Unidocentes teachers perceptions about Physical Education and Pedagogical Residence Program interventions

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i3.2480

Keywords:

Physical Education; Early Years; Pedagogical Residence.

Abstract

The present work aimed to verify the perception of unidocentes of a public school in Uruguaiana/RS on Physical Education in the early years and the activities of the Pedagogical Residency Program UNIPAMPA. The subjects of this study were thirteen teachers in the initial interview and eleven in the final interview. After permission from the school management, was delivered a free and informed consent form for all unidocentes who had a resident working in their classes. All teachers accepted to participate in the study and answered a semi-structured interview before and after Physical Education classes taught by residents. The perceptions of the teachers participating in this study regarding the concept of Physical Education, point movement and development of motor skills as major categories. About the role of Physical Education in the early years, the emerging categories of the unidocentes responses were the development of cognitive skills and the development of psicomotricity. After the classes taught by the residents, of the eleven teachers, ten reported having noticed positive changes in the students. As for the expectation about the classes, nine teachers stated that it was contemplated, pointing out as main points the dynamic way of working, student motivation for classes and coherent planning. It is concluded that, the main benefits perceived by the unidocentes teachers about Physical Education classes with the residents, area teachers in training, concern the major stimulus provided for the development of students in the early years, in particular, in motor, cognitive and affective aspects.

References

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Brandl, C. E. H. & Brandl Neto, I. (2015). A importância do professor de Educação Física nos anos iniciais do ensino fundamental. Caderno de Educação Física e Esporte, 13 (2), 97-106.

Brasil (2001). Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação, Parecer n. 16, de 3 de julho de 2001. Consulta quanto à obrigatoriedade da Educação Física como componente curricular na Educação Básica e sobre a grade curricular do curso de Educação Física da rede pública de ensino. Acesso em 02 de dezembro, 2019, em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pceb16_01.pdf.

Brasil (2017). Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Acesso em 02 de dezembro, 2019, em http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf.

Brasil (2018). Fundação CAPES. Sobre o Programa Residência Pedagógica. Acesso em 20 de junho, 2019, em http://www.capes.gov.br/pt/educacao-basica/programa-residencia-pedagogica.

Buczek, M. R. M (2009). Movimento expressão e criativa pela Educação Física. Metodologia Ensino Fundamental - 1º ao 5º ano (1ª ed). Curitiba: Base editorial.

Darido, S. C. & Rangel, I. C. (2005). A Educação física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Etchepare, L. S. (2000). A avaliação escolar da Educação Física na rede municipal, estadual, particular e federal de ensino de Santa Maria. Dissertação de mestrado, Centro de Educação Física e Desportos - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil.

Fonseca, D. G., Machado, R. B., Martins, V.F., Tavares, N. S., Costa, A. C. & Machado, S. (2014). Vamos abrir a caixa? Um estudo sobre as aulas de educação física com professoras unidocentes. Revista Didática Sistêmica, 16 (1), 260-274.

Gallardo, J.S.P., Filho, L.S., Campos, L. A. S., Bechara, E.C., Ehrenber, M. C., Gutierrez, L. A. L., Moraes, L. G. G., Bueno, T. F., Sanioto, H. & Mota, D.B. (2003). Educação Física Escolar do Berçário ao Ensino Médio. Rio de Janeiro: Lucerna.

Gil, A.C. (2008). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social (6° ed.). São Paulo: Atlas.

Krebs, R. J. & Ferreira Neto, C. A. (2007). Tópicos em desenvolvimento motor da infância e adolescência. Rio de Janeiro: Lecsu.

Linke, V. (2015). Contribuição da educação física para diminuição da indisciplina e condutas violentas na escola. Secretaria do Estado da educação superintendência da educação programa de desenvolvimento educacional. Cascavel- PR. Acesso em 18 de dezembro, 2019, em http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_unioeste_edfis_artigo_valdemir_linke.pdf.

Molinari, A. M. P. & Sens, S. M. (2003). A Educação Física e a sua relação com a psicomotricidade. Revista PEC, 3 (1), 85-93.

Paula, C. H. (2006). Importância do Papel do professor de Educação Física. Revista Científica de Faminas, 2 (1), 202.

Pinto, C.B. & Trevisan, T. V. (2014). A importância do desenvolvimento das habilidades motoras na educação física infantil. 8° Jornada acadêmica do curso de educação física. FAMES.

Rodrigues, T. F., Silva, C. E. I. & Copetti, J. (2018). Percepções de Unidocentes sobre a Educação Física nos anos iniciais do ensino fundamental. Revista Contexto & Educação, 33 (106), 287-301.

Silva, D. A. (2013). A importância da psicomotricidade na educação Infantil. Trabalho de Conclusão de Curso, Centro Universitário de Brasília, Brasília, DF, Brasil.

Souza, M.P. & Peixoto, R.C. (2006). A contribuição da Educação Física para alfabetização. Revista Digital, 11 (103). Acesso em 03 de dezembro, 2019, em http://www.efdeportes.com/efd103/alfabetizacao- educacao-fisica.htm.

Welter, J., Welter, R. & Sawitzki, R.L. (2012). A contribuição do Subprojeto PIBID/EDF no planejamento das aulas de Educação Física para os anos iniciais. Caderno de Formação RBCE, 3 (1),87-96.

Published

29/02/2020

How to Cite

VIEIRA, B. H.; VASCONCELOS, G. R.; ENGERS, P. B.; COPETTI, J. Unidocentes teachers perceptions about Physical Education and Pedagogical Residence Program interventions. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 3, p. e136932480, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i3.2480. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/2480. Acesso em: 21 sep. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences