The importance of didactic games in the teaching-learning process: An integrative review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14309

Keywords:

Play; Knowledge; School; Student; Teaching.

Abstract

Playful games are useful methodologies for teaching-learning processes, as they are characterized as alternatives that help students build knowledge. Games and games are gaining space and importance in all approaches related to childhood. The playful activity, which can be expressed in the game, in the toy or play, is of fundamental importance in school education and in the training of man. It allows the educator to perceive traits of the student's personality and behavior, which facilitates the planning of pedagogical strategies in the ludic environment, promoting motivation for better learning. The objective of the work was to carry out an integrative review in bibliographic platforms to obtain results of the effectiveness of the use of educational games in the school environment, also to seek the importance of the use of educational games to help the teaching professional and to identify the students' learning through educational games. In the results of the review, 9 publications were found over a 10-year period from 2010 to 2020. The publications address how playful activity is essential in the school environment and how teachers need more resources and motivation by the school to better apply it.

References

Alves, J. F., da Silva, L. B., & dos Reis, D. A. (2020). Reflexões sobre metodologias do ensino de Biologia. Research, Society and Development, 9(8), e850985951-e850985951.

Amorim, A. D. S. (2013). A influência do uso de jogos e modelos didáticos no ensino de biologia para alunos de ensino médio. Monografia. Universidade Estadual do Ceará–UECE, Universidade Aberta do Brasil–UAB. Centro De Ciências e Saúde–CCS, Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Beberibe-Ceará.

Cyrino, E. G., & Toralles-Pereira, M. L. (2004). Trabalhando com estratégias de ensino-aprendizado por descoberta na área da saúde: a problematização e a aprendizagem baseada em problemas. Cadernos de Saúde Pública, 20, 780-788.

Da Conceição, A. R., Mota, M. D. A., & Barguil, P. M. (2020). Jogos didáticos no ensino e na aprendizagem de Ciências e Biologia: concepções e práticas docentes. Research, Society and Development, 9(5), e165953290-e165953290.

Da rocha, Diego Floriano; Rodrigues, Marcello Da Silva. Jogo didático como facilitador para o ensino de biologia no ensino médio. Cippus, v. 6, n. 2, p. 01-08, 2018.

Do Canto, C. G. D. S., Nunes, P. O. C., & da Silva Rodrigues, A. C. (2021). O lúdico como ferramenta de aprendizagem de leitura e escrita. Revista eletrônica pesquiseduca, 13(29), 284-299.

Dos Reis, D. A., & Júnior, N. V. (2019). Games como estratégia de ensino de ciências para abordar o saneamento básico. Research, Society and Development, 8(12), e428121846-e428121846.

Dos Santos, A. C., de Oliveira Santos, J., & de Brito Araujo, M. J. (2020). Lúdico como ferramenta da psicopedagogia no desenvolvimento integral das crianças. Educte: Revista Científica do Instituto Federal de Alagoas, 10(1), 1175-1183.

Fernandes, N. A. (2010). Uso de jogos educacionais no processo de ensino e de aprendizagem. Monografia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – CINTED/UFRGS. Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação. Alegrete – Rio Grande do Sul.

Ferreira, S. M., Nascimento, C., & Pitta, A. P. (2020). Jogos didáticos como estratégia para construção do conhecimento: uma experiência com o 6° ano do Ensino Fundamental. Giramundo: Revista de Geografia do Colégio Pedro II, 5(9), 87-94.

Freire, P. (2011). Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra; 2001. Participação dos autores Rodrigo Caetano participou da concepção, organização e execução da pesquisa, além da redação final do texto. Volnei Garrafa, como orientador, participou de todas as etapas da pesquisa. Recebido, 16.

Freire, P. (2014). Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Editora Paz e Terra.

Kiya, M. C. D. S. (2014). O uso de Jogos e de atividades lúdicas como recurso pedagógico facilitador da aprendizagem. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva de professor PDE: Cadernos Didáticos Pedagógicos. Ortigueira, 2, 6-45.

Marin, J. C., & da Costa Güllich, R. I. (2015) Estratégias do Pibid: jogos didáticos no ensino de Ciências e Biologia. Anais do SEPE – Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão. Vol V. ISSN 2317-7489.

Mendes, K. D. S., Silveira, R. C. C. P., & Galvão, C. M. (2008). Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem.

Miranda, J. C., Gonzaga, G. R., & Costa, R. C. (2016). Produção e avaliação do jogo didático" tapa zoo" como ferramenta para o estudo de zoologia por alunos do ensino fundamental regular/production and evaluation of a educational game" tapa zoo" As a tool for zoology study for students of regular elementary school. olos, 32(4), 383.

Pinto, L. Q., Pais, A. C. V. B., Nóbile, F. H. M., Gabriel, G. M., & Sodero, J. P. T. (2021). Descobrindo os Elementos: a elaboração de jogos didáticos como alternativa de ensino. Brazilian Journal of Development, 7(1), 2247-2253.

Salido López, P. V. (2020). Metodologías activas en la formación inicial de docentes: Aprendizaje Basado en Proyectos (ABP) y educación artística.

Salomão, H. A. S., Martini, M., & Jordão, A. P. M. (2007). A importância do lúdico na educação infantil: enfocando a brincadeira e as situações de ensino não direcionado. Portal de psicologia.

Silva, J. N. D. C. (2013). A importância da ludicidade no ensino de ciências. Monografia. Universidade Federal da Paraíba - UFPB Virtual. Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. João Pessoa – Paraíba.

Sossela, G. C. S., & Crocetti, S. (2013). Jogos como facilitadores do ensino de biologia. Revista Virtual Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE– Paraná, 1.

Published

16/04/2021

How to Cite

ALMEIDA, F. S.; OLIVEIRA, P. B. de; REIS, D. A. dos. The importance of didactic games in the teaching-learning process: An integrative review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e41210414309, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.14309. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14309. Acesso em: 11 may. 2021.

Issue

Section

Review Article