The importance of the relationship of graduate programs and the productive sector in the generation of technological innovation

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14342

Keywords:

Teaching; Innovation

Abstract

The dissemination and sharing of knowledge produced by postgraduate courses in Brazil are part of a public policy, with the purpose of stimulating innovation and, consequently, the competitiveness of the Brazilian productive sector. The present research is a literature review study, with the objective of epistemologically understanding the role of postgraduate courses in the Brazilian social scenario, thus outlining the best way to establish a management aimed at meeting its purposes. The study has a qualitative and explanatory approach. The method adopted by the research was the literature review, having met the inclusion and exclusion criteria of the sample, 17 studies published after 2004 were included in the study sample, under the validity of the innovation law, which were analyzed in an explanatory manner. The conclusion of the study goes back to the understanding that postgraduate programs must act strategically, always observing market demands and making their productions to meet them, generating circulation of wealth and strengthening the production of innovative products in Brazilian society, inserting Brazil in the international commercial scene.

Author Biographies

Marcelo Salles da Silva, Universidade Anhanguera São Paulo

Doutorando em Biotecnologia e Inovação em Saúde (UNIAN). Mestre em Políticas Públicas (UNIBAN). Especialista em Direito Empresarial (USJT) e Gestão Educacional (UNISA). Graduado em Direito (UMC). Professor do Curso de Direito da Universidade Anhanguera. Professor dos CST da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo - Fatec Sebrae e Fatec Bragança Paulista.

Daniela Palhuca do Nascimento Queiroz, Universidade Anhanguera São Paulo

Doutoranda em Biotecnologia e Inovação em Saúde (UNIAN). Mestre em Direito
(UNIMES). Mestre em Ciências da Religião (Metodista de São Paulo). Especialista em Direito
Empresarial (FMU). Graduada em Direito (UMC). Professora e Coordenadora do Curso de Direito da Universidade Anhanguera de São Paulo.

Mary Lúcia Ferraz Abrantes, Universidade Anhanguera São Paulo

Mestranda no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Farmácia da Universidade Anhanguera (UNIAN). Graduada em Direito (ITE/Bauru). Coordenadora do Curso de Direito da Universidade Anhanguera de São Paulo.

Fernando Portel Cabrera, Universidade Anhanguera São Paulo

Mestrando em Biotecnologia e Inovação em Saúde (UNIAN); Especialista em Comércio Exterior. Graduado em Administração de Empresas (Centro Universitário SantAnna). Professor e Coordenador dos Cursos Superiores de Tecnológica da Universidade Anhanguera de São Paulo.

Jeferson Eduardo Pereira, Universidade Anhanguera São Paulo

Mestrando em Farmácia (UNIAN). Graduado em Farmácia (Univ. Grande ABC). Licenciatura em Pedagogia (FICS). Professor da Escola de Enfermagem ALGE. Professor e coordenador da Escola Técnica do Estado de São Paulo (ETECSP).

Regina Mara Silva Pereira, Universidade Anhanguera São Paulo

Doutora em Ciência (UNICAMP). Bacharel em Química (UFBA). Professora e Coordenadora do Programa de Mestrado Profissional em Farmácia (UNIAN).

Márcio Luiz dos Santos, Universidade Anhanguera São Paulo

Licenciado em Química (UFSCAR). Mestre e Doutor em Química pelo (IQ UNESP). Professor e coordenador dos programas de mestrado e doutorado em Biotecnologia e Inovação em Saúde (UNIAN).

References

Agopyan, Y., & Oliveira, J. F. G. (2005). Mestrado profissional em Engenharia: uma oportunidade para incrementar a inovação colaborativa entre universidades e os setores de produção no Brasil. R B P G, 2 (4). http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/80/77

Alves, M. F., Ferreira, J., & Oliveira, D. E. (2014)). Pós-Graduação no Brasil: do Regime Militar aos dias atuais Undergraduate in Brazil: the Military Regime to the present day Posgrado en Brasil: de el Régimen Militar hasta nuestros días, 30 (Issue 2). https://doi.org/10.21573/vol30n22014.53680

Autran M. M. M., Arruda Ramalho F., Dantas Benício, C., Macedo, C., & Dantas Ferreira, E. (2008). A transferência do conhecimento para o setor produtivo: experiência de uma parceria (Issue 2). https://brapci.inf.br/_repositorio/2010/11/pdf_3eebb94b46_0013273.pdf

Capes (2017). Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Resultado da 1ª etapa avaliação quadrienal. https://www.gov.br/capessala-de-imprensa/noticias/8557-divulgado-o-resultado-da-1-etapa-da-avaliacao-quadrienal-2017.

Capes. (2020). Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/ coleta/programa/quantitativos/quantitativoPrograma.jsf?areaAvaliacao=48&areaConhecimento

Coelho M., & Hayashi, M. C. (2011). Pós-graduação no regime militar: zona franca de produção do conhecimento In Série-Estudos: Periódico do Programa de Pós-Graduação em Educação da UCDB, Campo Grande - MS (31), 193-213. https://serie-estudos.ucdb.br/serie-estudos/article/view/135

Constituição da República Federativa do Brasil. (1988). http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm

Cury, C. R. J. (2005). Quadragésimo ano do parecer CFE no 977/65. Revista Brasileira de Educação, 1931(30), 07–20. https://doi.org/10.1590/s1413-24782005000300002

Kneipp J. M., Rosa L. A. B, Bichueti R. S., Perlin A. P., & Schuch Junior V. F. (2011). Uma análise da evolução da produção científica sobre inovação no brasil. Rev. eletr. estrat. neg., 4 (1), 133-157. http://portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/EeN/article/view/597

Lei nº 8.405, de 9 de janeiro de 1992. (1992). Autoriza o Poder Executivo a instituir como fundação pública a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8405.htm

Lei nº.10.973, de 2 de dezembro de 2004 (2004). Dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Lei/L10.973.htm

Lüdke, M, & André, M. E. D. A. (2015). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. EPU.

Marcovitch, J., Goldemberg, J., Axel-Berg, J., Righetti, S., Santos, S. M. dos, Oliveira, L. N. de, Grácio, M. C. C., Rosas, F. S., Ranieri, N., Pedrosa, R., Pereira, M. W., Cruz, C. H. de B., Shimizu, K., Ferreira, J. E., Machado, R., Segurado, A. C., Beppu, M. M., Holland, H., & Guimarães, J. A. C. (2018). Repensar a universidade: desempenho acadêmico e comparações internacionais. In Repensar a universidade: desempenho acadêmico e comparações internacionais. Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes. https://doi.org/10.11606/9788571661868

Martins, C. B. (2018). As origens pós-graduação nacional (1960-1980). Revista Brasileira de Sociologia - RBS, 6(13). https://doi.org/10.20336/rbs.256

Martins, C. B., Lúcia, A., & Assad, D. (2008). A pós-graduação e a formação de recursos humanos para inovação. RBPG, Brasília, 5 (10), 322-352. http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/157/151

Moreira M. L., & Velho L. (2008). Pós-graduação no brasil: da concepção “ofertista linear” para “novos modos de produção do conhecimento” implicações para avaliação. Avaliação, 13 (3), 625-645. https://doi.org/10.1590/S1414-40772008000300002

Nobre L. N., & Freitas R. R. (2017). A Evolução da Pós-Graduação no Brasil: Histórico, Políticas e Avaliação. Brazilian Journal of Production Engineering, São Mateus, 3, (2), 18-30. https://doi.org/10.0001/v3n2_3

Oliveira, J. (2013) A política de ciência, tecnologia e inovação, a pós-graduação e a produção do conhecimento no Brasil. Inter-Ação, Goiânia, 38 (2), 323-338. https://repositorio.bc.ufg.br/bitstream/ri/13857/5/Artigo%20-%20Jo%C3%A3o%20Ferreira%20de%20Oliveira%20-%202013.pdf

Quelhas O. L. G., Faria Filho J. R., & França, S. L. B. (2005). O mestrado profissional no contexto do sistema de pós-graduação brasileiro. RBP G, 2 (4) 97-104. https://doi.org/10.21713/2358-2332.2005.v2.82

Research in Brazil (2017). A report for CAPES by Clarivate Analytics. Clarivate Analytics. http://portal.andes.org.br/imprensa/noticias/imp-ult-992337666.pdf

Silva I. C., Farias L. A., & Santos W. (2017). Pós-graduação e produção científica: a teoria do capital humano e as demandas do setor produtivo. Filosofia e Educação [RFE]- 8 (3) 142 – 168,

Silva Junior, J. D., & Sguirssadi, V. (2013). Universidade Pública Brasileira no Século XXI Educação superior orientada para o mercado e intensificação do trabalho docente. Espac. blanco, Serie. indagaciones, 23 (1), 119 - 156. https://www.redalyc.org/pdf/3845/384539805007.pdf

Published

20/04/2021

How to Cite

SILVA, M. S. da .; QUEIROZ, D. P. do N. .; ABRANTES, M. L. F. .; CABRERA, F. P. .; PEREIRA, J. E.; PEREIRA, R. M. S. .; SANTOS, M. L. dos . The importance of the relationship of graduate programs and the productive sector in the generation of technological innovation. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e51010414342, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.14342. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14342. Acesso em: 6 may. 2021.

Issue

Section

Review Article