Pedagogical practices and the education of teachers: Dialogue based on playfulness and mobilization of knowledge

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18979

Keywords:

Pedagogical practices, teaching professionalization, knowledge.; Pedagogical practices; Education of teachers; Knowledge.

Abstract

In this article, we turn our attention to the education among teachers, and the way in which it moves pedagogical practices. To this end, we seek to establish dialogues between scholars of the subject in order to understand how the composition of teaching knowledge takes place, how it is constructed and articulated in the daily practice of the profession, helping in the ongoing process of this "being a craftsman of his craft," from (Freire, 1979, 1987, 2004), (Alliaud, 2015), (Nóvoa, 1995), (Tardif, 2012). Our objective, therefore, is to understand the role played by the experiences and how they contribute to the construction and deconstruction of the educator in a movement that takes place through coexistence, and shared experiences within the educational universe. We explore playfulness as a teaching tool to be worked on in the development of learning, both in the daily context among peers and in its interaction process with students. We add to this action, our vision of the way in which different environments influence the constitution of the educator's identity.

Author Biographies

Indaia Schock, Universidade Federal de Santa Maria

Mestranda - LP1 -Docência, Saberes e Desenvolvimento Profissional

Janaína Schock Strappazzon, Universidade Federal de Santa Maria

Especialista em Espaços e Possibilidades para a Educação Continuada

Lílian dos Santos Pomina de Moura, Universidade Federal de Santa Maria

Mestranda - LP1 -Docência, Saberes e Desenvolvimento Profissional

Adriana Moreira da Rocha Veiga, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Educação

References

Alliaud, A. (2015). Los Artesanos de la Enseñanza Pos-Moderna. Hacia El Esbozo De Una Propuesta, v. 1(2014), 319–349.

Arroyo, M. G. (2000). Ofício de Mestre. Imagens e auto-imagens. 3.ed.Petrópolis/RJ: Editora Vozes.

Braga, N.P.S. & Rodrigues, A. (2020). Ser e estar professor na educação infantil: significações em movimento. Revista Research, Society and Development. 9. 4. e32942735. ISSN 2525-3409. 951-970

Elali, G. A. (2009). Relações entre comportamento humano e ambiência: uma reflexão com base na psicologia ambiental., Anais do Colóquio Ambiências Compartilhadas., 1–17.

Freire, P. (1979). Conscientização. Teoria e Prática da Libertação. Uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo. Cortez & Moraes.

Freire, P. (2004). Pedagogia da autonomia: saberes necessários a prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

Freire, P. (1987). Pedagogia do Oprimido. 17 ª ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra.

Freire, P. (2000). Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. Apresentação de Ana Maria Araújo Freire. Carta-prefácio de Balduino A. Andreola. São Paulo: Editora UNESP.

Galeano, E. H. (1982) Voces de nuestro tiempo. Editorial Universidade Centro americana. Educa, ISBN 8883602377, 9788483602379.

Nóvoa, A. (1995). Formação de professores e profissão docente. In. Os professores e a sua formação. Nóvoa, A.(org.) 2. ed. Portugal: Publicações Dom Quixote.

Ghedin, E.& Franco, M. A. S. (2011). Questões de método na construção da pesquisa em educação. 2.ed. São Paulo: Cortez.

Kauark, Fabiana. Metodologia da pesquisa: guia prático/Fabiana Kauark, Fenanda Castro Manhães e Carlos Henrique Medeiros. Itabuna: Via Litterarum, 2010.

Minayo C.S & Deslandes, S.F. & Gomes, R. (2002). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes.

Pereira, L. H. P. (2005). Bioexpressão: a caminho de uma educação lúdica para a formação de educadores. Rio de Janeiro: Mauad X: Bapera.

Pimenta, S. G. (2012). Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: Pimenta, S. G. Saberes Pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez. 15-38.

Pires, C. S. & Veiga, A.M. R. (2020). Costurando possibilidades na complexidade da docência: a bricolagem na trajetória auto(trans)formativa. Revista Research, Society and Development. 9. 4. e32942735. ISSN 2525-3409. 971-982.

Popenga, M. (2021). et al, Da Paz no Currículo Escolar. 301–315.

Saviani, D. (2013). História das Ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados.

Silva, Juremir Machado da. Diferença e descobrimento. O que é o imaginário? A hipótese do excedente de significação. Porto Alegre: Sulina, 2017.

Tardif, M. (2012). Saberes Docentes e Formação Profissional. Petrópolis, Rio de Janeiro. 5ª edição.

Tondin, C. F. & Kroth G. & Junges. S. A. & Teresinha. C. (2019). O Conhecimento Do Conhecimento: Uma Estratégia Da Escola Para Ensinar a Viver, Revista Contexto & Educação. 34. 107. 5–18.

Published

12/08/2021

How to Cite

SCHOCK, I.; STRAPPAZZON, J. S. .; MOURA, L. dos S. P. de .; VEIGA, A. M. da R. . Pedagogical practices and the education of teachers: Dialogue based on playfulness and mobilization of knowledge. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e345101018979, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18979. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18979. Acesso em: 24 oct. 2021.

Issue

Section

Education Sciences