Dietary intake and nutritional status of institutionalized elderlies

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i12.11419

Keywords:

Aging; Nutritional Status; Health of the institutionalized elderly; Recommended dietary allowances.

Abstract

This study aimed to relate dietary and water intake with nutritional status and dietary recommendations of elderly residents in public and private Long-Term Care Institutions for Elderly in the hinterland of Rio Grande do Sul. This was a quantitative and cross-sectional study, with 245 elderly. A 24-hour food recall questionnaire was applied to evaluate the amount of water, total calories, macronutrients, and fibers consumed, which was calculated using the DietWin® software (version 2969/2008). The mean macronutrients, fibers and water intake found in this population was compared to the reference values of the Dietary References Intakes. The body Mass Index (BMI) was calculated through weight and height, being the nutritional status classified according to the Pan American Health Organization parameters. The software Package for the Social Sciences (SPSS) version 22.0 was used for statistical analysis. The results considered maximum significance level of 5% (p≤ 0.05).  A positive and significant association was found between the total calories consumption and carbohydrates with BMI (r=0.165 and p=0.010; r=0.163 and p=0.011), respectively. The consumption of total calories (p=0.007) and carbohydrates (p=0.006) among the elderly with low weight were significantly lower when compared to the elderly classified with eutrophy, overweight and obesity. Daily water consumption was inversely and significantly associated with age (r=0.168 and p=0.008). It was concluded that the higher the BMI significantly higher was the consumption of total calories and carbohydrates, this consumption being significantly lower among the elderly with low weight.

Author Biographies

Janine Maria Peiter, Universidade do Vale do Taquari

Acadêmica de Nutrição

Alessandra Mocellim Gerevini, Universidade do Vale do Taquari

Nutricionista

Fabiani Lassen Delazzeri, Universidade do Vale do Taquari

Nutricionista

Jessica Carina Fuhr, Universidade do Vale do Taquari

Acadêmica de Nutrição

Nathascha dos Santos Trindade, Universidade do Vale do Taquari

Acadêmica de Nutrição

Juliana Paula Bruch Bertani, Universidade do Vale do Taquari

Docente do curso de Nutrição Univates

Simara Rufatto Conde, Universidade do Vale do Taquari

Docente do curso de Nutrição Univates

Patricia Fassina, Universidade do Vale do Taquari

Docente do curso de nutrição Univates

References

Adami, F. S., Feil, C. C. & Dal Bosco, S. M. (2015). Estado nutricional relacionado à qualidade de vida em idosos. Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano, 12(1).

Alexandrino, E. G., Marçal, D. F. S., Antunes, M. D., Oliveira, D. V., Bertolini, S. M. M. G. & Bennemann, R. M. (2020). Perfil alimentar e estado nutricional de idosos em instituições de longa permanência no Brasil. Revista Família, Ciclos de Vida e Saúde no Contexto Social, 8(3), 464-471.

Araújo, D. S. C., Souza, T. G. V., Mendes, V. R. & Rocha, L. (2020). Diagnóstico nutricional de idosos institucionalizados: uma revisão bibliográfica. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, 9(1), e107911739.

Bald, E. & Adami, F. S. (2019). Avaliação nutricional e perfil sócio demográfico de idosos institucionalizados. Revista Destaques Acadêmicos, 11(3).

Brom, I. F. G. C., Penna, J. C. de O., Pereira, P. R. S., Silva, R. C. D., Felipe, R. B., Amaral, D. A. do, & Amorim, M. M. A. (2019). Avaliação da composição nutricional de cardápios em instituições de longa permanência para idosos em Belo Horizonte e Contagem, Minas Gerais. Revista da Associação Brasileira de Nutrição-RASBRAN, 10(1), 87-95.

Camargos, M. C. S., Nascimento, G. W. C., Nascimento, D. I. C. & Machado, C. J. (2015). Aspectos relacionados à alimentação em Instituições de Longa Permanência para Idosos em Minas Gerais. Cadernos Saúde Coletiva, 23(1), 38-43.

Cavalcanti, R. V. A. (2019). Rastreamento de alterações mastigatórias em idosos (RAMI): evidências de validade do instrumento para diagnóstico epidemiológico autorreferido [Tese]. Natal, RN: Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Crispim, A. A. (2019). Hidratação e impactos na saúde do idoso: avaliação em uma instituição de longa permanência [Artigo]. Brasília, DF: Centro Universitário de Brasília, Brasília.

Damo, C. C., Doring, M., Alves, A. L. S., & Portella, M. R. (2018). Risco de desnutrição e os fatores associados em idosos institucionalizados. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 21(6), 711-717.

Freitas, A. F., Prado, M. A., Cação, J. C., Beretta, D., & Albertini, S. (2015). Sarcopenia e estado nutricional de idosos: uma revisão da literatura. Arquivos de Ciências da Saúde, 22(1), 9-13.

Galdino, N. M. B. V. (2017). Avaliação antropométrica e dietética de idosos de três instituições de longa permanência de Recife-Pernambuco [Dissertação]. Recife, PE: Universidade Federal de Pernambuco.

Gomes, L. O. N., & Granciero, L. B. (2017). O perfil alimentar e nutricional de idosos frequentadores de um centro de convivência para idosos em Brasília. Revista de Divulgação Científica Sena Aires, 6(1), 3-9.

Gomes, T. O. (2017). Influência do consumo de água e outros líquidos na sáude dos idosos residentes na Vila Vicentina-João Pessoa-PB [Trabalho de Conclusão]. João Pessoa, PB: Universidade Federal da Paraíba.

Institute Of Medicine (IOM). (2005). Dietary reference intakes for water, potassium, sodium, chloride, and sulfate. Washington: National Academy Press.

Klaus, J. H., Nardin, V., Paludo, J., Scherer, F. & Dal Bosco, S. M. (2015). Prevalência e fatores associados à constipação intestinal em idosos residentes em instituições de longa permanência. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 18(4), 835-843.

Liberalino, L. C. P. (2016). Padrão alimentar de idosos residentes em instituições de longa permanência [Tese]. Natal, RN: Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Lima, E. V., Reis, J. A., Cancela, K. P. P., Barbosa, M. A. S., Cravo, M. A. P., Troncoso, N. T., Pereira, T. L., Stutz, V. J. & Santos, A. B. (2018). A obesidade como fator de risco na terceira idade: um estudo de caso com idosos institucionalizados e os atendidos em ambulatórios em municípios do Rio de Janeiro. Revista da JOPIC, 1(2).

Martins, M. V., Souza, J. D., Franco, F. S., Matinho, K. O. & Tinoco, A. L. A. (2016). Consumo alimentar de idosos e sua associação com o estado nutricional. HU Revista, 42(2), 125-131.

Monteiro, M. A. M., & Maia, I. C. M. P. (2015). Perfil alimentar de idosos em uma instituição de longa permanência de Belo Horizonte, Minas Gerais. Revista de APS, 18(2).

Neumann, L., Schauren, B. C., & Adami, F. S. (2016). Sensibilidade gustativa de adultos e idosos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 19(5), 797-808.

Oliveira, R. S. L. (2015). Idosos em instituições de longa permanência modo de se alimentar associado ao estado nutricional e a ingestão de líquidos [Monografia]. Porto Velho, RO: Faculdade São Lucas.

Organização Pan-Americana (OPAS). (2002). Informe preliminar da 36ª Reunión del Comité Asesor de Investigaciones em Salud: Encuesta Multicéntrica – Salud Bienestar y Envejecimento (SABE) em América Latina y el Caribe. Washington: OPAS.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J. & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. RS: UAB/NTE/UFSM. Recuperado de: https://repositorio.ufsm.br/bitst ream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Pinto, C. S., Silva, B. F., Arroyo, G. P., Martins, E. S. & Alves, R. D. M. (2017). Estado nutricional e ingestão de alimentar de idosos institucionalizados do município de Teixeiras, MG. ANAIS SIMPAC, 8(1).

Silva, G. M., Duarte, E. B., Assumpção, D., & Barros, M. B. A. (2019). Elevada prevalência de inadequação do consumo de fibras alimentares em idosos e fatores associados: um estudo de base populacional. Revista Brasileira de Epidemiologia, 22, e190044.

Silva, P. A. B., Santos, F. C., Soares, S. M. & Silva, L. B. (2018). Perfil sociodemográfico e clínico de idosos acompanhados por equipes de Saúde da Família sob a perspectiva do gênero. Rev Fund Care, 10(1), 97-105.

Silvério, J. K. A., Pedreira, K. R. A., Kutz, N. A. & Salgueiro, M. M. H. A. O. (2017). Estado nutricional de idosos institucionalizados: uma revisão de literatura. Visão Acadêmica, 17(3).

Simão, L. P., Santos, N. S. G., Verner, F. V., Folly, G. A. F., Silva, J. C. & Fialho, C. G. O. (2016). Perfil nutricional de idosos institucionalizados em Muriaé (MG). Revista Científica da Faminas, 6(1).

Vitolo, M. R. (2014). Nutrição–da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro, RJ: Rubio.

Zagonel, A. D., Costa, A. E. K., Pissaia, L. F. & Mporeschi, C. (2017). As percepções sociais frente à implantação de uma Instituição de Longa Permanência para Idosos em um município do Vale do Taquari/RS, Brasil. Scientia Plena, 13(2).

Published

28/12/2020

How to Cite

PEITER, J. M. .; ADAMI, F. S.; GEREVINI, A. M. .; DELAZZERI, F. L. .; FUHR, J. C. .; TRINDADE, N. dos S. .; BERTANI, J. P. B. .; CONDE, S. R. .; FASSINA, P. . Dietary intake and nutritional status of institutionalized elderlies. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 12, p. e41491211419, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i12.11419. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11419. Acesso em: 26 nov. 2022.

Issue

Section

Health Sciences