Use of pesticides and risks to human health: overview of the rural area of the municipality of Independência - RS

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21161

Keywords:

Pesticides ; Rural workers; Health risk.

Abstract

The general objective of the study was to describe health disorders and aspects related to the use of pesticides by rural workers in the municipality of Independência-RS. To this end, a quantitative research of the exploratory descriptive type was developed, which was carried out in the municipality of Independência - Rio Grande do Sul, in a sample of 63 farmers. Data were collected through a form with objective questions, from November 2019 to February 2020. The analysis of the results was based on descriptive statistical analysis. Farmers are aware of the risks associated with the use of pesticides, and have already presented health disorders associated with exposure to such products, such as nausea, diarrhea, skin irritation, burning eyes, but they have not had a diagnosis of intoxication. The risk factors associated with the occurrence of health disorders due to exposure to pesticides in the municipality of Independência-RS are low education, the inadequate use of personal protective equipment, use of active ingredients with varying degrees of toxicity, including some classified as carcinogens, and the lack of adequate storage for pesticides. Researches such as these can help to promote the health of rural workers, thus preventing the number of poisonings and harm to human health.

References

Alves, D. Ações de saúde a produtores de tabaco expostos a agrotóxicos: estudo em um município de atividade econômica predominantemente agrícola. (2017). [Trabalho de conclusão de curso]. Santa Cruz do Sul (RS). Curso Bacharelado em Enfermagem. Universidade de Santa Cruz do Sul – USCS.

Araújo, I. M. M., & Oliveira, A. G. R. C. (2017). Agronegócio e agrotóxicos: impactos à saúde dos trabalhadores agrícolas no nordeste brasileiro. Trabalho, Educação e Saúde, 15(1):117-129. https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00043.

Barbosa, R. S., Silveira, H. F., Cerqueira, G. S., Júnior, H. L. R., Carvalho, S. S., & Alves, G. C. S. (2014). Exposição Ocupacional aos Agrotóxicos: Um Estudo Bibliográfico. Revi Inter. Toxic. Risco Ambiental. Soc., 7(1): 50-61. https://doi.org/10.22280/revintervol7ed1.166

Brasil. Lei nº. 9.974, de 6 de junho de 2000. (2000). Dispõe sobre a produção, destino, embalagens, transporte e armazenamento de agrotóxicos. Brasil. Diário Oficial da União, República Federativa do Brasil. Seção 1. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9974.htm

Cabral, E. R. M., & Alonzo, H. G. A. (2019). Aumento das exposições aos agrotóxicos: contribuição da enfermagem. Rev. Enfer. Atual. Inder, 87(2):87-8. https://doi.org/10.31011/reaid-2019-v.87-n.25-art.207

Cargnin, M. C. S., Echer, I. C & Silva, D. R. (2017). Fumicultura: uso de equipamento de proteção individual e intoxicação por agrotóxico. Rev. cuidado é fundamental, 9(2): 466-472. http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2017.v9i2.466-472

Carneiro, F. F., Augusto, L. G. S., Rigotto, R. M., Friedrich K., & Campos A. (0215). Dossiê ABRASCO: um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde. Fiocruz, 1(1): 1-616. https://www.abrasco.org.br/site/outras-noticias/institucional/dossie-abrasco-um-alerta-sobre-os-impactos-dos-agrotoxicos-na-saude/9898/.

Cezar-Vaz, M. R., Bonow, C. A., Mello, M. C. V. A., & Silva, M. R. S. (2016). Abordagem socioambiental na enfermagem: focalizando o trabalho rural e uso de agrotóxicos. Rev. Bras. Enferm, 69(6): 1114-21. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0364

Costa E. T., Soares I. C., Michel R. S & Garibotti V. (2016). Cenário da Intoxicação por Agrotóxicos no Rio Grande do Sul. Bol. Epidemiológico, 18(2):1-16. https://cevs.rs.gov.br/upload/arquivos/201706/12111248-be-v18-n12-2016-internet.pdf

Costa L. F & Pires G. L. P. (2016). Análise histórica sobre a agricultura e o advento do uso de agrotóxicos no brasil. Rev. Ciênc, 12(12):1-17. http://intertemas.toledoprudente.edu.br/index.php/ETIC/article/view/5433

Cunha, N. A. (2017). Acidentes de trabalho com exposição a material biológico: análise epidemiológica e percepção das vítimas, em Uberlândia - MG. [Dissertação]. Ubelândia (SP). Curso de Mestrado Profissional em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. Instituto de Geografia.

Dutra R. M.S & Suza M. M. O. (2017). Impactos negativos do uso de agrotóxicos à saúde humana. Rev. Bras. de Geografia Médica e da Saúde, 13(24): 127-140. http://www.seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/34540

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. (2018). Soja em números. https://www.embrapa.br/soja/cultivos/soja1/dados-economicos .

Guyton K., Loomis D., Grosse Y., Ghissassi F., Tallaa L. B & Guha N. (2015). Carcinogenicity of tetrachlorvinphos, parathion, malathion, diazinon, and glyphosate. Rev. The Lancet Oncology, 16(5): 490-491. https://doi.org/10.1016/S1470-2045(15)70134-8

Hass P., Hoehne L & Kuhn D. (2018). Revisão: avaliação dos efeitos do glifosato no ecossistema agrícola e sua toxicidade para a saúde humana. Rev. Destaques Acadêmicos, 10(4): 82-90. http://www.univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/2014/1447

Inouyea L. A., Fernandez L. M., Carneiro L. F. S., Germano J. J & Criscib A. R. (2014). Avaliação Morfologica do Fígado e do Pulmão Pós Intoxicação por Organofosforado, em Ratos Wistar. Rev. Uniciências, 18(2): 103-109. https://doi.org/10.17921/1415-5141.2014v18n2p%25p

Leão R. S., Marques R. C., Buralli R. J., Silva, D. S & Guimarães, G. R. D. Avaliação da saúde pública exposição a agroquímicos: uma experiência com a agricultura familiar o noroeste do Rio de Janeiro. Rev. Susten. em debate, 9(1):81-94. https://doi.org/10.18472/SustDeb.v9n1.2018.26956

Loomis D., Guyton K., Grosse Y., Ghissasi F., Bouvard, V., & Tallaa L. B. (2015). Carcinogenicity of lindane, DDT, and 2,4-dichlorophenoxyacetic acid. Rev. The Lancet Oncology, 16(8): 891-892. //doi.org/10.1016/S1470-2045(15)00081-9

Lopes C. V. A & Albuquerque G. S. C. (2018). Agrotóxicos e seus impactos na saúde humana e ambiental: uma revisão sistemática. Saúde em debate, 42(117): 518-534. https://doi.org/10.1590/0103-1104201811714.

Lopes F. G. (2016). Avaliação do conhecimento dos agricultores (as) quanto aos riscos dos agrotóxicos e os cuidados com o seu uso. Cadernos de Agroecologia, 10(3):1-5. http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/17757

Menegat B., Reolon-Costa A & Caramão G. S. Conhecimento dos agricultores sobre riscos de intoxicação pelo uso de agrotóxicos. Ciência, Cuidado e Saúde, 18(2): 2-7]. https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v18i2.39659

Ministério da Saúde. Intoxicações exógenas relacionadas ao trabalho no Brasil, 2007-2016. (2020). Bol. Epidemiológico, 49(58): 1-45. http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/dezembro/26/2018-027.pdf

Oliveira F. M., Silva G. M. N., Lima A. S., Santos K. P. P., Batista W. F. M., & Barros R. F. M. (2018). Agrotóxicos: impactos sobre o meio ambiente e saúde dos agricultores na comunidade Graciosa / José de Freitas / PI / Brasil. Anais do VI Congresso Latino-americano de Agroecologia, X Congresso Brasileiro de Agroecologia, V Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno. Brasília/DF. 2018 18(1).

Pereira R. A., Costa R. A & Lima E. M. (2019). O impacto dos agrotóxicos sobre a saúde humana e o meio ambiente. Extensão, 3(1):29-37. https://revista.unitins.br/index.php/extensao/article/view/1684/1122.

Petarli G. B., Cattafesta M., Luz T. C., Zandonade E, Bezerra O. M. P. A., & Salaroli L. B. (2019). Exposição ocupacional a agrotóxicos, riscos e práticas de segurança na agricultura familiar no município do Espírito Santo. Brasil. Rev. Bras. Saúde Ocupacional, 44(15): 1-13. https://doi.org/10.1590/2317-6369000030418

Pignati W. A., Lima F. A. N. S., Lara S. S., Correa M. L. M., Barbosa J. R., Leão L. H. C., & Pignatti, M. G. (2017). Distribuição espacial do uso de agrotóxicos no Brasil: uma ferramenta para a Vigilância em Saúde. Rev. Ciênc. Saúde Coletiva, 22(10): 3281-3293. https://doi.org/10.1590/1413-812320172210.17742017.

Rocha T. A. L. C. G., & Oliveira F. N (2016). Occupational Safety and Health: Vulnerability and perception of risks related to the use of agrochemicals in an irrigated horticulture center of Rio Grande do Norte. Rev. Gestão, Produção e Transformação, 23(3): 600-611. http://dx.doi.org/10.1590/0104-530x1219-14

Santana C. M., Costa A. R., Nunes R. M. P., Peron A. P., Cavalcante A. A.C. M & Ferreira P. M. P. (2016). Exposição ocupacional de trabalhadores rurais a agrotóxicos. Cad. Saúde colet, 24(3): 301-307. https://doi.org/10.1590/1414-462x201600030199.

Santana V. T. P., Duarte P. M., & Dalmas A. D. (2019). Perfil das vítimas intoxicadas por agrotóxicos no estado do Rio Grande do Sul entre o período de 2007 a 2017. Rev. Ciênc. Biol. e da saúde, 25(1): 147-163. https://www.researchgate.net/deref/http%3A%2F%2Fdx.doi.org%2F10.18312%2F1980-7341.n21.2019.1404

Santos, V. C. F., Trevilato, G. C., Mesquita, M. O., Ruiz, E. M. F., Riquinho, D. L & Meneget, R. P. (2018). O uso de agrotóxicos e suas implicações para a saúde humana e ambiental: enfrentamento local. Rev. Lume, 1(1):181-195. https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/1 84491/001079419.pdf?sequence=

Silva J. V., Vilela L. P., Moraes, M. S., & Silveira, C. A. (2017). A percepção dos trabalhadores rurais sobre a autoexposição aos agrotóxicos. Rev. Saúde, 43(1): 199-205. https://doi.org/10.5902/2236583422163

Souza M. M. T., Vargas F. R., Costa P. S., Tosoli A. M. G., Balbino C. M., &Passos, J. P. (2017). A trabalhadora rural e a exposição ocupacional no cultivo do tomate. Rev. Enfer. Atual, 88(26): 1-10. https://doi.org/10.31011/reaid-2019-v.88-n.26-art.2

Taveira, B. L. S & Albuquerque, G. S. C. (2018). Análise das notificações de intoxicações agudas, por agrotóxicos, em 38 municípios do estado do Paraná. Rev. Saúde em Debate, 42(4): 211-222. https://doi.org/10.1590/0103-11042018s417

Published

18/10/2021

How to Cite

MELLER, F. .; REOLON-COSTA, A.; CEOLIN, S. Use of pesticides and risks to human health: overview of the rural area of the municipality of Independência - RS. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e454101321161, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21161. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21161. Acesso em: 2 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences