Fitorremediation of contaminated soil with 2,4-D + picloram in Eastern Amazonia

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.14372

Keywords:

Auxin; Bioindicator; Braquiarão; Herbicide; Mombasa.

Abstract

The objective of this work was to evaluate the potential of Urochloa brizantha cv. Marandu and Panicum maximum cv. Mombasa in phytoremediation of soil treated with 2,4-D + picloram herbicide, using Raphanus sativus Crimson Gigante as a bioindicator plant. The experiment was carried out in a greenhouse, in a completely randomized design in two stages. In the first stage the treatments were: cultivation of U. brizantha and P. maximum treated with and without the herbicide dose, with five replications. In the second stage, the treatments consisted of cultivating R. sativus in soil: free of herbicide residue; and soil contaminated with cultivation: prior to U. brizantha; P. maximum; and without previous cultivation of grass, with five replications. The units were treated with the herbicide, individually in pre-emergence, after 15 days the grasses were sown. After 50 days, forages were harvested and segregated in aerial and root parts, analyzing fresh and dry biomass (g) and height (cm). After removing phytoremediation plants, R. sativus was transplanted, evaluating visual phytotoxicity at 5, 10, 15 and 20 days after emergence (DAE) and at 20 DAE, the accumulation of green and dry matter (g), height (cm). The evaluated grasses have phytoremediation characteristics for auxinic herbicides; R. sativus can be used as a bioindicator of the herbicide 2,4-D + picloram; the evaluated period was not enough to fully remove the effects of the herbicide.

References

Andrade, J. C. M., Tavares, S. R. L., & Mahler, C. F. (2007). Fitorremediação: o uso de plantas na melhoria da qualidade ambiental. São Paulo: Oficina de Textos. 150p.

Assis, R. L., Procópio, S. O., Carmo, M. L., Pires, F. R., Cargnelutti Filho, A., Braz, G. B. P. & Silva, W. F. P (2010). Fitorremediação de solo contaminado com o herbicida picloram por plantas de Panicum maximum em função do teor de água no solo. Engenharia Agrícola 30:845-853.

Belo, A. F., Coelho, A. T. C. P., Tironi, S. P., Ferreira, L. R. & Silva, A. A. (2011). Atividade fotossintética de plantas cultivadas em solo contaminado com picloram. Planta Daninha 29:885-892.

Brasil (2013). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Coordenação-Geral de Agrotóxicos e Afins. http://extranet.agricultura.gov.br/agrofit_cons/principal_agrofit_cons

Brito, N. M., Amarante Júnior, O. P., Abakerli, R., Santos, T. C. R. & Ribeiro, M. L. (2001). Risco de contaminação de águas por pesticidas aplicados em plantações de eucaliptos e coqueiros: análise preliminar. Pesticidas: Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente 2:93-104.

Camarão, A. P. & Souza Filho, A. D. da S. (2005). Limitações e potencialidades do capim-braquiarão (Brachiaria brizantha cv. marandu (A. Rich) Stapf.) para a Amazônia. Embrapa Amazônia Oriental-Documentos (INFOTECA-E).

Carmo, M. L., Procópio, S. O., Pires, F. R., Cargnelutti Filho, A., Barroso, A. L. L., Silva, G. P. & et al (2008). Seleção de plantas para fitorremediação de solos contaminados com picloram. Planta Daninha 26:301-313.

D’Antonino, L., Silva, A. A., Ferreira, L. R., Cecon, P. R., Quirino, A. L. S. & Freitas, L. H. L. (2009). Efeitos de culturas na persistência de herbicidas auxínicos no solo. Planta Daninha 27:371-378.

Dias Filho, M. B. (2012). Formação e manejo de pastagens. Embrapa Amazônia Oriental-Comunicado Técnico (INFOTECA-E).https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/937485/1/OrientalComTec235.pdf

Franco, M. H. R., França, A. C., Albuquerque, M. T., Schiavon, N. C. & Vargas, G. N. (2014). Fitorremediação de solos contaminados com picloram por Urochloa brizantha. Pesquisa Agropecuária Tropical 44:460-467.

Fulaneti, F. S., Alves, G. S., Alencar, C. C., Ferreira, M. M. & Cortes, A. F. (2014). Utilização de plantas em cultivos consorciados para fitorremediação de solo contaminado com herbicida picloram. In: Anais do VI Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão. Bagé-RS. Universidade Federal do Pampa 6 (2).

Galon, L., Nonemacher, F., Agazzi, L. R., Fiabane, R. C., Forte, C. T., Franceschetti, M. B. & Perin, G. F. (2017). Fitorremediação de solo contaminado com herbicidas inibidores de FSII e de ALS. Revista Brasileira de Herbicidas, 16(4), 307-324.

Hansen H. & Grossmann, K. (2000). Auxin - induced ethylene triggers abscisic acid biosynthesis and growth inhibition. Plant Physiology 124:1437-1448.

Kanno, T., Macedo, M. C. M., Euclides, V. P. B., Bono, J. A., Santos Junior, J. D. G., Rocha, M. C. & Beretta, L. G. R. (2011). Root biomass of live tropical grass postures under continuous grazing in Brazilian. Savanas Grassland Science 45:9-14.

Koche, J. C. (2011). Fundamentos de metodologia científica: teoria da ciência e iniciação científica. 182p.

Lambert, L. F. M., Soares, R. P. S. & Cristino, S. (2012). Fitorremediação como solução para recuperação de solos contaminados pelo petróleo. In: Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, 2012. Anais do III Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, IBEAS. http://www.ibeas.org.br/congresso/Trabalhos2012/XI-065.pdf

Madalão, J. C., Pires, F. R., Nascimento, A. F., Chagas, K., Cargnelutti Filho, A. & de Oliveira Procópio, S. (2016). Fitorremediação de solo contaminado com sulfentrazone em função do tempo de cultivo de Canavalia ensiformis. Revista Agro@mbiente On-line 10(1), 36-43.

Nascimento, E. R. & Yamashita, O. M. (2009). Desenvolvimento inicial de olerícolas cultivadas em solos contaminados com resíduos de 2,4-d + picloram. Ciência Agrária 30:47-54.

Oliveira, D. M., Cara, D. V. C., Xavier, P. G., Paula, M. S., Sobral, L. G. S., Lima R. B. & Loureiro, A. (2007). Fitorremediação: O estado da arte. (39a ed.), Centro de Tecnologia Mineral (CETEM).

Oliveira Júnior, R. S. (2011). Mecanismos de ação dos herbicidas. In: Oliveira Júnior RS; Constantin J; Inoue MH (eds). Biologia e manejo de plantas daninhas. Curitiba, PR: Omnipax. p. 141-192.

Pires, F. R., Souza, C. M., Silva, A. A., Cecon, P. R., Procópio, S. O., Santos, J. B. & Ferreira, L. R. (2005) Fitorremediação de solos contaminados com tebuthiuron utilizando-se espécies cultivadas para adubação verde. Planta Daninha. 23:711-717.

Santos, M. V., Freitas, F. C. L., Ferreira, F. A., Viana, R. G., Tuffi, S. L. D. & Fonseca, D. M. (2006). Eficácia e persistência de herbicidas utilizados em pastagem. Planta Daninha 24:391-398.

Sociedade Brasileira da Ciência Das Plantas Daninhas – SBCPD (1995). Procedimentos para instalação, avaliação e análise de experimentos com herbicidas. 42 p.

Song, Y. (2014). Insight into the mode of action of 2,4-dichlorophenoxyacetic acid (2,4-D) as an herbicide. Journal of Integrative Plant Biology 56:106-113.

Tavares, S. R. L., Oliveira, A. S., & Salgado, C. M. (2013). Avaliação de espécies vegetais na fitorremediação de solos contaminados por metais pesados. Holos, 5(29).

Vasconcellos, M. C., Pagliuso, D., & Sotomaior, V. S. (2012). Fitorremediação: Uma proposta de descontaminação do solo. Estudos de Biologia, Ambiente e Diversidade 34:261-267.

Vilela, H. (2005). Pastagem: Seleção de plantas forrageiras, implantação e adubação. Aprenda Fácil Editora, 283p.

Downloads

Published

24/04/2021

How to Cite

SILVA, J. P. P. da .; SILVA, S. A. S. da .; FERREIRA, D. P. .; LISBOA, S. C. de L. .; SILVA, R. M. da .; OLIVEIRA, L. A. de A. . Fitorremediation of contaminated soil with 2,4-D + picloram in Eastern Amazonia. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e59110414372, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.14372. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14372. Acesso em: 13 may. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences