Breaking down walls, weaving nets: an analysis of the mandala curriculum of the Escola Municipal Polo de Educação Integrada

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18646

Keywords:

Education; Curriculum; Integral Education; Integral education.

Abstract

Understanding the need to understand integral education as a teaching modality that, even being discussed since the end of the last century, still brings some doubts about its characterization, this study aims to make a qualitative documentary analysis of the curriculum proposal of the Municipal School Pole of Integrated Education (EMPOEINT), located in the city of Belo Horizonte, Minas Gerais. The school's proposal places the subject as its starting point and, therefore, aims at his/her integral formation. In this sense, the notion of integral education becomes a central point in the curriculum proposal of EMPOEINT and can be a good example to help clarify hazy aspects of the aforementioned understanding. In this sense, a qualitative study of the documental kind was carried out, in which documents that govern the national education were analyzed, in order to build a cut about the integral education in the country and after, the Pedagogical Political Project of the school, bringing an interpretive-descriptive analysis to highlight unique characteristics of the curricular proposal of the school in question, the curriculum-mandala. From the analysis, it is believed that the curriculum-mandala allows the student to find in school a passage, an endless path of construction and deconstruction of knowledge, taking as method the movement brought in the title of this work: breaking down walls, weaving networks.

References

Brasil (1996). Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Brasil. (2010). Decreto nº 7.083, de 27 de janeiro de 2010. Dispõe sobre o Programa Mais Educação. Presidência da República. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7083.htm.

Brasil. (2014). Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Presidência da República. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm.

Brasil (2016). Programa Novo Mais Educação: Documento Orientador (Versão I). Recuperado de: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2016-pdf/53061-novo-mais-educacao-documento-orientador-pdf/file.

Brasil. (2018). Base Nacional Comum Curricular. Brasília. Recuperado de: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf.

Carlini, H. (2012). A construção dos centros integrados em Americana e Santa Bárbara D’Oeste. In MOLL, J. et al. Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso.

Carvalho, I. E. (1969). Prefácio. In: ÉBOLI, T. Uma experiência de Educação Integral. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas.

Corazza, S. M.; Tadeu, T. (2003). Composições. Belo Horizonte: Autêntica.

Costa, C. B.; Munhoz, A. V. (2014). Genealogia e imoralidade: o currículo entre experimentações nômades e estratificações sedentárias. Revista Linhas, 15 (29), 423-437.

Deleuze, G.; Parnet, C. (1998). Diálogos. São Paulo: Escuta.

Freire, P. (2018a) Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

Freire, P. (2018b). Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Gadotti, M. (1999). Histórias das Ideias Pedagógicas. São Paulo: Ática, 1999.

Godoy, A. S. (1995) Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Rev. adm. empres., 35 (3), 20-29.

Junior, I. V. (2019). Torto arado. São Paulo: Todavia.

Llansol, M. G. (1999). O livro das comunidades. Lisboa: Relógio D’Água.

Matos, et al. (2017). Proposta pedagógica da Escola Municipal Polo de Educação Integrada. Seduc MG: Belo Horizonte.

Moll, J. (2008). Caderno Educação Integral: Série Mais Educação. Brasília: MEC, SECAD.

Paraizo, M. A. (2019). O currículo entre o que fizeram e o que queremos fazer de nós mesmos: efeitos das disputas entre conhecimentos e opiniões. Revista e-Curriculum, 17(4), p. 1414-1435. Recuperado em 17 de julho, 2021, de http://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum.

Pedagógico EMPOEINT. (2019). Escola Municipal Polo de Educação Integrada POEINT BARREIRO – Organização do Trabalho na Escola (OTE). [Slides de PowerPoint].

Ribeiro, D. (1995). Balanço crítico de uma experiência educacional. Revista Carta: falas, reflexões e memórias. Informe de distribuição restrita do Senador Darcy Ribeiro, Brasília, 5(15). [Este número é também conhecido como: O novo livro dos CIEPs].

Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte. (2010). Desafios da formação: proposições curriculares do ensino fundamental – textos introdutórios – rede municipal de educação de Belo Horizonte. https://prefeitura.pbh.gov.br/sites/default/files/estrutura-de-governo/educacao/2021/textos-introdutorios2012-revisado.pdf.

Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte. (2015). Caderno de diretrizes: Programa Escola Integrada, Programa Escola Aberta e Programa Escola nas Férias.

Teixeira, A. (1959). Centro Educacional Carneiro Ribeiro. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 31(73), 78-84. Recuperado em 17 de julho, 2021, de www.bvanisioteixeira.ufba.br/artigos/cecr.htm. Transcrição do discurso pronunciado em 1950 pelo Prof. Anísio Teixeira, quando da inauguração do Centro Educacional Carneiro Ribeiro (Escola Parque), na Bahia.

Published

06/08/2021

How to Cite

ROCHA NETO, J. A. .; ALMEIDA, J. J. de; SOARES, G. de O. Breaking down walls, weaving nets: an analysis of the mandala curriculum of the Escola Municipal Polo de Educação Integrada. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e99101018646, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18646. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18646. Acesso em: 20 oct. 2021.

Issue

Section

Education Sciences