Challenges for the commercialization of fish farming in the municipality of Arari in the State of Maranhão

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14371

Keywords:

Fish production; Sale; Limiting factors.

Abstract

Fish farming is an economic activity that has been gaining ground and growing in recent years, becoming an alternative income that contributes to leveraging the generation of employment in rural areas. The municipality of Arari-MA stands out with regard to the fish activity that represents one of the potential activities in the region. However, it has been accompanied by problems that hinder the development of the activity. In this sense, the objective of the work was to identify the main challenges found in the commercialization of fish for the producers of the association of fish farmers of Arari “ASPAR”. The next phase corresponded to the interviews through questionnaires, in which 11 ASPAR producers participated in order to obtain information on the commercialization. It was found that the main obstacles in the commercialization process occur due to the high cost of inputs, obtaining documentation, labor, limitations in the search for commercialization channels, lack of technical assistance. The lack of documentation such as environmental licensing prevents obtaining credits from banks, compromising commercialization mainly with regard to the purchase of feed, and in the construction of structures for the direct sale of fish to the final consumer, reflecting on low profitability. It is recommended that ASPAR fish farmers seek a greater organization within the association to neutralize mainly the problem related to the purchase of feed, also requiring public and private institutions to take strategic actions to improve the marketing process, especially in relation to legalization and assistance. technique for fish farms.

References

Araújo, J. S., & Sá, M. F. P. (2008) Sustentabilidade da piscicultura no baixo São Francisco alagoano: condicionantes socioeconômicos. Revista Ambiente & Sociedade, 11(2), 405-424.

Bani, E. et al. Segurança alimentar urbana na Baixada Maranhense: o caso do município de Arari. 2016.

Barros, A. F., Martins, M. I. E. G., &Souza, O. M. (2018) Caracterização da piscicultura na microrregião da baixada cuiabana, Mato Grosso, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, 37(3), 261-273.

Campos, C. J. G., &Siqueira, C. (2018) Investigação qualitativa: perspetiva geral e importância para as ciências da nutrição. Acta Portuguesa de Nutrição, (14), 30-34.

Carvalho, H. R. L., Souza, R. A. L., & Cintra, I. H. A aquicultura na microrregião do Guamá, Estado do Pará, Amazônia Oriental, Brasil. Revista de Ciências Agrárias Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences, Amazonas, 56(1), 1-6, 2013.

De Oliveira, N. I. S., & Florentino, A. C. (2018) Avaliação socioeconômica dos piscicultores do município de Porto Grande, Amapá, Brasil. Ciência e Natura, 40, e31.

Elias, L. P. et al. Impactos socioeconômicos do Programa Nacional de Alimentação Escolar na agricultura familiar de Santa Catarina. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, 57(2), 215-233, 2019.

Estevão-Rodrigues, T. T.., & Estevão-Rodrigues, T. D. Piscicultura familiar, assistência técnica e práticas de manejo colheita e pós colheita: estudo de caso da região metropolitana de Manaus – Amazonas, Brasil. Revista Observatorio de la Economía Caracterização da piscicultura familiar na região do baixo Parnaíba - Araioses/MA 58 Extensio: R. Eletr. de Extensão, 17(36), 41-60.

Gomes, P. M. A., Barbosa, J. G., Costa, E. R., S. & Junior, I. G. (2012) Avaliações das condições higiênicas sanitárias das carnes comercializadas na feira livre do município de Catolé do Rocha-PB. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 7(1), 225 – 232.

Lopes, J. M. et al. (2020) Caracterização da piscicultura familiar na região do baixo Parnaíba-Araioses/MA. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, 17(36), 41-60.

Machado, D. S. Fecundidade e tipo de desova de Prochilodus lineatus (Characiformes, Prochilodontidae na área de proteção ambiental da Baixada Maranhense) Brasil. 2016. Tese de Doutorado. UEMA.

Martins, C. V. B. et al. (2018) Avaliação da piscicultura na região oeste do estado do Paraná. Boletim do Instituto de Pesca, 27(1), 77-84.

Meante, R. E. X., & Da Costa Dória, C. R. (2018) Caracterização da cadeia produtiva da piscicultura no estado de Rondônia: desenvolvimento e fatores limitantes. Revista de Administração e Negócios da Amazônia, 9(4), 164-181,

Nakauth, A. C. S. S., Nakauth, R. F., & Nóvoa, N. A. C. B. Caracterização da piscicultura no município de Tabatinga-AM. Revista Igapó-Revista de Educação Ciência e Tecnologia do IFAM, 9(2), 54-64,

Pedroza Filho, M. X., Barroso, R. M., & Flores, Roberto M. V. Diagnóstico da cadeia produtiva da piscicultura no Estado de Tocantins. Embrapa Pesca e Aquicultura-Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E), 2014.

Santos, M. P. N., Seixas S., Aggio R. B. M., Hanazaki N., Costa M., Schiavetti A., Dias J. A., & Azeiteiro U. M. A. Pesca enquanto Atividade Humana: Pesca Artesanal e Sustentabilidade. Revista de Gestão Costeira Integrada, 12(4), 405-427.

Silva, A. S. S. et al. Caracterização da pesca artesanal em munícipios da baixada maranhense – Brasil. Enciclopédia Biosfera, nº 23, ano:2016.

Valenti, W. C., Pereira, J. A., & Borghetti, J. R. (2000) Aquicultura no Brasil: bases para um desenvolvimento sustentável. Brasília, DF: CNPq, Ministério da Ciência e Tecnologia. 399p.

Vidal, M. F. Panorama da piscicultura no Nordeste. Caderno Setorial ETENE.

Zacardi, D. M. et al. (2017) Caracterização socioeconômica e produtiva da aquicultura desenvolvida em Santarém, Pará. Acta of Fisheries and Aquatic Resources, 5(3), 102-112.

Published

15/04/2021

How to Cite

SILVA, T. de J. S. .; BRANCO, M. V. C. .; MEIRELES, T. R. N. P. .; SANTOS, D. M. .; RAMOS, G. G. .; FREITAS , A. de L. .; PINTO, A. de V. F. .; LEITE, M. J. de H. Challenges for the commercialization of fish farming in the municipality of Arari in the State of Maranhão. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e38710414371, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.14371. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14371. Acesso em: 8 may. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences