The importance of Health Education in Medicine: family approach in the boarding school during the Family Health Strategy

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v8i12.1718

Keywords:

Preceptors; Internship; questioning.

Abstract

It is notorious the difficulty that some doctors have difficulties when they are dealing with the public. Faced with this problem, objective of this study was to present a teaching methodology that allows for the training of teachers in the period of internship in the Family Health Strategy in a course of medicine. A qualitative study was carried out, since the main quest was the improvement of the quality of affairs in the Family Health Strategy. It was held a workshop based on Problematization Methodology and applied an initial survey and a questionnaire after application of the workshop the initial survey showed that the Preceptors little knew the tools of family approach and after the workshop of family approach so necessary to this type of strategy, it became apparent that great art of affairs presented greater resourcefulness in the majority of the resolution of the problems of circulation Clinic. It is concluded that the workshop was an important teaching tool enabling empower the Preceptors in tools of family approach to transmit to students such knowledge of critical-reflexive manner.

References

Asen, E., Tomson, D., Young, V., & Tomson, P.(2012). 10 Minutos para a Família: Intervenções sistêmicas em Atenção Primária à Saúde (p.37). Porto Alegre: Artmed.

Barreto, V. H. L., Monteiro, R. O. S., Magalhães, G. S. G., Almeida, R. C. C., & Souza, L. N.. (2011). Papel do preceptor da atenção primária em saúde na formação da graduação e pós-graduação da Universidade Federal de Pernambuco: um termo de referência. Revista Brasileira de Educação Médica, 35(4), 578-583.

Botti, S.H.N. (2009) O Papel do Preceptor na Formação de Médicos Residentes: um estudo de residências em especialidades clínicas de um hospital de ensino (Tese de Mestrado). ENSP/ FioCruz, RJ.

Brandão, C. R.; Borges, S. M. C. (2007)- A Pesquisa Participante.Rev. Ed. Popular, Uberlândia, v. 6, p.51-62. jan./dez.

Brasil. Ministério da Saúde (1999). Manual para a organização da Atenção Básica (40 p) . Brasília

Lopes, J.M.C.(2005) Os Princípios da Medicina de Família e Comunidade. Revista APS vol.8 (2) 181-190.

Marin, M. J. S., Lima, E. F. G., Paviottti, A. B., Matsuyama, D. T., Silva, L. K. D., Gonzalez, C., Druzian, S., & Ilias, M. (2010). Aspectos das fortalezas e fragilidades no uso das metodologias ativas de aprendizagem. Revista Brasileira de Educação Médica, 34(1), 13-20.

Mello D.F., Viera C.S., Simpionato E., Biasoli-Alves Z.M.M., & Nascimento L.C.(2005) Genograma e ecomapa: possibilidades de utilização na estratégia de saúde da família. Rev Bras Crescimento Desenvolv Hum. 15(1):78-88

Mendes, E.V. (2012) O cuidado das condições crônicas na atenção primária à saúde: o imperativo da consolidação da estratégia da Saúde da Família.(512p.) Brasília: Organização Pan-Americana de Saúde.

Mitre, S. M., Siqueira-Batista, R., Girardi-de-Mendonça, J. M., Morais-Pinto, N. M., Meirelles, C. A. B., Pinto-Porto, C., Moreira, T., & Hoffmann, L. M. A.. (2008). Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciência & Saúde Coletiva, 13(Suppl. 2), 2133-2144.

Monteiro, G.R.S.S, Gomes, B.M.R, Lopes, K.A.M, Araújo, D.& Oliveira, R.C.(2015). Knowledge, attitude and practices of primary health care professionals concerning family assessment tools. Revista Enfermagem Digital Cuidado e Promoção da Saúde (vol.1) p.23-30.

Pey, M.O.(1997). Oficina como modalidade educativa. Revista: Perspectiva. Florianópolis, v.15 (27) 35 – 63.

Rocha, H.C., & Ribeiro, V.B.(2012). Curso de formação pedagógica para preceptores do internato médico. Rev. Bras. Educ. med. Rio de Janeiro, v.36 (3) 343-350.

Roncalli, A. G.(2003) O desenvolvimento das políticas públicas de Saúde no Brasil e a construção do Sistema Único de Saúde. In PEREIRA, C.A. Odontologia em saúde coletiva: planejando ações e promovendo saúde.( p. 28-49). Porto Alegre: Artmed

Santos, S.S.(2005) A integração do ciclo básico com o profissional no Curso de Graduação em Medicina: uma resistência exemplar. Rio de Janeiro: Papel & Virtual; Teresópolis: FESO..

Sisson, M. C. (2002). Avaliação da implantação do programa de saúde da família no programa docente-assistencial de Florianópolis. São Paulo

Wonca (2002). A definição européia de medicina geral e familiar (40 p). Barcelona: WONCA Europa – OMS. Recuperado de: http://www.woncaeurope.org.

Published

15/10/2019

How to Cite

PEREIRA, H. S. T. da C.; PEREIRA, C. A. S.; PEREIRA, A. P. C.; GUIMARÃES, L. P. The importance of Health Education in Medicine: family approach in the boarding school during the Family Health Strategy. Research, Society and Development, [S. l.], v. 8, n. 12, p. e248121718, 2019. DOI: 10.33448/rsd-v8i12.1718. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/1718. Acesso em: 24 may. 2022.

Issue

Section

Health Sciences