Profile of psychology Professionals in the South of the State of Maranhão

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.30204

Keywords:

Professional profile; Psychology; Areas of experience; Formation; Internalization.

Abstract

The study sought to identify the professional profile of psychologists who work in the south of the state of Maranhão. The objective was to trace sociodemographic characteristics, education and professional performance. An online questionnaire containing 30 questions was used between September and November 2019 with professionals registered in the CRP-22. The results corroborate the existing literature on the profile of psychologists: young professionals, predominance of the female sex, diversified performance, predominance of clinical activity, with a postgraduate degree and more than one contractual relationship, public and private sector. The results indicate that Psychology is on the rise in the region, requiring professional improvement to meet regional demands.

Author Biographies

Antonia Iracilda e Silva Viana, Universidade Federal do Maranhão

Psicóloga. Doutoranda e Mestre em Saúde Coletiva. Docente Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

Celnia Teresinha Bastos de Paula Costa, Universidade Federal do Maranhão

Doutoranda em Ciências da Religião e Mestre em Ciências Ambientais e Saúde. Docente Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

Kiria Karine Lins Martins Ribeiro, Universidade Federal do Maranhão

Psicóloga. Mestre em Educação Escolar. Psicóloga da Assistência Estudantil do CCSST/UFMA, Imperatriz-MA, Brasil.

Ana Ligia Queiros Canjão, Universidade Ceuma

Discente curso de Psicologia. Universidade Ceuma, Imperatriz-MA, Brasil

Ana Clara Arrais Rosa, Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão

Discente curso de Psicologia. UNISULMA

References

Antunes, M.A.M. (2012). A Psicologia no Brasil: um ensaio sobre suas contradições. Psicol. cienc., 32 (num. esp.), 44-65. https://doi.org/10.1590/S1414-98932012000500005

Araújo, M. A. P. (2005). Conhecendo a psicologia no Maranhão. Estudos e Pesquisas em Psicologia, 5(1), 144-157. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-42812005000100010

Bastos, A.V.B, Gondim, S.M.G & Rodrigues, A.C.A. (2010). Uma categoria profissional em expansão quantos somos e onde estamos. Cap. 2 in: O Trabalho do Psicólogo no Brasil.

Bock, A. M. B. (1999). A Psicologia a caminho do novo século: identidade profissional e compromisso social. Estudos de Psicologia (Natal), 4, 315-329. https://doi.org/10.1590/S1413-294X1999000200008

Ceap (2020). Centro de Estudos avançados de Psicologia. Perfil do Psicólogo 2020 e introdução ao empreendedorismo para Psicólogos. https://www.cicloceap.com.br/

CFP (2012). Conselho Federal de Psicologia. Ano XXIII Nº 104 - Jan/Ago 2012.

CRPSP (2012). Conselho Regional De Psicologia. Ed. 172 julho, 2012. https://www.crpsp.org/impresso/view/380

Dantas, F.H., Seixas, P.S. & Yamamoto, O. H. (2019). A formação em psicologia no contexto da democratização do ensino superior no Brasil. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, 10(3), 76-96. https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/eip/article/view/30730

Ferrazza, D.A. (2016). Psicologia e políticas públicas: desafios para superação de práticas normativas. Rev. Polis Psique, 6(3), 36-58 http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S2238-152X2016000300004

Ferreira Neto, J. L., Penna, L.M.D. (2006). Ética, clínica e diretrizes: A formação do psicólogo em tempos de avaliação de cursos. Psicologia em Estudo, 11(2), 381-390. https://www.scielo.br/j/pe/a/VTFRNQmGMhKHv5tcxt3vGHP/abstract/?lang=pt

Franklin, A (2005). Breve história de Imperatriz. Imperatriz: Ética.

Franklin, A (2008). Apontamentos e Fontes para a História Econômica de Imperatriz. Imperatriz/MA: Ética.

Galvão, P, Carvalho, T.O., Matos, D.C. (2017). Psicologia Escolar no Maranhão: História da Formação e Tendências Atuais para atuação. Psicol. Ensino & Form. 8(1). http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2177-20612017000100003

Gondim, S. M. G., Magalhães, M. D. O., & Bastos, A. V. B. (2010). Escolha da profissão: as explicações construídas pelos psicólogos brasileiros. O trabalho do psicólogo no Brasil, 66-84. https://www.scielo.br/j/pcp/a/x6zQ59pGDzVkQMFQkWd4Pws/?format=pdf&lang=pt

Guareschi, N. M. D. F., Galeano, G. B., & Bicalho, P. P. G. D. (2020). 40 anos: o que a Psicologia tem produzido enquanto ciência e profissão? Psicologia: Ciência e Profissão, 40. https://www.scielo.br/j/pcp/a/pnSvqZtB4cmKvYcGq4Gjd3G/?format=pdf&lang=pt

Heloani, R., Macêdo, K. B., & Cassiolato, R. (2010). O exercício da profissão: características gerais da inserção profissional do psicólogo. In A. V. B. Bastos & S. M. G. Gondin (Orgs.). O trabalho do psicólogo no Brasil (pp. 107-130). Porto Alegre: Artmed.

IBGE (2021). Conheça Cidades E Estados Do Brasil. https://cidades.ibge.gov.br/.

Macedo, J. P., Dimenstein, M. (2011). Expansão e interiorização da Psicologia: reorganização dos saberes e poderes na atualidade. Psicologia: ciência e profissão, 31(2), 296-313. https://doi.org/10.1590/S1414-98932011000200008

Macedo, J. P., Alves, C. D. S., Bezerra, L. L. D. S. & Silva, J. R. D. (2018). A "popularização" do perfil dos estudantes de Psicologia no Brasil. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 70(2), 81-95. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S18092672018000200007&lng=pt&nrm=iso

Malvezzi, S., Souza, J. D., & Zanelli, J. C. (2010). Inserção no mercado de trabalho: os psicólogos recém-formados. O trabalho do psicólogo no Brasil, 1.

Maranhão (2018). Diário Oficial do Estado. Resolução CIB nº 64/2018.

Maranhão (2020). Secretaria de Estado da Saúde. Macrorregião de Saúde. Resolução-nº-64.

Mello, R.A, Teo, C.R.P.A. (2009). Psicologia: entre a atuação e a formação para o Sistema Único de Saúde. Psicologia: Ciência e Profissão, 39, 1-16. https://doi.org/10.1590/1982-3703003186511

Mourão, L., Travassos, R., Abbad, G. D. S., & Carvalho, L. (2019). Avaliação dos cursos de graduação em Psicologia na percepção de egressos. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 20(2), 43-55.

Pereira, F.M., Pereira Neto, A. (2003). O psicólogo no Brasil: notas sobre seu processo de profissionalização. Psicologia em estudo, 8, 19-27. https://doi.org/10.1590/S1413-73722003000200003

Rechtman, R (2015). O futuro da Psicologia Brasileira. Uma questão de projeto político. Revista Psicologia, Diversidade e Saúde, Salvador, 4(1): 69-77. https://pt.scribd.com/document/385616051/Futuro-Psicologia-Brasileira

Samperi, R.H., Collado, C.F & Lucio, P.B. (2006). Metodologia de pesquisa. (3a ed.) Mcgraw-hill.

Santos, K.R, Monteiro, L.G., Torres, M.L.C., Sousa, L.G.D. & Coelho, A.R. (2014). Perfil dos psicólogos inscritos na subsede leste do CRP-04. Psicologia: Ciência e Profissão, 34(4), 864-878. https://doi.org/10.1590/1982-370000162013

Seixas, P.D.S. (2009). Inserção e atuação profissional do psicólogo no campo das políticas sociais no Rio Grande do Norte (Master's thesis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte).

Silva, V.P. (2019). Formação didático-pedagógico do professor universitário: uma necessidade. Fundação Aprender. http://www.fundacaoaprender.org.br

Soares, A.R. (2010). A psicologia no Brasil. Psicologia: ciência e profissão, 30(SPE), 8-41. https://doi.org/10.1590/S1414-98932010000500002

Veiga, I.P.A (2014). Formação de professores para a Educação Superior e a diversidade da docência. Rev. Diálogo Educ., 14(42), 327-342. https://periodicos.pucpr.br/dialogoeducacional/article/view/6515

Yamamoto, O. H., Souza, J.D., Silva, N. & Zanelli, J.C. (2010). A formação básica, pós-graduada e complementar do psicólogo no Brasil. O trabalho do psicólogo no Brasil, 45-65. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-04712011000300006.

Published

04/06/2022

How to Cite

VIANA, A. I. e S. .; AGUIAR , K. G. M. de; COSTA, C. T. B. de P. .; RIBEIRO, K. K. L. . M. .; CANJÃO, A. L. Q. .; ROSA, A. C. A. . Profile of psychology Professionals in the South of the State of Maranhão. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e56411730204, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.30204. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/30204. Acesso em: 3 jul. 2022.

Issue

Section

Health Sciences