Discussions about the work in the literature class from the poem Morte e Vida Severina

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i17.22798

Keywords:

Didactic sequence; Work; Professional education.

Abstract

This research deals with the study of the poem Morte e Vida Severina from the perspective of work and aims to present a didactic sequence working on the theme discussed here as a way to contribute to the work of the Literature teacher in Professional and Technological Education. As a methodology, bibliographic research was used, bringing together authors such as Saviani (1994) and Sobral (et al, 2016), who discuss work as an educational principle, and Dolz, Noverraz and Schneuwly (2004), who address the methodology of the didactic sequence . As a result, a didactic sequence was obtained with three steps developed in four classes which follow a proposal for presentation, development and final production which can contribute to a reflective teaching of literature, addressing not only the poem itself, but also the challenges faced in the world of work from the problems experienced by the character Severino. It is concluded that planning for an interdisciplinary class requires time and dedication, however, it is a necessary effort when it comes to seeking to include in the pedagogical practice a teaching based on the principles of professional and technological education.

References

Araújo, D. L. (2013). O que é (como se faz) sequência didática? Entrepalavras, 3(1), http://www.entrepalavras.ufc.br/revista/index.ph p/Revista/article/view/148/181

Brocardo, R. O. & Costa-Hübes, T. C. (2010). A elaboração do modelo didático de gênero e da sequência didática: uma perspectiva de trabalho com o gênero textual reportagem impressa em sala de aula. http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/ 2004-8.pdf

Ciavatta, M. (2006). A formação do cidadão produtivo emancipado. In: Frigotto, G; Ciavatta, M; Ramos, M (org.). Seminário de Pesquisa: trabalho de políticas públicas de educação: Projetos em disputa na sociedade brasileira, Rio de Janeiro, https://www.arca. fiocruz.br/bitstream/icict/26601/2/Livro%20EPSJV%20003620.pdf

Dolz, J; Noverraz, M. & Schneuwly, B. (2004). Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: Schneuwly, Brenard; Dolz, Joaquim (org.). Gêneros orais e escritos na escola. Mercado de Letras, 81-108.

Figaro, R. (2008). O mundo do trabalho e as organizações: abordagens discursivas de diferentes significados. ORGANICOM, 5(9), http://www.eca.usp.br/departam/crp/cursos/posgrad/gestcorp/organicom/ re_vista9/90.pdf

Fischer, M. C. B. & Franzoi, N. L. (2009). Formação humana e educação profissional: diálogos possíveis. Educação, Sociedade e Cidadania, no 29, https://www.fpce.up.pt/ciie/revistaesc/ESC29/29Clara FNairaF.pdf

Frazão, D. (2019). Biografia de João Cabral de Melo Neto. E-Biografia, https://www.ebiografia.com/joao_cabral_de_melo_neto/

Frigotto, G. (2002). Trabalho, Conhecimento, Consciência e a Educação do Trabalhador: Impasses Teóricos e Práticos. In: Gomez, C. M. et al. Trabalho e Conhecimento: Dilemas na Educação do Trabalhador. São Paulo: Cortez.

Gil, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. (5a ed.), Atlas.

Goldenberg, M. (2009). A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. Record.

Gramsci, A. (2001). Cadernos do cárcere. Tradução de Carlos Nelson Coutinho, 2, Civilização Brasileira: https://netmundi.org/home/wp-content/uploads/2019/03/Antonio-Gramsci-Cadernos-do-c%c3%a1rcere-v.-2.pdf

Lopes-Rossi, M. A. G. (2011). Gêneros discursivos no ensino de leitura e produção de textos. In: Karwoski, Acir Mário; Gaydeczka, Beatriz; Brito, Karim Siebeneicher. (org.). Gêneros textuais: reflexões e ensino. (4a ed.), Parábola Editorial.

Maciel, A. C. (2018). Marx e a politecnia, ou: do princípio educativo ao princípio pedagógico. Revista Exitus, Santarém/PA, 8(2), https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6399936

Medeiros Neta, O. M; Assis, S. M. & Lima, A. C. S. (2016). O trabalho como princípio educativo: uma possibilidade de superação da dualidade educacional no ensino médio integrado. Revista Ensino Interdisciplinar, 2(5), https://repositorio.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/23170/1/ OTrabalhoComoPr%C3%ADncipio_2016.pdf

Melo Neto, J.C. (2000). Morte e vida Severina e outros poemas para vozes. (4a ed.), Nova Fronteira.

Oliveira Neto, N. A. de; Azevedo, R. O. M. & Aride, P. H. R. (2018). Trabalho como princípio educativo: definição do conceito e sua relação com o capitalismo. Educação Profissional e Tecnológica em Revista, 2(2), https://ojs.ifes.edu.br/index.php/ept/article/view/387/346

Pacheco, E. (2015). Fundamentos político-pedagógicos dos institutos federais: diretrizes para uma educação profissional e tecnológica transformadora. / Eliezer Pacheco.: IFRN, https://memoria.ifrn.edu.br/bitstream/handle/1044/1018/Fundamentos%20Poli%20tico-Pedago%20gicos%20dos%20Institutos%2 0Federais%20-%20Ebook.pdf?sequence=1

Ramos, A. C. R. C. (2016). Caminhos do sertão em morte e vida Severina: diálogo entre a geografia e a literatura. 2016. 94f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Nove de Julho – UNINOVE, S http://bibliotecatede.uninove.br/bitstream/tede/1396/2/Ana%20Carolina%2 0Robles%20De%20Cara%20Ramos.pdf

Saviani, D. (1994). O trabalho como princípio educativo frente às novas tecnologias. In: Novas tecnologias, trabalho e educação. Vozes.

Silva, E. .B. & Lima, S. C. (2021). Vozes Que Se Integram No Ensino Médio Da Educação Profissional: Uma Sequência Didática Para A Escrita De Resenha Da Obra A Revolução Dos Bichos. Revista Humanidades E Inovação, 8(53), HTTPS://REVISTA.UNITINS.BR/INDEX.PHP/HUMANIDA DESEINOVACAO/ARTICLE/VIEW/5912

Sobral, K. M. et al. (2016). Gramsci e o trabalho como princípio educativo: escola unitária e a construção da nova sociedade. Revista Histedbr On-line, n. 70, https://www.researchgate.net/publication/316901275_Gramsci_e_o_trabalho_como_principio_educativo_escola_unitaria_e_a_construcao_da_nova_sociedade

Souza, F. C. S. Ensino médio integrado à educação profissional: expansão e desafio para os institutos federais. In: Encontro estadual de didática e prática de ensino - EDIPE, 17, 2014, Fortaleza. Anais [...]. Fortaleza: Universidade Estadual do Ceará, http://www.uece.br/endipe2014/ebooks/livro3/219%20ENSINO %20M%C3%89DIO%20INTEGRADO%20%C3%80%20EDUCA%C3%87%C3%83O%20PROFISSIONAL%20EXPANS%C3%83O%20E%20DESAFIO%20PARA%20OS%20INSTITUTOS%20FEDERAIS.pdf

Tavares, A. & Corso, A. M. (2015). Trabalho e escola: relações que permeiam a escolarização do aluno do ensino médio noturno. In: Congresso Nacional De Educação – EDUCERE, 21., Curitiba. Anais [...]. Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2015. https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/18414_9657.pdf

Venzel, F. C. B. S. (2007). Integração entre educação e trabalho: uma reflexão sobre a prática docente nos cursos de Ensino Médio Integrado a Educação Profissional. Revista Gestão Escolar, http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/producoes_pde/artigo_francisca _carmo_barbosa_silveira_venzel.pdf

Vygotsky, L. S. (2010). Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: Vigotskii, L. S.; Luria, A. R.; Leontiev, A. N. (org.). Linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem. tradução de: Maria da Pena Villa lobos. (11a ed.), Ícone. (Coleção Educação Crítica).

Published

22/12/2021

How to Cite

COSTA, M. H. B. da; RIBEIRO, G. M. Discussions about the work in the literature class from the poem Morte e Vida Severina. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 17, p. e136101722798, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i17.22798. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/22798. Acesso em: 17 jan. 2022.

Issue

Section

Education Sciences