Identifying and observing the alcoholic fermentation of yeasts (Saccharomyces cerevisiae): a simple and low-cost experiment in the discipline of Biology

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i3.17854

Keywords:

Practical classes; Yeasts; Cellular respiration; Teaching.

Abstract

In the literature, several authors argue that classes based on the merely expository mode can be a major obstacle in the teaching and learning process, since this teaching methodology can cause demotivation in students, leading to an attention deficit during classes. To overcome these obstacles, alternative teaching methodologies, such as the use of experimental classes, emerge as a methodological alternative of great impact on the guiding process of teaching and learning, allowing to facilitate the contextualization of the content to be learned by students. In this sense, using simple and low-cost materials, such as instant dry yeast, sugar, xylitol and powdered extract of dry Stevia leaves, the main objective of this article is to propose an experimental class in order to facilitate learning. of students in the discipline of Biology in High School, regarding the mechanism of anaerobic cellular respiration (alcoholic fermentation) of yeasts (Saccharomyces cerevisiae). As main results, students will be able to perceive that only the treatment of cup number 2 (warm water, dry biological yeast and common sugar), a reaction will occur, with a great fermentative metabolism of the yeasts, with the formation of ATP, air bubbles ( release of carbon dioxide) on the surface of the glass and ethanol, which will be noticeable through a characteristic sour aroma. In this way, we believe that the proposed experimental activity, together with the discussions and problematizations guided by the teacher, can impact teaching in a more positive way, facilitating student learning, in addition to promoting the perspective of scientific experimentation.

References

Almeida, M. J. (2012). Mediação da pesquisa na interpretação da educação em ciências. In: Carvalho, A. M. P., Cachapuz, A. F., & Gil-Pérez, D. O ensino das ciências como compromisso científico e social. São Paulo: Editora Cortez, 137-157.

de Luca, A. G., Schneider, A. G. dos Santos, S. A., & Weise, F. G. (2013, março). Fermentação alcoólica: uma abordagem experimental para o ensino de Biologia e Química. VI Encontro Regional Sul de Ensino de Biologia (EREBIO-SUL), XVI Semana Acadêmica de Ciências Biológicas. https://san.uri.br/sites/anais/erebio2013/comunicacao/13346_40_Anelise_Grunfeld_de_Luca.pdf

Dutra, B. C. & Güllich, R. I. C. (2016, setembro). A fermentação biológica e as contribuições para a aprendizagem. Relato de experiência, XXIV Seminário de Iniciação Científica, Ijuí, RS, Brasil.

Escudero, M. C., Franchi, I. L., Almeida, C. S., & Ribeiro, I. S. (2018, novembro). CONHECENDO O PROCESSO DE FERMENTAÇÃO: Fungos unicelulares (Saccharomyces cerevisiae). 10ª Jornada Científica e Tecnológica e 7º Simpósio de Pós-Graduação. https://jornada.ifsuldeminas.edu.br/index.php/jcmuz2/jcmuz2/paper/viewFile/3890/3237

Françoso, L. O. (2015). Xilitol: um edulcorante diversificado e benéfico para a saúde humana – Uma Revisão Bibliográfica. Monografia de Conclusão de Curso (MCC), Universidade Estadual Paulista (UNESP), Bauru, SP, Brasil. https://repositorio.unesp.br/handle/11449/124342

Gonçalves, T. M. (2021a). A guerra imunológica das células contra os patógenos: a proposta de um modelo didático tridimensional de baixo custo para simulação da resposta imune celular mediada por linfócitos TCD8+. Brazilian Journal of Development. 7(1), 4854-4860. https://doi.org/10.34117/bjdv7n1-329

Gonçalves, T. M. (2021b). Permeabilidade da membrana plasmática celular da beterraba: uma proposta de aula prática no ensino médio. Research, Society and Development. 10(3), 1-9. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13479

Gonçalves, T. M. (2021c). Ensinando Biologia em tempos de pandemia: um laboratório caseiro com materiais simples e de baixo custo para a simulação da digestão de proteínas. Revista Educação Pública, 21(5), 1-5. https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/21/5/ensinando-biologia-em-tempos-de-pandemia-um-laboratorio-caseiro-com-materiais-simples-e-de-baixo-custo-para-a-simulacao-da-digestao-de-proteinas

Gonçalves, T. M. (2021d). Xiii, o leite fermentou! Uma proposta de aula prática de Bioquímica para o Ensino Médio. Revista Educação Pública, 21(18), https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/21/18/xiii-o-leite-fermentou-uma-proposta-de-aula-pratica-de-bioquimica-para-o-ensino-medio

Interaminense, B. K. S. (2019). A Importância das aulas práticas no ensino da Biologia: Uma Metodologia Interativa. Revista Id on line Revista Multidisciplinar e de Psicologia. 13(45), 342-355. https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/1842/2675

Khlebova, L. P., Orazov, A., Titova, A. M. & Pirogova, A. V. (2019). Adaptation to ex vitro conditions of Stevia rebaudiana (Bertoni) Hemsl. Regenerants. Ukrainian Journal of Ecology, 9(3), 376-380. https://www.ujecology.com/articles/adaptation-to-ex-vitro-conditions-of-stevia-rebaudiana-bertoni-hemsl-regenerants.pdf

Krasilchik, M. (2019). Prática de Ensino de Biologia. 4ª ed. Edusp, São Paulo, 199p.

Leão, G. M. C. & Randi, M. A. F. (2017, agosto). Existe vida além da aula expositiva? um caso para a biologia celular. Anais do XIII Congresso Nacional de Educação, Curitiba, PR, Brasil.

Marandino, M., Selles, S. E., & Ferreira, M. S. (2009). Ensino de Biologia: histórias e práticas em diferentes espaços educativos. Cortez Editora

Moraes, F. A., Silva, J. H. F., & Souza, V. P. (2016). A produção de ferramentas e equipamentos de laboratório para laboratórios de ciências e matemática: O blog como uma ferramenta de ensino de Química. Projeto Integrador UNIVESP, São Paulo, BR. https://www.academia.edu/30268497/PRODU%C3%87%C3%83O_DE_FERRAMENTAS_E_EQUIPAMENTOS_DE_LABORAT%C3%93RIO_PARA_LABORAT%C3%93RIOS_DE_CI%C3%8ANCIAS_E_MATEM%C3%81TICA_O_blog_como_uma_ferramenta_de_ensino_de_Qu%C3%ADmica

Motokane, M. T. (2020). Argumentação e atividades investigativas. In: Silva, A. C. T., Souza, D. N. Sequências de ensino investigativas para o ensino de ciências. Curitiba: Editora CRV, p. 23-35.

Musatto, S. I. & Roberto, I. C. (2002). Xilitol: Edulcorante com efeitos benéficos para a saúde humana. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas. 38(4), 401-413, https://www.scielo.br/j/rbcf/a/W7wsrFqVKVkT8Lsp3RzYRgx/?format=pdf&lang=pt

Nelson, D. L. & Cox, M. M. (2006). Lehninger Princípios de Bioquímica. 4ª ed. Ed. Sarvier.

Pagoto, L., Pereira, K. A., & de Carvalho, I. F. (2018, outubro). Estudo da fermentação alcoólica e láctica com a utilização de micro-organismos através de uma sequência didática em escola pública. Anais V CONEDU. Campina Grande: Realize Editora https://editorarealize.com.br/artigo/visualizar/47346

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria, 1° edição.

Pimentel, P. M. S., Oliveira, M. V. P., & Maciel, E. M. (2017). Teoria e prática no âmbito do ensino médio: análise de casos no Piauí e Ceará para o ensino de

biologia. REnCIMA. (8)3, 158-173. http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1200/902

Ponto Ciência (2010). Fermentação: como os fungos fazem bebida alcoólica. https://www.youtube.com/watch?v=zFm-G7geqPQ

Potter, J. (2017). Cozinha Geek: ciência de verdade, grandes cozinheiros e boa comida. 2ª edição. Rio de Janeiro: Alta Books, 480p.

Ribeiro, T. R., Pirolla, N. F. F., & Nascimento-Júnior, N. M. (2020). Adoçantes Artificiais e Naturais: Propriedades Químicas e Biológicas, Processos de Produção e Potenciais Efeitos Nocivos. Revista Virtual de Química. 12(5), 1-41. http://static.sites.sbq.org.br/rvq.sbq.org.br/pdf/RVq180820-a1.pdf

Souza, C. M. & Dos Santos, C. B. (2019). Aulas Práticas no ensino de Biologia: Desafios e Possibilidades. Id on line Revista Multidisciplinar e de Psicologia. 13(45), 426-433. https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/1839

Venquiaruto, L. D., Dallago, R. M., Vanzeto, J. Del Pino, J. C. (2011). Saberes Populares Fazendo-se Saberes Escolares: Um estudo envolvendo a produção artesanal do pão. Química Nova na Escola, 33(3). http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/outubro2011/quimica_artigos/saber_pop_escolar_art.pdf

Zimmermann, C.; Hermel, E.E.S.; Pelissaro, T.M.; Both, M. (2014). Os fungos e o pão: atividade experimental sobre a produção e a decomposição do pão. Revista da SBEnBio, 7. http://docplayer.com.br/68367942-Os-fungos-e-o-pao-atividade-experimental-sobre-a-producao-e-a-decomposicao-do-pao.html

Published

06/03/2022

How to Cite

GONÇALVES, T. M. . Identifying and observing the alcoholic fermentation of yeasts (Saccharomyces cerevisiae): a simple and low-cost experiment in the discipline of Biology. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 3, p. e51511317854, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i3.17854. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/17854. Acesso em: 19 jul. 2024.

Issue

Section

Educational Objects