Biological Science Bachelor's perceptions about the subject of Genetics and adaptation to remote education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18088

Keywords:

Biology teaching; Teacher training; Teaching of genetics.

Abstract

The coronavirus disease required changes in all areas of the world society, forcing all countries to adapt to the new reality. Fighting the virus imposed the need for social isolation, and remote learning became known as the only way to meet the world's educational demands. Even though it's an ally, there is still a certain difficulty in dealing with complex issues through remote learning, such as, for example, Genetics contents. This work aimed to know the perceptions of Undergraduates in Biological Sciences of a Federal Institution of Higher Education related to Genetics, as well as its approach through remote teaching. The purchase has an observational nature, with a quali-quantitative approach. As for the objectives, it is classified as exploratory and as for the technical procedures, as field research. The participants agreed to a Free and Informed Consent Form (TCLE) and answered a semi-structured questionnaire, prepared using the Google Forms tool. The results point out different difficulties related to the teaching-learning of Genetics, mainly due to a deficiency in the discussion of these contents in Basic Education and complexities of technical terms inherent to the discipline. Such mishaps are accentuated in the remote period currently experienced, mainly due to the difficulty in conducting practical classes, as well as the implementation of projects that occur in a better contextualization of the Genetics discipline. Thus, we emphasize the need to conduct more studies that mention the influence of remote education in the training of Brazilian teachers and its effects on the quality of teaching in Basic Education.

Author Biographies

José Ericson Lima dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí

Licenciado em Ciências Biológicas pelo Instituto Federal do Piauí

Karoene da Silva Castro, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí

Licencianda em Ciências Biológicas pelo Instituto Federal do Piauí

References

Araújo, M. S., Freitas, W. L. S., Lima, S. M. S., & Lima, M. M. O. (2018). A Genética no contexto de sala de aula: dificuldades e desafios em uma escola pública de Floriano-PI. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, 9(1), 19-30. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1300

Barni, G. S. (2010). A importância e o sentido de estudar Genética para estudantes do terceiro ano do ensino médio em uma escola da rede estadual de ensino em Gaspar (SC). 184f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ciências Naturais e Matemática) - Universidade Regional de Blumenau, Blumenau, 2010. Disponível em: http://www.uniedu.sed.sc.gov.br/wp-content/uploads/2013/10/Graziela-dos-Santos-Barni.pdf

Borges, C. K. G. D., Da Silva, C. C., & Reis, A. R. H. (2017). As dificuldades e os desafios sobre a aprendizagem das leis de Mendel enfrentados por alunos do ensino médio. Experiências em Ensino de Ciências, 12(6), 61-75. Disponível em: https://fisica.ufmt.br/eenciojs/index.php/eenci/article/view/661/631

Brasil. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. (2020). Dispõe da substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus – COVID-19. Brasília. DOU – Diário Oficial da União. Publicado em 17 de março de 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376

Brasil. Portaria N° 544, de 16 de junho de 2020. (2020). Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronarírus – Covid-19, e revoga as Portarias MEC n° 473, de 12 de maio de 2020. DOU - Diário Oficial da União. Publicado em 17 de junho de 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-544-de-16-de-junho-de-2020-261924872

Brasil. Ministério da Educação (2018). Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf

Carvalho, V. A., & Vivarini, B. C. D. (2021). Análise do aprendizado de Genética e Biologia Molecular em um pré-vestibular social: um reflexo do Ensino Médio, Revista Educação Pública, 21(9), 1-12, Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/21/9/analise-do-aprendizado-de-genetica-e-biologia-molecular-em-um-pre-vestibular-social-um-reflexo-do-ensino-medio

Castro, Y. A. A., Silva, J. S. H. G., Pontes, A. R. M. B., Silva, C. H. C., & Castro, I. F. A. (2021) Período letivo excepcional: perspectivas de discentes de uma instituição federal de ensino pernambucana. International Journal Education And Teaching, 4(1), 188-204. Disponível em: https://ijet-pdvl.com/index.php/pdvl/article/view/160

Cirne, A. D. P. P., & Costa, I. A. S. (2015). Concepções alternativas sobre conceitos de genética no ensino fundamental. Metáfora Educacional, 19(1), 53-79. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=7067293

Cordeiro, K. M. D. A. (2020) O Impacto da Pandemia na Educação: A Utilização da Tecnologia como Ferramenta de Ensino. Disponível em: http://idaam.siteworks.com.br/jspui/bitstream/prefix/1157/1/O%20IMPACTO%20DA%20PANDEMIA%20NA%20EDUCAÇÃO%20A%20UTILIZAÇÃO%20DA%20TECNOLOGIA%20COMO%20FERRAMENTA%20DE%20ENSINO.pdf

Dosea, G. S., Rosário, R. W. S., Silva, E. A., Firmino, L. R., & Santos O. A. M. (2020). Métodos ativos de aprendizagem no ensino online: a opinião de universitários durante a pandemia de COVID-19. Interfaces Científicas-Educação, 10(1), 137-148. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/9074

Durão, A., & Raposo, A. Desafios do Ensino Remoto de Emergência. (2020). Interacções, 16(55), 28-40. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/view/20999

Feitosa, M. C., Moura, P. D., Ramos, M. S. F., & Lavor, O. P. (2020). Ensino Remoto: O que Pensam os Alunos e Professores. Anais do V Congresso sobre Tecnologias na Educação, 5(1), 60-68. Disponível em: https://sol.sbc.org.br/index.php/ctrle/article/view/11383

Ferreira, M., & Loguercio, R. Q. (2014). A análise de conteúdo como estratégia de pesquisa interpretativa em educação em ciências. Revista de Educação, Língua e Literatura. 6(2), 33-49, 2014. Disponível em: https://www.revista.ueg.br/index.php/revelli/article/view/3006

Flores, M. A., Simão, A. M. V., Barros, A., Flores, P., Pereira, D., Fernandes, E. L., & Costa, L. (2021). Ensino e aprendizagem à distância em tempos de COVID-19. Um estudo com alunos do Ensino Superior. Revista Portuguesa de Pedagogia, 55(1), 1-28. Disponível em: https://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/9189

Fontelles, M. J., Simões, M. G., Farias, S. H., Fontelles, R. G. S. (2009). Scientific research methodology: Guidelines for elaboration of a research protocol. Revista Paraense de Medicina, 23(3), 1-8. Disponível em: http://files.bvs.br/upload/S/0101-5907/2009/v23n3/a1967.pdf

Furtado, R. N. (2019). Edição Genética: Riscos e Benefícios da Modificação do DNA Humano. Revista Bioética, 27(2), 223-33. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bioet/a/jFptVvKR7RJHWXwmsKpZFrh/?lang=pt&format=pdf

Gonçalves, M. H. P. (2020). Obstáculos à efetivação do ensino-aprendizagem em Genética: percepções dos alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da UFCG Campus Cajazeiras-PB, 2020. 41f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande. Disponível em: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/xmlui/handle/riufcg/18593

Griffiths, A. J. F., Wessler, S. R., Carroll, S. B., Doebley, J. Introdução à Genética. 11. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2016. Tradução: Sylvia Werdmüller von Elgg Roberto. Tradução de: Introduction to Genetic Analysis. Disponível em: https://www.academia.edu/38593258/Introdução_à_Genética_Griffts_11ed

Lander, E. S., Baylis, F., Zhang, F., Charpentier, E., Berg, P., Bourgain, C. et al. (2019). Adopt a Moratorium on Heritable Genome Editing [Adote uma Moratória na Edição do Genoma Hereditário]. Nature, 567(1), 165-168. Disponível em: https://www.nature.com/articles/d41586-019-00726-5?fbclid=IwAR1vyQZ-wbOrhSBAFxJAF3EP7nqcTpzNJybS-86vFLwrtrX2VnuWJjBt3wU

Lima, N. R. B. S., Silva, J. J. J., & Coutinho, D. J. G. (2020). Desafios diante da modalidade remota na prática docente frente à pandemia da covid-19. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, 6(11), 1-11. Disponível em: https://www.periodicorease.pro.br/rease/article/view/212

Marin, G. R. B., & Júnior, A. J. V. (2020). Produção Científica Sobre O Ensino De Genética No Brasil: Uma Análise De Teses E Dissertações (2004-2019). South American Journal of Basic Education, Technical and Technological, 7(2), 922-944. Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/view/3323

Menezes, J. B. F. (2021). Práticas de avaliação da aprendizagem em tempos de ensino remoto. Revista de Instrumentos, Modelos e Políticas em Avaliação Educacional, 2(1), 1-13. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/impa/article/view/5384

Moreira, J. A., Henriques, S., & Barros, D. M. V. (2020). Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia. Dialogia, 34(1), 351-364. Disponível em: https://repositorioaberto.uab.pt/handle/10400.2/9756

Nascimento, J. M., & Meirelles, R. M. (2015). Conectando saberes e ‘superpoderes’ para mediar tópicos em genética e saúde no ensino médio. Revista Práxis, 7(14), 47-56. Disponível em: http://revistas.unifoa.edu.br/index.php/praxis/article/view/711/611

Pereira, L. T. K., Godoy, D. M. A., & Tercariol, D. (2020). Estudo de caso como procedimento de pesquisa científica: reflexão a partir da clínica fonoaudiológica. Psicologia Reflexiva Critica, 22(3), 422-429. Disponível em: https://www.scielo.br/j/prc/a/Rjm8bQcZJjSn4MXZCpNzyLj/abstract/?lang=pt

Ries, E. F., Rocha, V. M. P., & Silva, C. G. L. (2020). Avaliação do ensino remoto de Epidemiologia em uma universidade pública do Sul do Brasil durante pandemia de COVID-19, Scielo em Perspectiva. Disponivel em: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/1152

Santos, F. S. Programa Neurocientifico para a Aprendizagem Significativa de Genética. (2018). 260f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciência e Tecnologia) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa. 2018. Disponível em: http://riut.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/3121/1/PG_PPGECT_D_Santos%2C%20Fabio%20Seidel%20dos_2018.pdf

Santos, F. S., Ferraz, D. F., Klein A. I., De Francisco, A. C., & Miquelin, A. F. (2020). Sequência didática fundamentada na neurociência para o ensino de genética. Revista Electronica de Enseñanza de las Ciências, 19(2), 359-383. Disponível em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen19/REEC_19_2_6_ex1612_199F.pdf

Silva, B. M., & Júnior, M. A. B. (2021). Engajamento e interatividade no Ensino Remoto: A sala de aula digital em tempos de pandemia. Revista Linguagem, Ensino e Educação, 5(2), 36-57. Disponível em: http://periodicos.unesc.net/lendu/article/view/6367

Silva C. C., & Kalhil J. B. (2017). A aprendizagem de Genética à luz da Teoria Fundamentada: um ensaio preliminar. Ciência & Educação, 23(1), 125-140. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/kq5jc47qxJhtwjXD3Tb6xSq/abstract/?lang=pt

Published

26/07/2021

How to Cite

SANTOS, J. E. L. dos .; CASTRO, K. da S.; CASTRO, Ícaro F. de A. . Biological Science Bachelor’s perceptions about the subject of Genetics and adaptation to remote education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e28810918088, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18088. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18088. Acesso em: 18 sep. 2021.

Issue

Section

Education Sciences