Virtual conversation wheel on socioenvironmental issues for student awarenes

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13579

Keywords:

Conversation wheel; Critical reading; Socio-environmental issues; Teaching.

Abstract

The high use of pesticides in agricultural plantations to combat pests and insects can cause many damage to people's health. These practices are widely found in crops in the northern region of Mato Grosso. The aim of this study was to use Information and Communication Technologies (ICT) to sensitize students about the indiscriminate use of pesticides. This is a qualitative study. The group participating in the research was composed of five students from the São Vicente de Paula state school in the municipality of Sinop. For gathering information and constituting data, a Virtual Conversation Wheel (RCV) was developed as a teaching and learning methodology and the analysis of these questions can be classified as qualitative descriptive research. For the development of the research, four pedagogical moments were used: pre-questionnaire, virtual conversation wheel for the exhibition of ideas, explanation of the content made by the teacher, post-questionnaire. The data were collected by the teacher through the application of questionnaires and the RCV with aspects of concept evaluation and subjective aspects. Therefore, the use of RCV is a teaching and learning methodology that favors the reading of socioenvironmental issues, as students had a better argument on the subject, with more grounded concepts than initially with questions related to the use of pesticides, expanding the students' knowledge and awareness of the implications of the indiscriminate use of these products in agricultural production.

References

Aranha, L. A. (2006). Filosofia da Educação. (3a ed.), Moderna.

Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM). O desempenho da indústria química brasileira. https://abiquim.org.br/industriaQuimica. Acessado no dia 07/08/2020.

Beserra, L. (2017). Agrotóxicos, vulnerabilidades socioambientais e saúde: uma avaliação participativa em municípios da bacia do rio Juruena, Mato Grosso. 2017. 140f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva). Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso Cuiabá.

BrasiL. Congresso Nacional. Lei nº 7.802, de 11 de julho de 1989. Dispõe sobre a pesquisa, a experimentação, a produção, a embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a comercialização, a propaganda comercial, a utilização, a importação, a exportação, o destino final dos resíduos e embalagens, o registro, a classificação, o controle, a inspeção e a fiscalização de agrotóxicos, seus componentes e afins, e dá outras providências. Diário Oficial da União.

Brasil. (2019). Ministério da educação. Temas contemporâneos transversais na BNCC: contexto histórico e pressupostos pedagógicos.

CFMV, Conselho federal de medicina veterinária. Saúde Única. http://portal.cfmv.gov.br/pagina/index/id/162/secao/8.

Chizzotti, A. (2005). Pesquisa em ciências humanas e sociais. (7a ed.), Cortez.

Freire, P. (2005). Pedagogia do Oprimido. (44a ed.), Editora Paz e Terra.

Freire, P. (2014). Pedagogia do oprimido. (56a ed.), Paz e Terra.

Lopes, C. V. A. Albuquerque, G. S. (2018). Agrotóxicos e seus impactos na saúde humana e ambiental: uma revisão sistemática. Saúde de debate. 42(117), 518-534.

Modrow, E. S., & Silva, M. B. (2013). Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor PDE. Versão On-line ISBN 978-85-8015-076-6 Cadernos PDE.

Moreira, H., & Caleffe, L. G. (2008). Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. (2a ed.), Lamparina.

Nunes, J. V. (2019). Roda de conversa e a leitura de uma questão socioambiental na formação docente. 55p. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia apresentada como requisito para conclusão do curso Licenciatura em ciências naturais e matemática habilitação em química) Universidade Federal de Mato Grosso, Sinop.

Perez, L. F. M. (2012). Ensino de ciências com enfoque ciência, tecnologia, sociedade e ambiente (CTSA)a partir de questões sociocientíficas (QSC). São Paulo: Editora UNESP. p. 55- 61.

Pereira, A. S., Shitsuka D. M., Parreira F. J., & Shitsuka R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. UFSM. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Santos, W. L. P. (2007). Contextualização no ensino de ciências por meio de temas CTS em uma perspectiva crítica. Ciência & Ensino.

Silva, D. O. S., Ferreira, M. J. M. F., Silva, S. A., Santos, M. A., Santos, H. D. H., & Silva, A. M. C. (2013). Exposição aos agrotóxicos e intoxicações agudas em região de intensa produção agrícola em Mato Grosso. Epidemiol. Serv. Saude, Brasília, 28(3):e2018456, 2019.

Viero, C. M. C. S., Vazz, M. R. C., Costa, V. Z., & Beck, C. L. C. (2016). Sociedade de risco: o uso dos agrotóxicos e implicações na saúde do trabalhador rural. Escola Anna Nery 20(1).

Published

02/04/2021

How to Cite

OLIVEIRA, L. A. de .; WOBETO, C. .; ROSINKE, P. .; OLIVEIRA, J. M. A. . Virtual conversation wheel on socioenvironmental issues for student awarenes. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e11810413579, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.13579. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13579. Acesso em: 20 apr. 2021.

Issue

Section

Education Sciences