Sociodemographic indicators in the pandemic of covid-19 through space distribution in brazil: Integrative review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.15507

Keywords:

Coronavirus Infections; Spatial Analysis; Social Vulnerability Index; Gini Coefficient; Development indicators.

Abstract

Analyze the spatial distribution of sociodemographic indicators with the Covid-19 pandemic, through an integrative review. An integrative literature review was carried out in the electronic libraries Pubmed, Web of Science, Medline and Lilacs, in November and December 2020, using descriptors indexed in the DECS / MeSH. The guiding question of the study was: “How did Brazilian social indicators evolve through the Covid-19 pandemic?”. Original studies, published in 2020, available in full, in Portuguese and English, were included. The results were presented in a synoptic table with the main information for each study. The publication sources included different journals. Twelve ecological studies and two exploratory-quantitative studies were identified. As for the place of performance, five searched for data from all Brazilian states, seven from the Northeast and three from the Southeast. The geographical behavior of the indicators with the pandemic in Brazil, were related to the pattern of spread of the disease, urban mobility and population density. Through the spatial analysis, it was observed that the states presented vulnerabilities and heterogeneous behavior of the sociodemographic indicators, which contributed to the high transmissibility of the virus, worsening of the cases and difficulty in adopting the measures of social isolation.

Author Biographies

Erika de Vasconcelos Barbalho, Universidade Estadual do Ceará

Possui graduação em Fisioterapia pela Universidade de Fortaleza (2007). Mestre em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Especialização com caráter de Residência em Saúde da Família pela Escola de Formação em Saúde da Família Visconde de Sabóia. Especialista em Fisioterapia em Terapia Intensiva. Docente do curso de Fisioterapia do Centro Universitário INTA – UNINTA.

Manoelise Linhares Ferreira Gomes, Universidade Estadual do Ceará

Graduação em Educação Física pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). Especialista em Saúde Mental pela Faculdade Latino Americana de Educação (FLATED). Aperfeiçoamento em Sistema para detecção do Uso abusivo e dependência de substâncias Psicoativas: Encaminhamento, intervenção breve, Reinserção social e Acompanhamento pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Graduanda em Enfermagem pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). Membro do Grupo de Pesquisa: Observatório de Pesquisas para o SUS (Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil, CNPq). Membro do Projeto de Extensão Geoprocessamento no Sistema Único de Saúde (GEO-SUS). Membro do Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão: Saúde Mental, Violência e Cuidado, da Universidade Estadual Vale do Acaraú (Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil, CNPq). Membro da Liga Interdisciplinar em Saúde Mental (LISAM), da UVA. Atuou como docente do curso de graduação em Educação Física do Instituto Vale do Acaraú (IVA). Docente da Faculdade Latino Americana de Educação (FLATED).

Tânia Conceição Camargo Pereira, Universidade Estadual do Ceará

Possui graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Bandeirante de São Paulo (1996). Pós graduação em Saúde Pública com ênfase em Saúde da Família pela UNINTER (2018).

Erica Carine Rodrigues Pedrosa, Universidade Estadual do Ceará

Enfermeira. Residência em Saúde da Família e Comunidade pela ESP/CE. Residência em UTI Neonatal HGF/CE. Especialista em Enfermagem Neonatal pela UFC/CE. Atualmente enfermeira da Educação Permanente da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza/ce.

Cybelle Façanha Barreto Medeiros Linard, Universidade Estadual do Ceará

Pós-doutorado em Saúde Coletiva, Doutora em Ciências Farmacêuticas, Mestre em Ciências Fisiológicas, Especialista em Gestão pública de Saúde. Farmacêutica com Habilidade em Análises Clínicas pela Universidade Federal do Ceará. Possui experiência em farmácia clínica e comercial; sistema nervoso central; dor e analgesia; saúde coletiva.

Francisco José Maia Pinto, Universidade Estadual do Ceará

Pós-Doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP - 2011). Doutor em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/UERJ - 2005). Mestre em Ciências em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ - 1988). Graduado em Matemática pela Universidade Federal do Ceará (UFC - 1975). Graduado em Estatística pela Universidade Federal do Ceará (UFC - 1978). Professor Aposentado da Universidade Federal do Ceará (UFC). Atualmente é Professor Associado Nível "O" da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPSAC/UECE) e Mestrado Profissional em Saúde da Criança e do Adolescente (CMPSCA/UECE). Consultor Ad hoc. Líder do Grupo de Pesquisa Avaliação e Análise Estatística em Saúde Coletiva - PESQSAUDE. Vice-líder do Grupo de Pesquisa Indicadores de Saúde. Tem experiência na área de Probabilidade e Estatística, com ênfase em Probabilidade e Estatística Aplicadas a Saúde Coletiva. Atua principalmente, nos seguintes temas: Avaliação Institucional, Nutrição em Saúde Coletiva, Epidemiologia da Saúde da Criança e do Adolescente, Educação e Profissionais de Saúde.

References

Barreto, M. L. Desigualdades em Saúde: uma perspectiva global. Ciência & Saúde Coletiva, 22(7), 2097-2108. https://doi.org/10.1590/1413-81232017227.02742017

Bezerra, E. C. D., Santos, P. S., Lisbinski, F. C., Dias, L. C. Análise espacial das condições de enfrentamento à COVID-19: uma proposta de Índice da Infraestrutura da Saúde do Brasil. Ciênc. saúde coletiva, 25(12), 4957-4967. https://doi.org/10.1590/1413-812320202512.34472020

Branco, L. C. C., Dozzi, B. S. M., Borges, P. N. C. E., Alves, C. L. A., Soares, B. J. P., Dalben, F. M. et al. Acute Disseminated Encephalomyelitis in COVID-19: presentation of two cases and review of the literature. (2020). Arq. Neuro-Psiquiatr., 78(12): 805-810. https://doi.org/10.1590/0004-282x20200186

Camara, S. F. et al. Vulnerabilidade socioeconômica à COVID-19 em municípios do Ceará (2020). Rev. Adm. Pública, 54(4), 1037-1051. https://doi.org/10.1590/0034-761220200133

Cavalcante, J. R., & Abreu, A. J. L. (2020). COVID-19 no município do Rio de Janeiro: análise espacial da ocorrência dos primeiros casos e óbitos confirmados. Epidemiol. Serv. Saúde, 29(3), e2020204. https://doi.org/10.5123/s1679-49742020000300007

Cestari, V. R. F., Florêncio, R. S., Sousa, G. J. B., Garces, T. S., Maranhão, T. A., Castro, R. R., Cordeiro, L. I., Damasceno, L. L. V., Pessoa, V. L. M. de P., Pereira, M.L.D. & Moreira, T. M. M. Vulnerabilidade social e incidência de covid-19 em uma metrópole brasileira (2020). Cien Saude Colet., 26(3), 1023-1033. https://doi.org/10.1590/1413-81232021263.42372020

Corman, V. M., Lienau, J. & Witzenrath, M. (2019). Coronarienal sursache respiratoris cherinfektionen. Der Internist, 11, 1136-1145.

Demenech, L. M., Dumith, S. C., Vieira, M. E. C. D. & Neiva-Silva, L. Desigualdade econômica e risco de infecção e morte por COVID-19 no Brasil (2020). Rev. bras. epidemiol., 23, e200095. https://doi.org/10.1590/1980-549720200095

Guimarães, R. B. (2016). Geografia e saúde coletiva no Brasil. Saúde e Sociedade, 25(4), 869-879. https://dx.doi.org/10.1590/s0104-12902016167769

Kang, D., Choi, H., Kim, J-H. & Choi, J. Spatial epidemic dynamics ofthe COVID-19 outbreak in China. (2020). Int J InfectDis., 94, 96-102. https://doi.org/10.1016/j.ijid.2020.03.076

Lins-Filho, P. C., Araújo, M. M. S., Macêdo, T. S., Melo, M. C. F., Ferreira, A. K. A., Silva, E. L. M. S., Freitas, J. L. M., Caldas Jr, A. F. The impact socioeconomic vulnerability on covid-19 outcomes and social distancing in Brasil (2020) (no prelo). SciELO Preprints.

https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/1126

Maciel, J. A. C., Castro-Silva, I. I., & Farias, M. R. Análise inicial da correlação espacial entre a incidência de COVID-19 e o desenvolvimento humano nos municípios do estado do Ceará no Brasil (2020). Rev. bras. epidemiol., 23, e200057. http://dx.doi.org/10.1590/1980-549720200057.

Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde (2021). Boletim Epidemiológico Especial: Doença pelo Coronavírus COVID-19. Semana Epidemiológica 13 (28/3 a 3/4/2021). Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2021/abril/08/boletim_epidemiologico_covid_57.pdf

Natividade, M. S., Bernardes, K., Pereira, M., Miranda, S. S., Bertoldo, J., Teixeira, M. G., Livramento, H. L., & Aragão, E.

Distanciamento social e condições de vida na pandemia COVID-19 em Salvador-Bahia, Brasil (2020). Ciênc. saúde coletiva, 25(9), 3385-3392. https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232020000903385&lang=pt

Organização Mundial da Saúde (2021). Histórico da pandemia de COVID-19. https://www.paho.org/pt/covid19/historico-da-pandemia-covid-19

Pedrosa, N. L., Albuquerque, N. L. S. Análise Espacial dos Casos de COVID-19 e leitos de terapia intensiva no estado do Ceará, Brasil (2020). Ciênc. saúde coletiva, 25(1), 2461-2468. https://doi.org/10.1590/1413-81232020256.1.10952020

Raymundo, C. E., Oliveira, M. C., Eleuterio, T. A., André, S. R., Silva, M. G., Queiroz, E. R. S., & Medronho, R. A. (2021). Spatial analysis of COVID-19 incidence and the sociodemographic context in Brazil. PLoS ONE, 16(3): e0247794. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0247794

Rex, F. E., Borges, C. A. S. & Käfer, P. S. Spatial analysis of the COVID-19 distribution pattern in São Paulo State, Brazil (2020). Ciência & Saúde Coletiva, 25(9):3377-3384. https://doi.org/10.1590/1413-81232020259.17082020

Santos, E. P., Morais, R. T. R. & Bassan, D. S. B. Saúde e vulnerabilidade social: discutindo a necessidade de ações comunitárias com base em indicadores sociais no município de Taquara/RS (2020). DRd - Desenvolvimento Regional em debate, 10, 885-904. https://doi.org/10.24302/drd.v10i0.2849

Silva, A. P. S. C., Maia, L. T. S. & Souza, W. Vieira. Síndrome Respiratória Aguda Grave em Pernambuco: comparativo dos padrões antes e durante a pandemia de COVID-19 (2020). Ciência & Saúde Coletiva, 25(2), 4141-4150. https://doi.org/10.1590/1413-812320202510.2.29452020

Souza, C. D. F., Machado, M. F. & Carmo, R. F. Human development, social vulnerability and COVID-19 in Brazil: a study of the social determinants of health (2020). Infectious Diseases of Poverty, 9, 124. https://doi.org/10.1186/s40249-020-00743-x

Teixeira, T. A., Bernardes, F. S., Oliveira, Y. C., Hsieh, M. K., Esteves, S. C., Duarte Neto, A. N., Kallas, E. G. & Hallak, J. (2021). SARS-CoV-2 and Multi-Organ damage – What men's health specialists should know about the COVID-19 pathophysiology. International braz j urol, 47(3), 637-646. https://doi.org/10.1590/s1677-5538.ibju.2020.0872

Vázquez, C. M., Company, A. V., Felipe, A. N. & Ponce, B. A. Microangiopatía trombótica: manifestacíon renal em la enfermedad por SARS-CoV-2 (COVID-19) (2020). An. Pediatric., 93(5), 352-354. https://doi.org/10.1016/j.anpedi.2020.06.030

Viacava, F., Dantas, O. R. A., Carvalho, C. C., Laguardia, J., Bellido, J. G. SUS: oferta, acesso e utilização de serviços de saúde nos últimos 30 anos (2018). Ciência & Saúde Coletiva, 23(6), 1751-1762. https://doi.org/10.1590/1413-81232018236.06022018.

Wollenstein-Betech, S., Silva, A. A. B., Fleck, J. L., Cassandras, C. G. & Paschalidis, I. C. Physiological and socioeconomic characteristics predict COVID-19 mortality and resource utilization in Brazil (2020). PLoS ONE, 15(10), e0240346. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0240346

Published

31/05/2021

How to Cite

BARBALHO, E. de V.; GOMES, M. L. F.; PEREIRA, T. C. C.; PEDROSA, E. C. R.; LINARD, C. F. B. M.; PINTO, F. J. M. Sociodemographic indicators in the pandemic of covid-19 through space distribution in brazil: Integrative review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 6, p. e34110615507, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.15507. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/15507. Acesso em: 22 oct. 2021.

Issue

Section

Health Sciences