Freedom of expression and tolerance in a polarized society: a historical-philosophical study from the perspective of Voltaire thinking

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29764

Keywords:

Philosophy; Right; Voltaire; Freedom of expression.

Abstract

The present work seeks to trace a historical-philosophical panorama of how freedom of expression and tolerance were constituted through the historical landmarks of humanity, using as a guide the ideologies of philosophers of the seventeenth and eighteenth century, with a main focus on the thoughts of the illustrious Philosopher-Enlightenment François-Marie Arouet, known by the pseudonym Voltaire. We present, initially, a conceptual approach about the process of formation of freedom of expression. Next, we discuss Voltaire's "Treaty on Tolerance" and its respective impacts on society. Finally, we discuss democracy in a polarized society, using the Federative Republic of Brazil as the center of the approach. To this end, a historical-normative analysis was constituted about freedom of expression present in Brazilian history until the advent of the federal constitution of 1988.

References

Adetunji, J. (2017). Facts versus feelings isn’t the way to think about communicating science. The Conversation.

Almeida, R. S. de, Maciel, J. C. F., Medeiros, R. F. de, Gadelha, H. S., Castro Filho, H. M., Santos, S. A. dos, Marques, A. T., & Silva, M. M. F. (2022). Freedom of expression and its limits: a critical analysis of the civil mark of the internet. Research, Society and Development, 11(2), e39111225445. https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25445

Andreassa, L. (2020). O que é polarização e por que é prejudicial à democracia? Politize.

Aristóteles. (2004). A Política. Nova Cultural.

Belz, H. (1998). A Living Constitution or Fundamental Law? American Constitutionalism in Historical Perspective. Lanham et al.: Rowman & Littlefield.

Bezerra, J. (2019). Liberdade de Expressão. Toda Matéria.

Bobbio, N. A Era dos Direitos. Campus, 1992.

Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil (de 24 de fevereiro de 1891). (1891). Nós, os representantes do povo brasileiro, reunidos em Congresso Constituinte, para organizar um regime livre e democrático, estabelecemos, decretamos e promulgamos a seguinte. Rio de Janeiro, RJ. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao91.htm

Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil (de 16 de julho de 1934). (1934). Nós, os representantes do povo brasileiro, pondo a nossa confiança em Deus, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para organizar um regime democrático, que assegure à Nação a unidade, a liberdade, a justiça e o bem-estar social e econômico, decretamos e promulgamos a seguinte. planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao34.htm

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. (1988). Brasília, DF. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Carvalho, T. (2018, 04 de outubro). O que é intolerância? Politize. https://www.politize.com.br/o-que-e-intolerancia/

Comparato, F. K. A afirmação histórica dos Direitos Humanos. (12a ed.), Saraiva, 2019.

Declaração Universal dos Direitos Humanos. (2020, 18 de setembro) ONU. https://brasil.un.org/sites/default/files/2020-09/por.pdf.

Dossiê Intolerâncias Visíveis e Invisíveis no Mundo Digital. [entre 2016 e 2022]. NOVA/SB. https://s18628.pcdn.co/wp-content/themes/comunica/dist/dossie/dossie_intolerancia.pdf.

Ferreira, E. G. (2011). Voltaire e a tolerância. (Dissertação Mestrado em Filosofia). Pontifícia Universidade de São Paulo, SP, Brasil.

Lakatos, E. M. & Marconi, M. A. (1992). Metodologia do Trabalho Científico. (4a ed.), Atlas.

Lessa, R. (2009). O experimento Bayle: forma filosófica, ceticismo, crença e configuração do mundo humano. Kriterion, (120), 461-475. https://www.scielo.br/j/kr/a/HJ5WLbXNRBKQTjvJZTt7Pqt/?lang=pt&format=pdf

Luijpen, W. A. M. (1973). Introdução à fenomenologia existencial. EPU.

Martínez, G. P. & Garcia, E. F. (1998). Historia de los Derechos Fundamentales. Institutos de Derechos Humanos Bartolome de las Casas. Madrid: Universidad Carlos III de Madrid.

Miranda, J. (2000). Manual de Direito Constitucional. Tomo IV. 3 ed. Coimbra: Coimbra editora.

Natalino, N. (2009). A constituição americana e o constitucionalismo moderno. Revista Filosofia do Direito e Intersubjetividade, 1-16. https://www.univali.br/graduacao/direito-itajai/publicacoes/revista-filosofia-do-direito-e-intersubjetividade/edicoes/Lists/Artigos/Attachments/19/nelson-natalino-frizzon.pdf

Novo, B. N. (2021). A declaração dos direitos do homem e do cidadão de 1789. Brasil Escola. https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/direito/a-declaracao-dos-direitos-homem-e-do-cidadao-de-1789.htm#:~:text=A%20Declara%C3%A7%C3%A3o%20dos%20Direitos%20do%20Homem%20e%20do%20Cidad%C3%A3o%20(em,seres%20humanos%22)%20como%20universais

Reale, M. (1994). Teoria tridimensional do direito. Saraiva.

Ri Júnior, A. D. & Dal Ri, L. (2013). Civis, hostis ac peregrinus: representações da condição de homem livre no ordo iuris da Roma Antiga. 18(2), 328-353. Fortaleza: Pensar.

Souza, L. V. (2019). O princípio da laicidade na Constituição Federal de 1988. Justificando. https://www.justificando.com/2019/02/14/o-principio-da-laicidade-na-constituicao-federal-de-1988/

Tavares, A. (2012). Curso de Direito Constitucional. (10a ed.), Saraiva.

Lacerda, N. (2022). Intolerância religiosa: "Brasil vive negação de direitos", afirma especialista. Brasil de Fato. https://www.brasildefato.com.br/2022/01/21/intolerancia-religiosa-brasil-vive-negacao-de-direitos-afirma-especialista

Voltaire. (2011). Tratado sobre a tolerância: por ocasião da morte de Jean Calas (1763) / Voltaire; tradução de William Lagos. – Porto Alegre, RS: L&PM. http://cabana-on.com/Ler/wp-content/uploads/2017/08/Voltaire-Tratado-sobre-a-toler%C3%A2ncia.pdf.

Zambianchi Caetano, J. P. (2016). Evolução histórica da liberdade de expressão. Encontro de Iniciação Científica, 12(12). http://intertemas.toledoprudente.edu.br/index.php/ETIC/article/view/5581

Published

26/05/2022

How to Cite

GOMES, M. I. de S. .; GOMES, F. D. de S. .; CARNEIRO NETO, M. de C. .; MONTEIRO JUNIOR, F. H. . Freedom of expression and tolerance in a polarized society: a historical-philosophical study from the perspective of Voltaire thinking. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e32411729764, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29764. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29764. Acesso em: 3 jul. 2022.

Issue

Section

Education Sciences