Nursing in the context of psychosocial care: asylum imbrications

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7377

Keywords:

Nursing, Team; Mental Health; Mental Health Services; Nursing Care.

Abstract

Objective: the research aimed to analyze the performance of nursing in a Psychosocial Care Center in the northeastern semiarid. Method: the research has a descriptive character with a qualitative approach and focus, carried out in a Psychosocial Care Center for Alcohol and Other Drugs 24 hours in the backlands of Pernambuco with nine nursing professionals, five nurses and four nursing technicians. The empirical material was produced through semi-structured interviews and analyzed using the discourse analysis technique. Results: still fragmented view of nursing, with a focus on health problems and focused on uniprofessional care; difficulties in integration with other professionals and failure to recognize their competence in the area of ​​psychosocial care. Final considerations: in general, nursing still presents impediments in inserting itself in the context of psychosocial care, and it is necessary to reorganize the modes of care so that what is proposed in the Brazilian psychiatric reform becomes effective, an innovative posture of professionals who prioritize the person and health promotion.

Author Biographies

Daniel Dias Cruz, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Enfermeiro. Especialista em saúde mental pelo programa de residências multiprofissionais da Universidade Federal do Vale do são Francisco. Com formação complementar em Saúde do idoso; Práticas Integrativas e Complementares e em temáticas relevantes a Saúde mental. Possui experiência em assistência à saúde nos cenários que compõem a Rede de Atenção Psicossocial regional (Petrolina-PE; Juazeiro-BA), e em docência/supervisão de estágio em nível técnico. Linhas de atuação e pesquisa: Atenção à crise em saúde mental; Transtornos mentais graves e persistentes; Usuários de drogas; Atenção primária a saúde/Estratégia de Saúde da Família. 

Maria de Fátima Alves Aguiar Carvalho, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Doutora em enfermagem pelo Programa de Pós Graduação em Enfermagem da Universidade Federal da Bahia/UFBA. Mestra em Psicologia pela Universidade Federal do Espirito Santo/UFES. Especialista em Saúde Pública pela Faculdade São Camilo-SP. Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Pernambuco/UFPE. Professora Adjunta do curso de bacharelado em Enfermagem-UNIVASF e do Programa de Residencia Multiprofissional em Saúde Mental (vice coordenadora). Membro do grupo de pesquisa Núcleo de Pesquisa em Saúde Coletiva (NESCO). Área e componentes de atuação: Saúde Mental e Coletiva, Integralidade, Cuidado, Atenção Psicossocial, Rede de Atenção Psicossocial com enfoque em álcool e outras drogas. https://orcid.org/0000-0001-9639-9068.

Ana Karla da Silva Freire, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Doutorado em andamento em Ciências da Saúde (UPE) com enfoque na influência dos genes SOD2 e GPX2 no carcinoma hepatocelular e colangiocarcinoma. Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade de Pernambuco (UPE) com enfoque em polimorfismo nos genes ESR2 e MMP1 e eventos vaso-oclusivos em crianças com anemia falciforme que fazem tratamento no HEMOPE de Recife-PE. Especialista em Saúde Mental pela UNIVASF e em Enfermagem do Trabalho pela UNINTER. Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF. Atualmente é Enfermeira da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) na Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho-PE.

References

Albuquerque, R. C .R., Lira, W. L., Costa, A.M. & Nappo, S.A. (2017). Do descaso a um novo olhar: a construção da Política Nacional de Atenção Integral aos Usuários de Álcool e Outras Drogas como conquista da Reforma Psiquiátrica Brasileira. O caso de Recife (PE). Psicologia em Pesquisa. 11(1):84-96.

Amarante, P. & Nunes, M. O. (2018). A reforma psiquiátrica no SUS e a luta por uma sociedade sem manicômios. Ciência & Saúde Coletiva. 23(6):2067-2074. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/csc/2018.v23n6/2067-2074/pt

Borges, S. A. C., Santos, M. L. R. & Porto, P. N. (2018). Discurso Jurídico-Moral

Humanizador sobre drogas e violência sanitária na saúde da família. Saúde

debate [Internet]. 42(117):430-441. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/sdeb/v42n117/0103-1104-sdeb-42-117-0430.pdf

Carvalho, M. F. A. A., Coelho, E. A. C., Oliveira, J. F., Araújo, R. T. & Barros, A. R. (2017). Uncoordinated psychosocial network compromising the integrality of care. Rev Esc Enferm USP. 51:e03295. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2016040703295

Carvalho, M. F. A. A., Coelho, E. A .C., Oliveira, J. F., Freire, A. K. S., Barros, A. R. & Luz, R.T. (2019). Acolhimento e cuidado à pessoa em uso problemático de drogas. Rev enferm UERJ. 27:e42493.

Carvalho, M. F. A. A., Coelho, E. A. C., Oliveira, J.F. & Freire, A. K .S. (2020). Equipe colaborativa sob o escopo interprofissional fortalecendo a integralidade na atenção psicossocial. Research, Society and Development. 9(8):e552985762. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/5762/5151

Carvalho, M. F. A. A., Coelho, E. A. C., Oliveira, J. F., Medeiros, A. T., Barros, A. R. & Freire, A. K. S. (2020). Care in psychosocial care enhancing subjectivities of people who use drugs. Research, Society and Development, 9(7):1-22, e113974002.

Colimoide, F. P., Meira, M. D. D., Abdala, G. A., Oliveira, S. L. S. S. (2017). Integralidade na perspectiva de enfermeiros da Estratégia Saúde da Família. Rev. bioét. (Impr.). 25(3):611-7.

Costa, M. F., Souza, T. B. & Estevam, A. S. (2017). Trajetória histórica da enfermagem em saúde mental no Brasil: uma revisão integrativa. Journal of Health Connections. 1(1). Disponível em:

http://periodicos.estacio.br/index.php/journalhc/article/viewFile/3319/1798|

Fiorin, J. L. (2011). Linguagem e ideologia. (1th ed). São Paulo: Ática

Garcia, A. P. R. F., Freitas, M. I. P., Lamas, J. L. T. & Toledo, V. P. (2017) Processo de enfermagem na saúde mental: revisão integrativa da literatura. Rev Bras Enferm [Internet]. 70(01):209-218. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v70n1/0034-7167-reben-70-01-0220.pdf

Lacerda, C. B. & Fuentes-Rojas, M. (2017). Significados e sentidos atribuídos ao Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPS AD) por seus usuários: um estudo de caso. Interface (Botucatu) [Internet]. 21(61):363-372. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/icse/v21n61/1807-5762-icse-1807-576220160060.pdf

Martins, A. G. (2017). A noção de crise no campo da saúde mental: saberes e práticas em um centro de atenção psicossocial. Mental. 11(20):226-242.

Mendes, A. C., Marques, M. I., Monteiro, A. P., Barroso, T. & Quaresma, M .H. (2018). Educação em enfermagem de saúde mental e psiquiatria no curso de licenciatura em enfermagem. SMAD, Rev. Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog. 14(2):73-83.

Organização Pan-Americana da Saúde. (2020). Perspectivas e contribuições da enfermagem para promover a saúde universal. Washington, D.C.

Pereira A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Pinho, P. H., Oliveira, M. A. F., Claro, H. G., Soares, R. H., Gonçalves, R. M. D. A & Pereira, M. O. (2018). Atitudes das equipes dos serviços de atenção psicossocial em álcool e drogas. Psicol. Pesqui. [Internet] 12(1):1-10. Disponível em: https://doi.org/10.24879/201800120010078

Santos, A. G., Monteiro, C. F. S., Nunes, B. M. V. T., Benício, C. D.A . V. & Nogueira, l. T. (2017). O cuidado em enfermagem analisado segundo a essência do cuidado de Martim Heidegger. Revista cubana de enfermeria [Internet]. 33:1-11. Disponível: http://www.revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/1529/295

Silva, T. A., Paula Júnior, J. D. & Araújo, R .C. (2018). Centro de Atenção Psicossocial (CAPS): ações desenvolvidas em município de Minas Gerais, Brasil. Rev. Latinoam. Psicopat. Fund. 21(2):346-363. Disponível em:

https://www.scielo.br/pdf/rlpf/v21n2/1415-4714-rlpf-21-2-0346.pdf

Sousa, S. M., Bernardino, E., Crozeta, K., Peres, A. M., Lacerda, M. R. (2017). Cuidado integral: desafio na atuação do enfermeiro. Rev Bras Enferm. 70(3):529-36.

Tinoco, K. F., Santos, M. F. O., Silva, J. L., Lacerda, C. C., Damasceno, E. N. S., Lima, R. S., Teles, P. F. S. P., Oliveira, F. B. M. (2017). Percepção do enfermeiro em relação a assistência mental ao paciente atendido nos serviços de saúde: uma revisão bibliográfica. REAS [Internet]. 6,S272-S280. Disponível em: https://www.acervosaude.com.br/doc/S-17_2017.pdf

Published

27/08/2020

How to Cite

Cruz, D. D. ., Carvalho, M. de F. A. A. ., & Freire, A. K. da S. (2020). Nursing in the context of psychosocial care: asylum imbrications. Research, Society and Development, 9(9), e490997377. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7377

Issue

Section

Health Sciences