Green recovery: perspectives for the return of the economy after the pandemic caused by COVID-19 from the green job program

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.28929

Keywords:

Green jobs; Green recovery; Environmental teaching.

Abstract

The presente work aims to analyze the green job program, established by the ILO in 2008, as na instrument for economic recovery in a post-pandemic scenario caused by COVID-19 and its variants. The program in question touches on one of the main dilemmas of contemporaneity when it seeks to reconcile economic interests and environmental sustainability, according to the precepts of the Federal Constitution of 1988. This is because it is an instrument that recognizes free enterprise as one of the pillars of the economic order, as well as the valorization of human work and the preservation of the environment. The research has a qualitative nature, based on the understanding of social phenomena, it has an exploratory character and uses the hypothetical-deductive methodology, with analysis of documental and bibliographic research to address the theme and analyze the expansion of the green job program for creatin of new jobs and promoting green recovery.

Author Biographies

Jádna Cristina Germanio de Souza Ferreira, Escola Superior Dom Hélder Câmara

Mestranda do Curso de Pós-graduação em Direito da Escola Superior Dom Hélder Câmara. Graduada em Direito pela Escola Superior Dom Hélder Câmara. Servidora do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais. ORCID: https://orcid.org/my-orcid?orcid=0000-0003-1676-0525. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1780925604649683. E-mail: jadnacristina@yahoo.com.br.

Wagner Luiz Baldez da Silva, Escola Superior Dom Hélder Câmara

Mestrando do Curso de Pós-graduação em Direito da Escola Superior Dom Hélder Câmara. Graduado em Direito pela Escola Superior Dom Hélder Câmara. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-8014-0553. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5375104515144160. E-mail: wsilva5973@gmail.com.

                                                         

References

Brasil. (1988) Constituição da República Federativa do Brasil. Constituição Federal. Diário Oficial da União: em 5 de outubro de 1988. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Brazuca, R. D. & Souza, M. T. C. (2013) Da sustentação do mercado à sustentabilidade ambiental: Teorias, políticas e práticas na realidade da Amazônia brasileira. Revista Veredas do Direito, Belo Horizonte, v.10, n.9. revista.domhelder.edu.br/index.php/veredas/article/view/326

Bölter, S. G. & Derani, C. (2018). Direito ambiental e desenvolvimento sustentável: uma análise da judicialização das relações sociais. Revista Veredas do Direito, 15(33), 209-242. http://dx.doi.org/10.18623/rvd.v15i33.1242.

Bonelli, V. V. & Lazzareschi, N. (2015) Empregos verdes e sustentabilidade: tendências e desafios no Brasil. Revista de Ciências Sociais, 46(1), 221-242. http://periodicos.ufc.br/revcienso/article/view/2440/1907

Coimbra, V. L. (2021) Os impactos da pandemia da Covid-19 na economia brasileira e suas possíveis curvas de recuperação econômica. Monografia (Graduação) – Trabalho de conclusão de curso em Ciências Econômicas. Universidade Federal de São Paulo, São Paulo. https://repositorio.unifesp.br/xmlui/bitstream/handle/11600/61721/Monografia_Victor_VF.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

Fórum econômico mundial. (2020) O futuro da natureza e dos negócios. Geneva. https://www3.weforum.org/docs/WEF_The_Future_Of_Nature_And_Business_2020.pdf

Freitas, Juarez. (2019). Sustentabilidade direito ao futuro. Belo Horizonte: Fórum

Gascón, A. M. O. (2017) Divergencias y confluencias en el tratamiento del empleo verde por parte de la Organización Internacional del Trabajo y la Unión Europea. Futuro del Trabajo: Trabajo decente para todos. Dialnet, Universidade de La Rioja, n. 3, p. 1-12. https://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---europe/---ro-geneva/---ilo-madrid/documents/article/wcms_548588.pdf.

Gomes, M. F. & Oliveira, W. R.. (2017). A efetivação do compliance ambiental diante da motivação das certificações brasileiras. Revista de Direito da Faculdade Guanambi, Guanambi, v.4,n.1,p.187-208.http://revistas.faculdadeguanambi.edu.br/index.php/Revistadedireito/article/view/143/64.

Instituto brasileiro de geografia e estatística (2022). Produto interno Bruto – PIB: https://www.ibge.gov.br/explica/pib.php.

Lima, A. V. de & Freitas, Elísio de Azevedo. (2020) A Pandemia e os impactos na economia brasileira. Boletim Economia Empírica. Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), 1(4), 17-24. https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/bee/article/view/4773/1873.

Lima, D. P. D. (2017). O compliance como instituto jurídico de combate à corrupção: uma análise da responsabilidade objetiva das empresas à luz da lei anticorrupção brasileira. 2017. 140 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Direito. Centro Universitário 7 de Setembro, Fortaleza.https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5379088.

Mathias, J. F. C. M. & Young, C. E. F. & Couto, L. C.; Alvarenga júnior, Márcio. (2021) Green New Deal como estratégia de desenvolvimento pós-pandemia: lições da experiência internacional. Revista Tempo do Mundo, Brasília, n. 26, p. 145-173. https://www.ipea.gov.br/revistas/index.php/rtm/article/view/313

Mendes, M. S. (2020). A resposta do estado brasileiro e os desafios pós pandemia. Boletim Economia Empírica. Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), 1(4), 150-158. https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/bee/article/view/4786/1886.

Organização mundial do trabalho (OIT). (2020). Una recuperación verde y justa en América Latina y el Caribe: una perspectiva desde el mundo del trabajo. México, 2020. https://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---americas/---ro lima/documents/publication/wcms_763724.pdf.

Organização internacional do trabalho (OIT). (2020). Economias, empresas e empregos verdes: o papel das organizações de empregadores na promoção de economias e empresas ambientalmente sustentáveis. https://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---europe/---ro-geneva/---ilo-lisbon/documents/publication/wcms_776652.pdf.

Oliveira, F. P. M. de & Cecato, M. A. B. (2016). Trabalho decente e emprego verde: uma análise à luz do caráter pluridimensional da sustentabilidade. Revista de Direito e Sustentabilidade, 2(2), 207-225, http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2525-9687/2016.v2i2.1308.

Pereira, A. S. et al. Metodologia da pesquisa científica. UFSM.

Powers, M. C. F. et al. (2018). Green Social Work for Environmental Justice: Implications for International Social Workers. In L. Dominelli (Ed.), The Routledge Handbook of Green Social Work. London: Routledge, p. 74-84. https://libres.uncg.edu/ir/uncg/f/M_Powers_Green_2018.pdf.

Rocha, A. S. et al. O dom da produção acadêmica: manual de normalização e metodologia de pesquisa. Belo Horizonte: Dom Helder, 2017.

Rodrigues, I. N.r & Lumertz, E. S. S.. (2014). A economia verde como vetor do desenvolvimento sustentável. Revista Veredas do Direito. 11(21), 107-134, http://revista.domhelder.edu.br/index.php/veredas/article/view/312. DOI: https://doi.org/10.18623/rvd.v11i21.312

Silva, M. L. & Silva, R. A. da. (2020). Economia brasileira pré, durante e pós-pandemia do Covid-19: impactos e reflexões. Observatório Socioeconômico da Covid-19. Santa Maria, Universidade Federal de Santa Maria, texto para discussão-07. https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/820/2020/06/Textos-para-Discuss%C3%A3o-07-Economia-Brasileira-Pr%C3%A9-Durante-e-P%C3%B3s-Pandemia.pdf.

Universidad internacional de la rioja (UNIR).(2021). Empleo em Sostenibilidad y Medio Ambiente: 10 Professiones com Futuro. La Rioja https://empleoypracticas.unir.net/wp-content/uploads/2021/01/informe-empleo-sostenibilidad-medio-ambiente-WEB_compressed.pdf

Published

25/04/2022

How to Cite

ALMEIDA, I. C. A. de .; FERREIRA, J. C. G. de S. .; SILVA, W. L. B. da . Green recovery: perspectives for the return of the economy after the pandemic caused by COVID-19 from the green job program. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e20711628929, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.28929. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/28929. Acesso em: 28 may. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences