Teacher Education: adaptability of education professionals and the use of digital technologies in the face of COVID-19 Pandemic crisis

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13407

Keywords:

Educational reform; Continuing education; COVID-19; TDIC.

Abstract

This article aims to analyze the implications of the COVID-19 pandemic in the teaching practice of education professionals and their adaptability to new digital teaching technologies. In this sense, we sought to answer the following questions: How will the schools and responsible agencies (Ministry of Education and State Education Council) solve the scenario of education in the face of the pandemic installed in Brazil? What tools and/or methodologies can be used to avoid harming students in this critical period installed in Brazil? To this end, a theoretical essay was carried out with the authors who discuss the pandemic crisis, the use of TDICs in education and the need for continuing teacher education: Santana & Sales (2020), Pretto et al. (2020), Nascimento & Prattes (2020), Heinsfeld & Pischetola (2019), Arruda (2020), Moran (2015), Cavallo et al. (2019), among others. It was found that the agencies mentioned above allowed the change from classroom to remote classes, however, teachers, students and families were not prepared to face the crisis that was installed by COVID-19. Thus, it is necessary to continue the training of teachers so that they can develop skills and abilities to face future problems such as what happened with this pandemic. Especially because to continue teaching it is necessary to continue learning, according to the words of Paulo Freire.

References

Alves, L. M. (2018). Gamificação na educação: aplicando metodologias de jogos no ambiente educacional. Joinvile: Clube dos Autores.

Anastacio, M. A. S., & Voelzke, M. R. (2020). O uso do aplicativo Socrative como ferramenta de engajamento no processo de aprendizagem: uma aplicação das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação no ensino de Física. Research, Society and Development, 9(3):e51932335.

Arruda, E. P. (2020). EDUCAÇÃO REMOTA EMERGENCIAL: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19. EmRede, 7(1):257-275.

Bacich, L., & Moran, J. (2015). Aprender e ensinar com foco na EDUCAÇÃO híbrida. Revista Pátio, nº 25.

Barbosa, A. M., Viegas, M. A. S., & Batista, R. L. N. F. F. (2020). Aulas presenciais em tempos de pandemia: relatos de experiências de professores do nível superior sobre as aulas remotas Rev. Augustus, 25(51):255-280.

Batista, I. F. & Assis, M. P. (2019). Práticas inovadoras em educação Potencializadas pelas tecnologias digitais. B. Téc. Senac, 45(2).

Bittencourt, P. A. S., & Albino, J. P. (2017). Cultura digital e as tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras. Tecnologia Educacional, 46(216):42-50.

Bogdan, R. C., & Biklen, S. K. (1994). Investigação qualitativa em educação. Tradução Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. Porto: Porto Editora.

Brasil. (2020). Ministério da Educação. Portaria nº 544, de 16 de junho de 2020. https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-544-de-16-de-junho-de-2020-261924872.

Brito, J. M. S. (2020). A singularidade pedagógica do ensino híbrido. EAD em foco. v. 10(1).

Cabral, T., & Costa, E. S. (2020). A pandemia e as aulas remotas: a reinvenção da prática docente. p. 50-53. IN: Ribeiro, M. S. S., Sousa, C. M. M. & Lima. E. S. Educação em tempos de pandemia: registros polissêmicos do visível e invisível [recurso eletrônico]. Petrolina, PE: UNIVASF, 139p.

Cavallo, D., Senger, H., Gomes, A. S., Bittencourt, I. I., & Silveira, I. F. (2016). Inovação e Criatividade na Educação Básica: Dos con-ceitos ao ecossistema. Revista Brasileira de Informática na Educação, 24(2):143 – 161.

Conselho estadual de Educação do Piauí – CEE/PI. (2020). Resolução CEE/PI nº 061/2020. http://www.ceepi.pro.br/Resolu%C3%A7%C3%B5es%20%20%202020/061-%20CEE-PI-Covid19-IMPRESSA%20DIA%2026-03-20.pdf.

Diniz, I. J. D., Rocha, S. L., Santos, Y. B. D. F., & Gomes, A. V. (2018). ensino híbrido Na Educação Brasileira: uma revisão bibliográfica. In: III Congresso sobre Tecnologias na Educação (Ctrl+E 2018), Fortaleza. Anais [...]. Fortaleza, p. 431-437. 2018. http://ceur-ws.org/Vol-2185/CtrlE_2018_paper_55.pdf. Acesso em: 22 jan. 2020

Freire, P. (1959). Educação e atualidade brasileira. Recife: Universidade do Recife.

Gil, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.

Güllich, R. I. C. Investigação-Formação-Ação em Ciências: um caminho para reconstruir a relação entre livro didático, o professor e o ensino. Curitiba: Prismas, 2013

Heinsfeld, B. D. & Pischetola, M. (2019). O discurso sobre tecnologias nas políticas públicas em educação. Educ. Pesqui., 45:e205167.

Jacobucci, D. F. C. (2006). A formação continuada de professores em centros e museus de ciências no Brasil. 302 f. Tese (Doutorado em educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

Jacobucci, D. F. C., Jacobucci, G. B., & Megid Neto, J. (2009). Experiências de formação de professores em centros e museus de ciências no Brasil. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, Vigo, 8(1):118-136.

Junges, F. C., Ketzer, C. M., & Oliveira, V. M. A. (2018). Formação continuada de professores:Saberes ressignificados e práticas docentes transformadas. Educação & Formação, Fortaleza, 3(9):88-101.

Marconi, M.A., & Lakatos, E.M. (2011). Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas.

Miller, T.O. (2012). Considerações sobre a tecnologia: quando é um artefato?. Revista de Antropologia. 39:91-100.

Moran, J. (2015). Educação híbrida: um conceito chave para a educação, hoje. IN: Bacich, Tanzi & Trevisani. Ensino Híbrido: Personalização e Tecnologia na Educação. Porto Alegre: Penso, 27-45.

Moran, J. M., Masseto, M. T., & Behrens, M. A. (2000). Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica. Campinas, SP: Papirus.

Nascimento, J. C., & Prates, A. E. (2020). A aprendizagem mediada pelo uso de tecnologias digitais na concepção dos docentes: um estudo de caso no curso técnico em edificações do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais - IFNMG/Campus Januária. Research, Society and Development, 9(8):e515985692.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J.;, &Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria, RS: UFSM, NTE. 119p.

Person, V. A., Bremm, D., & Güllich, R. I. C. (2019). A formação continuada de Professores de ciências: elementos Constitutivos do processo. Revista Brasileira de Extensão Universitária. 10(3):141-147.

Perrenoud, P. (2000). Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre, RS: Artmed.

Pretto, N. L., Bonilla, M. H. S., & Sena, I. P. F. S. (2020). Educação em tempos de pandemia: reflexões sobre as implicações do isolamento físico imposto pela COVID-19. Salvador: Edição do Autor.

Prodanov, C. C., & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale.

Santaella, L. P. (2015). Flusser ressignificado pela cultura digital. IN: Hanke, M., Ricarte, É. (Orgs.). Do conceito a imagem: a cultura da mídia pós-Vilém Flusser. 356p. p.12 – 24.

Santana, C. L. S., & Sales, K. M. B. (2020). Aula em casa: educação, Tecnologias digitais e pandemia covid-19. Interfaces Científicas, 10(1):75 – 92.

Silva, D. S., Andrade, L. A. P., & Santos, S. M. P. (2020). Alternativas de ensino em tempo de pandemia. Research, Society and Development, 9(9):e424997177.

Silva, V. G. da, & Pasqualli, R. (2020). A atualidade da pedagogia socialista soviética: um ensaio teórico. Research, Society and Development, 9(7). https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4388.

Staker, H., & Horn, M. B. (2012). Classifying K–12 Blended Learning. Innosight Institute. https://www.christenseninstitute.org/wp-content/uploads/2013/04/Classifying-K-12-blended-learning.pdf.

Pretto, N. L., Bonilla, M. H. S., & Souza Sena, I. P F. (2020). Educação em tempos de pandemia: reflexões sobre as implicações do isolamento físico imposto pela COVID-1 9. Salvador: Edição do autor, 18 p.

Zacariotti, M. & Sousa, J. L. S. (2019). Tecnologias digitais de informação e comunicação como recurso de mediação pedagógica. Revista Observatório, 5(4):613-633.

Published

18/03/2021

How to Cite

SILVA, C. M. da .; LUZ , D. M. D. .; SILVA, T. D. da .; SILVA, A. V. da. Teacher Education: adaptability of education professionals and the use of digital technologies in the face of COVID-19 Pandemic crisis. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e35410313407, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i3.13407. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13407. Acesso em: 12 apr. 2021.

Issue

Section

Review Article