Nursing care in the prevention of puerperal infection in cesarean delivery: Complementary analysis

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21435

Keywords:

Puerperal infection; Cesarean section; Nursing care; Prevention.

Abstract

This study aims to assess the role of nurses in preventing puerperal infection associated with Cesarean surgery. Methodology: This is an integrative review, analytical and retrospective, with a qualitative approach. The first step is composed by the delimitation of the theme, which was defined as: Nursing Care in the prevention of Puerperal Infection in Cesarean Delivery, to answer the guiding question: What Nursing Care in the intra-hospital environment can prevent puerperal infection in childbirth Caesarean? Results: Through the analysis of the full texts, 07 articles were fully evaluated, which met the inclusion criteria set out in the methodology of this research. Final Considerations: It is concluded that there are associated risk factors that are determinant for Puerperal Infection in Cesarean Delivery and that the Nursing professional must adopt scientifically-based care for their applicability, as the nurse is responsible for managing the risks, notify adverse events, and mainly act in order to prevent and reduce infections in the hospital environment.

Author Biographies

Ana Fátima Souza Melo de Andrade, Centro Universitário Estácio de Sergipe

Mestre em saúde e ambiente

Weber de Santana Teles, Centro de Hemoterapia de Sergipe

Doutor em saúde e ambiente

Max Cruz da Silva, Faculdade Pio Décimo

Graduando em enfermagem

Fernanda dos Santos, Universidade Tiradentes

Pós-graduada

Gabriely Moura Gonzaga, Universidade Tiradentes

Pós-graduação em andamento

Rebeca Galvão Fonseca, Centro Universitário Estácio de Sergipe

Mestre

Ruth Cristini Torres, Instituto de Hematologia e Hemoterapia de Sergipe

Doutora em saúde e ambiente

Alejandra Debbo, Universidade Tiradentes

Médica reumatologista

Marcel Vinícius Cunha Azevedo, Universidade Tiradentes

Mestre em saúde da família

Maria Hozana Santos Silva, Faculdade Ages de Medicina

Mestrado interdisciplinar em saúde e ambiente

Ângela Maria Melo Sá Barros, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestre/doutoranda em enfermagem

Paulo Celso Curvelo Santos Junior, Universidade Tiradentes

Mestre em saúde e ambiente

Aline Barreto Hora, Centro Universitário Estácio de Sergipe

Mestre em saúde e ambiente

Taíssa Alice Soledade Calasans, Universidade Tiradentes

Doutora em saúde e ambiente

References

Anvisa. (2021). Plano Integrado para a Gestão Sanitária da Segurança do Paciente em Serviços de Saúde 2021 - 2025.

Anvisa. (2021). Programa nacional de prevenção e controle de infecções relacionadas à assistência à saúde (PNPCIRAS) 2021 a 2025. Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde – GVIMS. Brasília.

Anvisa. (2021). Orientações para preenchimento da avaliação das práticas de segurança do paciente – 2021. Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde. Brasília.

Brasil. (2017). Manual de Medidas de Prevenção e Critérios Diagnósticos de Infecções Puerperais em Parto Vaginal e Cirurgia Cesariana. Manual, (8a ed.).

Brasil. (2017). Manual Medidas de Prevenção de Infecção Relacionada à Saúde. Manual, (4a ed.),

Carvalho, I., Souza, N., & Medeiros, A. (2014). Risk factors for wound infection after cesarean section: an integrative review. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online. 6(2) 812–820.

Cavalcante, M. F. A., Feitosa, V. C., Soares, F. A. F., & Araujo, D. C. (2013). Caracterização das infecções puerperais em uma maternidade pública municipal de Teresina em 2013. Rev Epidemiologia e Controle de Infecção. 2(1).

Costa, M. M. M. (2016). Efeitos de um ciclo de melhoria da qualidade nacional aplicado à estruturação das ações de prevenção das infecções relacionadas à assistência à saúde em hospitais brasileiros. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Profissional Gestão da Qualidade em Serviços da Saúde, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal (RN).

Cunha, R. M., Padoveze, M. C., Celia, R., Luda, Y., & Izumi, N. (2018). Identificação da infecção de sítio cirúrgico pós-cesariana: Consulta de enfermagem. Rev Brasileira de Enfermagem. 71(2). 1478–1486.

Frello, A. T., Carraro, T. E., & Bernardi, M. C. (2011). Cuidado e conforto no parto: estudos na enfermagem brasileira. Revista Baiana de Enfermagem, 25(2), 150-159.

Junior, L. C. M., Sevrin, C. E., Oliveira, E., Carvalho, H. B., Zamboni, J. W., & Araujo, J. C. (2009). Associação entre via de parto e complicações maternas em hospital público da Grande São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública, 25.

Magann, E. F., Doberty, D. A., Chauban, S. P. (2011). Pregnancy, obesity, gestationalweightgain, andparity as predictorsofpeeripartumcomplications. Arch Gynecol Obstet. 284, 827-36.

Mascarello, K. C., Matijasevich, A., Santos, I. S., & Silveira, M. S. (2018). Complicações puerperais precoces e tardias associadas à via de parto em uma coorte no Brasil. Rev Bras. Epidemiologia, v.21.

Monteiro, T. S., & Pedroza, R. M. (2015). Infecção hospitalar: visão dos profissionais da equipe de enfermagem. Rev. Epidem Control Infect. 10(2).

Owens, S. M., Brozanski, B. S., & Meyn, L. A. (2009). Antimicrobial prophylaxis for cesarean delivery before skinin cision. Obstet Gynecol. 114, 573-9.

Reis, T. L. R et al. (2017). Autonomia feminina no processo de parto e nascimento: revisão integrativa da literatura. Rev Gaúcha Enferm. 38(1), e64677.

Sena, L. M. (2017). Violência obstétrica no Brasil e o ciberativismo de mulheres mães: relato de duas experiências. Rev.Comunic. saúde educação. 21(60), 209-20.

Silva, T. P. R. et al. (2020). Fatores associados ao parto normal e cesárea em maternidades públicas e privadas: estudo transversal. Rev. Bras. Enferm. 73, (Suppl 4), e20180996.

Soares, C. B., Hoga, L. A. K., Peduzzi, M., Sangaleti, C., Yonekura, T., & Silva, D. R. A. D. (2014). Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Rev. Esc. Enfermagem USP. 10(1).

Souza, M. T., Silva, M. D., & Carvalho, R. (2010). Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein. 8(1), 102-6.

Published

18/10/2021

How to Cite

ANDRADE, A. F. S. M. de .; TELES, W. de S. .; SILVA, M. C. da .; SANTOS, F. dos .; GONZAGA, G. M. .; FONSECA, R. G. .; TORRES, R. C. .; DEBBO, A.; AZEVEDO, M. V. C. .; SILVA, M. H. S. .; BARROS, Ângela M. M. S. .; SANTOS JUNIOR, P. C. C. .; HORA, A. B. .; CALASANS, T. A. S. . Nursing care in the prevention of puerperal infection in cesarean delivery: Complementary analysis. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e459101321435, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21435. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21435. Acesso em: 3 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences