Substrate of carnauba bagana based on vegetative Ocimum basilicum propagation

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7879

Keywords:

Basil; Organic production; Spice plant.

Abstract

Basil (Ocimum basilicum L.) is a sub-shrub native to Tropical Asia and introduced in Brazil by the Italian colony. It is an annual crop plant, culinary use in various regions of the world. The present work aimed to evaluate the influence of carnauba (Copernicia prunifera) bagana as substrate on the vegetative propagation of basil. The experiment was conducted at the Federal University of Maranhão in Chapadinha-MA. A completely randomized design with 6 treatments of carnauba bagana substrate (BC) in the following proportions: 0%, 20%, 40%, 60%, 80% and 100% plus soil, with 4 replications, 2 cuttings per tube totaling 48 piles. At 45 days, the seedlings were evaluated in the laboratory for the following characteristics: Plant height, number of leaves, number of shoots, stem diameter, root length and volume, leaf area, fresh mass of shoot and root system, mass shoot and root system drought and Dickson quality index. Data were subjected to analysis of variance and explored by regression using the Infostat® software. The use of carnauba bagana substrate had a significant effect on the variables under study, except for the number of shoots and plant height. The proportions of carnaúba bagana that provided greater seedling development were from 40% to 80% to BC plus soil.

Author Biography

Raissa Rachel Salustriano da Silva-Matos, Universidade Federal do Maranhão

Professora adjunta do curso de Agronomia do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais (CCAA) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Bióloga pela Universidade de Pernambuco - UPE (2009), Mestre em Agronomia - Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (2012), com bolsa do CNPq, e Doutora em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB (2016), com bolsa da CAPES. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em fitotecnia, fisiologia das plantas cultivadas, propagação vegetal, manejo de culturas, nutrição mineral de plantas, adubação, atuando principalmente com fruticultura e floricultura.

References

Araújo, E. F., Arauco, A. M. de. S., Lacerda, J. J. de. J., Ratke, R. F., & Medeiros, J. C. (2016). Crescimento e balanço nutricional de mudas de Enterolobium contortsiliquum com aplicação de substratos orgânicos e água residuária. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, 36 (86), 169-177.

Araújo, E. F., Aguiar, A. S., Arauco, A. M. S., Gonçalves, E. O., & Almeida, K. N. S. (2017). Crescimento e qualidade de mudas de paricá produzidas em substratos à base de resíduos orgânicos. Nativa, Sinop, 5 (1), 16-23.

Araújo Neto, S. E., Azevedo, J. M. A., Galvão, R. O., Oliveira, E. B. L., & Ferreira, R. L. F. (2009). Produção de muda orgânica de pimentão com diferentes substratos. Ciência Rural, Santa Maria, 39 (5), 1408-1413.

Bassaco, M. V. M. (2011). Comportamento fenológico, germinação, produção de mudas e tolerância a saturação hídrica de Sebastiania brasiliensis (Spreng.). Tese (Pós-graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Paraná, Paraná, PR, 112 f., Brasil.

Basso, S. M. S. Caracterização morfológica e fixação biológica de nitrogênio de espécies de Adesmia DC e Lottus L. (1999). Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 268f., Brasil.

Di Rienzo, J. A., Casanoves, F., Balzarini, M., Gonzalez, L. A., Tablada, M., & Robledo, C. W. Infostat: versão 2012. Cordoba, ARG: Universidad Nacional de Córdoba, grupo Infostat, 2012.

Dickson, A, Leaf, A. L, & Hosner, J. F. (1960). Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forestry Chronicle, 36, 10-13.

Krause, M. R., Monaco, P. A. V. L., Haddade, I. R., Meneghelli, L. A. M., & Souza, T. D. (2017). Aproveitamento de resíduos agrícolas na composição de substratos para produção de mudas de tomateira. Horticultura Brasileira, Pernambuco, 35 (2), 305-310.

Klein, C. (2015). Utilização de substratos alternativos para produção de mudas. Revista Brasileira de Energias Renováveis, Paraná, 4, 43-63.

Lustosa Filho, J. F., Nobrega, J. C. A., Nobrega, R. S. A., Dias, B. O., Amaral, F. H. C., & Amorim, S. P. do. N. (2015). Influence of organic substrates on growth and nutrient contents of jatob (Hymenaea stigonocarpa). African Journal of Agricultural Research, Lagos, 10, 2544-255.

Lucena, C. Y. S., Santos, D. J. R., Silva, P. L. S., Costa, E. D., & Lucena, R. L. (2018). O reuso de águas residuais como meio de convivência com a seca no semiárido do Nordeste Brasileiro. Revista de Geociências do Nordeste, Rio Grande do Norte, 4, 1-17.

Maggioni, M. S., Rosa, C. B. C. J., Rosa Junior, E. J., Silva, E. F., Rosa, Y. B. C. J., Scalon, S. P. Q., & Vasconcelos, A. A. (2014). Desenvolvimento de mudas de manjericão (Ocimum basilicum L.) em função do recipiente e do tipo e densidade de substratos. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, 16 (1), 10-17.

MAPA – Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa. DAS n .17, de 21 de maio de 2007. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, seção 1, 8. Recuperado de https://www.gov.br/agricultura/pt-br//assuntos/insumosagropecuarios /insumos-agricolas/fertilizantes/legislacao/in-17-de-21-05-2007-aprovametodo-substrato.pdf.

Malavolta, E., Gomes, F. P., & Alcarde, J. C. (2002). Adubos e adubações. São Paulo: Nobel.

Marques, P. A. A., José, J. V., Rocha, H. S., Fraga Júnior, E. F., Soares, D. A., & Duarte, S. N. (2015). Consumo hídrico do manjericão por meio de lisímetro de drenagem. Irriga, Botucatu, 20 (4), 745-761.

Nhaga, A. O., Pinto, C. de. M., Salles, M. G. F., Pinto, O. R. de. O., & Neto, A. M. V. (2019). Produção de mudas do feijão bravo em diferentes substratos orgânicos. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, Goiânia, 16 (29).

Passos, M. L. V., Zambrzycki, G. C., & Pereira, R. S. (2016). Balanço hídrico e classificação climática para uma determinada região de Chapadinha - MA. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza, 10, 758-766.

Pandey, V., Patel, A., & Patra, D. D. (2016). Integrated nutrient regimes ameliorate crop productivity, nutritive value, antioxidant activity and volatiles in basil (Ocimum basilicum L.). Industrial Crops and Products, Lucknow, 87, 124-131.

Sousa, M. de. O. (2019). 37 f. Bagana de carnaúba como substrato na produção de mudas de açaí cultivar BRS-Pará. 37 f. (Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Federal do Maranhão, Chapadinha).

Santos, H. G. dos., Jacomine, P. K. T., Anjos, L. H. C. dos., Oliveira, V. A. de., Lumbreras, J. F., Coelho, M. R., Almeida, J. A. de., Araujo Filho, J. C. de., Oliveira, J. B. de., & Cunha, T. J. F. (2018). Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. (5a ed.), rev. e ampl. Brasília, DF: Embrapa.

Santos, E. M., Azevedo, B. M. de., Marinho, A. B., Carvalho, A. C. P. P., Castro, A. C. R. DE., & Saraiva, K. R. (2013). Influência de diferentes tipos de substratos nas características físicas-foliares de bastão do imperador micropropagado. Plant Cell Culture Micropropagation, Lavras, 9 (1-2), 1-8.

Schmitz, J. A. K., Souza, P. V. D., & Kämpf, A. N. (2002). Propriedades químicas e físicas de substratos de origem mineral e orgânica para o cultivo de mudas em recipientes. Ciência Rural, Santa Maria, 32, 937-944.

Souza, A. de. A. L., Moreira, F. J. C., Araújo, B. de. A., Lopes, F. G. do. N., Da Silva, M. E. S., & Carvalho, B. da. S. (2016). Desenvolvimento inicial de duas variedades de alface em função de dois tipos de substratos e cobertura do solo. Brazilian Journal of Biosystems Engineering, Sobral, 10, 316-326.

Souza, A. R. L., Machado, J. A. D., & Dalcin, D. (2015). Análise de estudos internacionais sobre os fatores que influenciam a decisão dos agricultores pela produção orgânica. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, Maringá, 8 (3), 563-583.

Taiz, L., Zeiger, E., Moller, I. A., & Murphy, A. (2017). Fisiologia e desenvolvimento vegetal. (6a ed.), Porto Alegre: Artmed.

Published

06/09/2020

How to Cite

Araújo, J. B. ., Silva-Matos, R. R. S. da ., Amorim, D. J. ., Morais, V. P., Araujo , G. B., Santos, G. M. da S., & Cordeiro, K. V. . (2020). Substrate of carnauba bagana based on vegetative Ocimum basilicum propagation. Research, Society and Development, 9(9), e761997879. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7879

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences