Basic Education and COVID-19: challenges, strategies and lessons for teachers in times of social distance

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i15.22485

Keywords:

Distance learning; Continuing Teacher Education; Teaching-Learning Process; Pedagogical practice.

Abstract

Even though the problems of education in Brazil are known, the pandemic caused by Covid-19 has surfaced discussions in different areas and intense mobilizations for the continuity of the educational process. The present study is a qualitative research that aims to analyze and present data obtained through research carried out with teachers in order to map the strategies, challenges and lessons of remote education experienced in this period of necessary social distancing. For data collection, an electronic questionnaire was used, with the participation of professors working in public and private educational institutions in several Brazilian regions. The non-probabilistic sampling method called Virtual Snowball (or sample by network) was used, which consisted of sending the questionnaire through a link, by email and WhatsApp, containing the questions, the Informed Consent Form and Clarified - Virtual IC and the request to share the link with that participant's network of contacts. The study showed that, although there are different realities of action and some cases of success, there were points consensual as compromising the pedagogical practice and the learning process, such as difficulties in accessing technological resources and the internet for students, non-development autonomy for learning, the difficulty of monitoring parents/guardians, excessive activities by both educators and parents, the content of the school system, and the negative effects on the mental health of everyone involved in the system.

References

Bacich, L. (2020). Ensino híbrido: muito mais do que unir aulas presenciais e remotas. Inovação na Educação. http://lilianbacich.com/2020/06/06/ensino-hibrido-muito-mais-do-que-unir-aulas-presenciais-e-remotas/.

Barbosa A. M., Viegas, M. A. S. & Batista, R. L. N. F. F. (2020). Aulas presenciais em tempos de pandemia: relatos de experiências de professores do nível superior sobre as aulas remotas. Revista Augustus, v.25, n. 51, p. 255-280.

Bardin, L. (1977). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Barros, P. M. de, Coelho, B., Camargos, H., Lélis, I. C. & Kloster Júnior, M. (2020). Didática de transição: a formação docente e o ensino remoto emergencial em tempos de pandemia. Revista Dito Efeito, v. 11, n. 19, p.48-57.

Brasil, Ministério da Educação. (2020). Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - Covid-19. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Portaria/PRT/Portaria%20n%C2%BA%20343-20-mec.htm.

Catanante, F., Dantas, I. L. de S. & Campos, R. C. (2020). Aulas on-line durante a pandemia: condições de acesso asseguram a participação do aluno?. Revista Educação Científica, v. 4, n. 8, p. 977-988.

Cavalcante, V., Komatsu, B. K. & Menezes Filho, N.(2020). Desigualdades Educacionais durante a Pandemia. Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), Policy Paper, nº 51.

Coletivo de Estudos em Marxismo e Educação – COLEMARX. (2020). Em defesa da educação pública comprometida com a igualdade social: Porque os trabalhadores não devem aceitar o trabalho remoto. http://colemarx.educacao.ufrj.br/wp-content/uploads/2020/09/Colemarx-texto-cri%CC%81tico-EaD-2.pdf.

Costa, B. R. L. (2018). Bola de neve virtual: O uso das redes sociais virtuais no processo de coleta de dados de uma pesquisa científica. Revista Interdisciplinar de Gestão Social, v. 7, n. 1, p. 15-37.

Diehl, A. A. (2006). Pesquisa em ciências sociais aplicadas: métodos e técnicas. São Paulo: Pearson.

Esteve, J. M. (1999). O mal-estar docente: a sala de aula e a saúde dos professores. Bauru- SP: EDUSC.

Fundação Carlos Chagas. (2020). Educação escolar em tempos de pandemia. Informe nº 1. 2020. http://www.fcc.org.br/fcc/educacao-pesquisa/educacao-escolar-em-tempos-de-pandemia-informe-n-1.

Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente (GESTRADO/UFMG). (2020). Trabalho docente em tempos de pandemia- Relatório Técnico. http://www.gestrado.net.br/pesquisas/.

Hashizume, C. M. (2020). Saúde mental docente e a Covid-19: Desafios para o cuidado ao cuidador. Grupo de Pesquisa Educação em Direitos Humanos - UFABC. Contemporartes: Revista Semanal de Difusão Cultural, v. 11, p. 1-4.

Hodges, C., Trust,T., Moore, , Bond, A. & Lockee, B.(2020). As diferenças entre o aprendizado online e o ensino remoto de emergência. Revista da escola, professor, educação e tecnologia, v. 2, p. 1-12.

Kubota, L. C. (2020). A infraestrutura sanitária e tecnológica das escolas e a retomada das aulas em tempos de Covid-19. http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/nota_tecnica/200715_nt_diset_n_70_web.pdf.

Moran, J. (2017). Metodologias ativas e modelos híbridos na educação. In: Yaegashi, S., Bianchini, L. G. B., Oliveira Júnior, I. B. de, Santos, A. R. dos, Silva, S. F. da (Orgs), Novas Tecnologias Digitais: Reflexões sobre mediação, aprendizagem e desenvolvimento (p.23-35). Curitiba: Editora CRV. http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2018/03/Metodologias_Ativas.pdf.

Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura- UNESCO. (2020). Situação da educação no Brasil (por região/estado). https://pt.unesco.org/fieldoffice/brasilia/covid-19-education-Brasil.

Pereira, H. P., Santos, F. V. & Manenti, M. A. (2020). Saúde Mental de Docentes em Tempos de Pandemia: os impactos das atividades remotas. Boletim de Conjuntura (Boca), v. 3, n. 9, p. 26-32.

Ruschel, G. E. S., Trevisan, M. B. & Pereira, J. F. (2020). Ensino remoto no contexto de uma instituição privada. Observatório Socioeconômico da COVID-19. Santa Maria: UFSM. http://www.ufsm.br/app/uploads/sites/820/2020/10/Textos-para-Discussao-18-Ensino-Remoto-em-uma-instituicao-particular.pdf.

Sampieri, R. H., Collado, C. F.& Lucio, P. B. (2006). Metodologia de Pesquisa. São Paulo: McGraw-Hill Interamericana do Brasil Ltda.

Valle, P. D. & Marcom, J. L. R. (2020). Desafios da prática pedagógica e as competências para ensinar em tempos de pandemia. In: Palú, J., Schütz, J. A., Mayer, L. (Orgs), Desafios da educação em tempos de pandemia (1ed., v. 1, pp. 139-152). Cruz Alta: Editora Ilustração.

Vieira L. & Ricci, M. C. K. (2020). A educação em tempos de pandemia: soluções emergenciais pelo mundo. Observatório do Ensino Médio em Santa Catarina: OEMESC/ UNESC. http://www.udesc.br/arquivos/udesc/id_cpmenu/7432/EDITORIAL_DE_ABRIL___Let_cia_Vieira_e_Maike_Ricci_final_15882101662453_7432.pdf.

Published

23/11/2021

How to Cite

VAZ, G. A. dos S.; SANTOS, E. de J. .; PEREIRA, C. A. . Basic Education and COVID-19: challenges, strategies and lessons for teachers in times of social distance. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 15, p. e157101522485, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i15.22485. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/22485. Acesso em: 25 jun. 2024.

Issue

Section

Educational Objects