Rethinking the teaching of Human Anatomy for Physical Education based on educational trends of the 21st century

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18247

Keywords:

Teaching anatomy; Physical Education; Hybrid teaching; Inverted classroom; Teaching; Gamification.

Abstract

The teaching of Human Anatomy still uses the traditional model, contentist, focused on memorization, making it uninteresting from the students' perspective. This work aims to present pedagogical innovations, built from the use of active learning methodologies and digital tools for Physical Education graduates. Research was carried out to ascertain educational trends for the 21st century. The following trends were incorporated: hybrid teaching, inverted classroom and gamification. For this, a Multimodal Hybrid Teaching Environment was created containing three online environments (Moodle platform, Facebook and Instagram) and two offline environments (theoretical classroom and practical laboratory). In addition, anatomical contents were approached in a systemic, multimodal, interdisciplinary manner and with a focus on professional practice. It is hoped that the proposal presented can contribute to the teaching and learning of Anatomy for undergraduate Physical Education students.

References

Alexander, B., Ashford-Rowe, K., Barajas-Murphy, N., Dobbin, G., Knott, J., McCormack, M., Pomerantz, J., Seilhamer, R., & Weber, N. (2019). Horizon Report 2019 Higher Education Edition. EDU19. https://www.learntechlib.org/p/208644/.

Bacich, L. (2020). Ensino híbrido: esclarecendo o conceito. Inovação na Educação. https://lilianbacich.com/2020/09/13/ensino-hibrido-esclarecendo-o-conceito/

Bacich, L., & Moran, J. (2015). Aprender e ensinar com foco na educação híbrida. Revista Pátio, 25, 45–47.

Bacich, L., & Moran, J. (2018). Metodologias ativas para uma educação inovadora. Penso.

Bergmann, J., & Sams, A. (2012). Flip Your Classroom: Reach Every Student in Every Class Every Day. Iste.

Bernardo, K. F., Silva, T. C. S., Amorim, L. P., Borges, A. E. de A., & Barros, V. K. A. (2020). O uso do facebook enquanto espaço pedagógico. Brazilian Journal of Development, 6(1), 838–846.

Boucherville, G. C. de. (2019). Didática do Continuum: a sala de aula na cultura digital. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte.

Crochemore, M., & Marques, A. (2017). Disciplina de Anatomia Humana no curso de Licenciatura em Educação Física: considerações de egressos sobre sua relevância para prática docente. Revista Thema, 14(1), 8–28.

Deming, W. E. (1990). Qualidade: a revolução da administração. Marques-Saraiva.

Deterding, S., Dixon, D., Khaled, R., & Nacke, L. (2011). Game Design Elements to Gamefulness: Defining “Gamification”. Proceedings of the 15th International Academic MindTrek Conference: Envisioning Future Media Environments, 9–15.

EEFD. (2006). Projeto Pedagógico Licenciatura em Educação Física. https://www.eefd.ufrj.br/sinaes/projeto-pedagógico-do-curso-de-graduação-em-educação-física

Fardo, M. L. (2013). A gamificação aplicada em ambientes de aprendizagem. Renote, 11(1), 1–9.

Fonseca, E. M. da, & Duso, L. (2018). Reflexões no Ensino de Ciências : Elaboração e análise de materiais didáticos. Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino, 2(1), 23–44.

Fontes, F. L. de L., Bezerra, A. M. F. de A., Silva, H. L. L. da, Santo, I. M. B. do E., Marques, T. M. C., Morais, M. J. A., Ribeiro, R. do N., Barros, D. de M., Dantas, M. S. M., Sousa, M. S. R. de, Silva, N. K. B. da, Barbosa, S. V. N., & Melo, M. M. (2021). Utilização de metodologias ativas no curso de graduação em Enfermagem: uma oportunidade de superação do modelo de ensino tradicional. Research, Society and Development, 10(1), e35410111774.

Freire, P. (1987). Pedagogia do Oprimido (17o ed). Paz e Terra.

Gasque, K. C. G. D. (2016). Internet, mídias sociais e as unidades de informação. Brazilian Journal of Information Science, 10(2), 14–20.

Kapp, K. (2013). Thinking about gamification in learning and instruction. http://karlkapp.com/thinking-about-gamification-in-learning-and-instruction/

Lacerda, A. L. de, & Silva, T. da. (2016). Avaliação de uso de AVA no Ensino de Física. ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, 9(1), 293–314.

Massari, C. H. de A. L., Flôres, L. S., Santos, J. M. L., Turquetti, A. de O. M., Miglino, M. A., & Júnior, J. R. K. (2020). O ensino de imunologia na graduação de medicina veterinária. Revista de Graduação USP, 4(1), 111–118.

MAX2. (2020). Aprenda como criar a persona ideal para sua estratégia digital! http://blog.max2digital.com.br/analytics-e-performance/aprenda-como-criar-a-persona-ideal-para-sua-estrategia-digital/

Montes, M. A. de A., & Souza, C. T. V. de. (2010). Estratégia de ensino-aprendizagem de anatomia humana para acadêmicos de medicina. Ciências & Cognição, 15(3), 2–12.

MoodleNet. (2021). Statistics. https://stats.moodle.org/

Moore, K. L., Dalley, A. F., & Agur, A. M. R. (2014). Anatomia orientada para a clínica (7o ed). Guanabara Koogan.

Moran, J. (2015). Mudando a educação com metodologias ativas In: Souza, C. A.; Morales, O. E. T. (org.). Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens.: Vol. II. (p. 15–33). UEPG/PROEX.

Moran, J., Masetto, M. T., & Behrens, M. A. (2013). Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica (21o ed). Papirus.

Pereira, P. F. de O., Fiuza, P. J., & Lemos, R. R. (2019). Aprendizado baseado em jogos digitais no ensino de anatomia utilizando gamificação: uma revisão sistemática da literatura. Criar Educação, 8(1), 1–13.

Pereira, W. O., & Lima, F. T. (2018). Desafio, Discussão e Respostas: estratégia ativa de ensino para transformar aulas expositivas em colaborativas. Einstein (Sao Paulo, Brazil), 16(2), 1–4.

Piazza, B. L., & Chassot, A. I. (2011). Anatomia Humana, uma disciplina que causa evasão e exclusão: quando a hipótese principal não se confirma. Ciência em Movimento, 14(28), 45–59.

Ramos, L. V., Teixeira, L. H. S., & Belém, M. O. P. (2020). Uso de metodologias ativas no ensino da Anatomia Humana: um relato de experiência na educação profissional da Bahia. Revista Estudos IAT, 5(3), 327–339.

Roschel, H., Tricoli, V., & Ugrinowitsch, C. (2011). Treinamento físico: considerações práticas e científicas. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, 25(spe), 53–65.

Schultz, M. (2017). Contemporaneidades do Ensino de Anatomia Humana. Revista de Graduação USP, 2(1), 151–154.

Silva, A. J. de C. (2020). Guia prático de Metodologias Ativas com uso de Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação. UFLA.

Tripp, D. (2005). Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e Pesquisa, 31(3), 443–466.

Van de Graaff, K. M. (2003). Anatomia Humana (6o ed). Manole.

Vieira, B., & Bairral, M. A. (2018). Aprender no Facebook: alguns silêncios e ruídos para investigar o ensino e a docência online. Revista Docência e Cibercultura, 2(2), 68–83.

WE ARE SOCIAL. (2020). Digital in 2020. https://wearesocial.com/uk/digital-2020

Williams, P. L., Warwick, R., Dyson, M., & Bannister, L. H. (1995). Gray Anatomia (37o ed). Guanabara Koogan.

Yamaguchi, M. U., Barros, J. K. de, Souza, R. C. de B., Bernuci, M. P., & Oliveira, L. P. de. (2020). O papel das mídias digitais e da literacia digital na educação não-formal em saúde. Revista Eletrônica de Educação, 14, 1–11.

Published

29/07/2021

How to Cite

FREITAS, E. C. B. de; SPIEGEL, C. N. . Rethinking the teaching of Human Anatomy for Physical Education based on educational trends of the 21st century. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e40410918247, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18247. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18247. Acesso em: 18 sep. 2021.

Issue

Section

Education Sciences