et al. (2014). Alojamento conjunto em um hospital universitário: depressão pós-parto na perspectiva do enfermeiro. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, 6(2), 1202-1211.

Gil, A. C. (2019). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 7 ed. São Paulo: Atlas.

Gomes, L. A. et al. (2010). Identificação dos fatores de risco para depressão pós-parto: importância do diagnóstico precoce. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, 11, 117-123.

Halbreich, U. & Karkun, S. (2006). Cross-cultural and social diversity of prevalence of postpartum depression and depressive symptoms. Journal of Affective Disorders, 91(2), 97-111.

Jager, M. E. & Bottoli, C. (2011). Paternidade: vivência do primeiro filho e mudanças familiares. Psicologia: Teoria e Prática, 13(1), 141-153.

Lavall, E. & Olschowsky, A. (2013). Dimensão psicossocial do cuidado em saúde mental realizado pela família no domicílio. Journal of Nursing and Health, 3(2), 233-45.

Leitão, M. A. C. & Calado, M. E. C. (2019). Fatores de risco para blues puerperal: uma revisão integrativa. Trabalho de Conclusão de Curso. Alagoas: Centro Universitário Tiradentes.

Leônidas, F.M. & Camboim, F. E.F. (2016). Cuidado de enfermagem à mulher com depressão pós-parto na atenção básica. Revista Temas em Saúde, 16(3), 436-446.

Minayo, M. C. S. (2014). O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13ª ed. São Paulo: Hucitec.

Moré, C. L. O. O. & Macedo, R. M. S. (2006). A Psicologia na comunidade: uma proposta de intervenção. São Paulo: Casa do Psicólogo.

Motta, C. C. L., Moré, C. L. O. O. & Nunes, C. H. S. S. (2017). O atendimento psicológico ao paciente com diagnóstico de depressão na Atenção Básica. Ciência & Saúde Coletiva, 22(3), 911-920.

Nogueira, N. F. N. et al. (2018). Doenças Negligenciadas: depressão. Revista Interdisciplinar do Pensamento Científico, 4(3):122-129.

Oliveira, A.M. et al. (2016). Conhecimento de profissionais da Estratégia Saúde da Família sobre depressão pós-parto. Journal of Nursing and Health, 6(1), 17-26.

OMS-Organização Pan-Americana da Saúde. (2018). Folha Informativa – Depressão, 7(5), 18-25.

Prates, L. A., Schmalfuss, J. M. & Lipinski, J. M. (2015). Rede de apoio social de puérperas na prática da amamentação. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, 19(2), 310-315.

Rojas, G. et al. (2015). Barreiras de acesso ao tratamento da depressão pós-parto em Centros de Atenção Básica da Região Metropolitana: um estudo qualitativo. Revista Médica Chilena , 143(4), 424-432.

Silva, N. F. & Souza, D. C. (2018). O diagnóstico da depressão pós parto e o uso da hipnoterapia cognitiva no tratamento. Amazônica - Revista de Psicopedagogia, Psicologia escolar e Educação, 21(1), 167-190.

Souza, K. L. C. et al (2018). Conhecimento de enfermeiros da atenção básica acerca da depressão puerperal. Revista de enfermagem UFPE on line, 2933-2943.

Stopa, S. R. et al. (2015). Prevalência do autorrelato de depressão no Brasil: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Revista Brasileira de Epidemiologia, 18(2), 170-180.

WHO-World Health Organization. Mental health action plan 2013-2020 [online]. 2013. Disponível em: http://www.who.int/ mental_health/action_plan_2013/en/

Published

17/08/2020

How to Cite

Ponse, C. E. M. ., Lipinski , J. M. ., Prates , L. A. ., Siniak , D. S. ., Escobal , A. P. de L. ., & Santos , K. M. dos . (2020). Knowledge about postpartum depression from the perspective of nurses of the Family Health Center of a Municipality of the West Frontier of RS. Research, Society and Development, 9(9), e282997232. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7232

Issue

Section

Health Sciences