The importance of nurses in addressing self-care practices of complications that interfere with breastfeeding

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i9.31496

Keywords:

Breastfeeding; Self care; Nursing; Woman's health.

Abstract

The retrospective desciptive and observational study transverse with quatitative approach aimed to analyse how importante the nurse is in self care practises in home enviroment and facing complications wich interfere in the breastfeeding in this way can cause early uraning. The study was approved by Ethic Committed in research from UNIFENAS under nº 4.481.307. Participate one hundred womem who breastfed or they are breastfeeding. They were interviewed through a questionnaire with structured questions about: Breastfeeding, Breastfeeding practises, Orientation about the treatment of complications like: engorgement or nipple fissure. The results show us that sixty percent (60%) of the women did not receive orientations in how to deal with difficult situations in the breast-feeding. However a hundred percent (100%) know the importance  of the nurse to help the womem with preventions of these problems. So, concludes that the nursing team`s intervations bring benefits to the womem in: Ideal sefl care practises; Preventive self cares in breastfeeding complications. These steps are going to contribute the maintenance of breastfeeding longer.

References

Almeida, R. P., et al (2017). Intercorrências mamarias: implicações para a manutenção do aleitamento materno. CIE- Congresso Internacional de Enfermagem (ANAIS 2017), 1 (1).

Barbieri, M. C.; et al (2015). Aleitamento materno: orientações recebidas no pré-natal, parto e puerpério. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, 36 (1), 17-24.

Barbosa, A. C. O. (2014). Condições de trabalho e saúde dos secretários de programas de pós-graduação de uma universidade federal [Dissertação de Mestrado Universidade Federal da Bahia]. https://repositorio.ufba.br/bitstream/ri/31730/1/Ana%20Cibele%20Disserta%c3%a7%c3%a3o%20FINAL%2004.06.14.pdf

Brasil, Ministério da Saúde (2017). Apojadura: mães aprendem a lidar com a descida do leite. http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/52815-apojadura-maes-aprendem-a-lidar-com-a-descida-do-leite

Brasil, Ministério da Saúde (2015). Caderno de Atenção Básica. Saúde da criança: Aleitamento Materno e Alimentação Complementar. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_aleitamento_materno_cab23.pdf

Coca, K. P., et al (2009). A posição de amamentar determina o aparecimento do trauma mamilar? Revista da Escola de Enfermagem da USP, 43 (2), 446-452.

Costa, A. A., et al (2013). Evidências das intervenções na prevenção do trauma mamilar na amamentação: revisão integrativa. Revista Eletrônica de Enfermagem, 15 (3), 790-801.

Da Silva, N. M., et al (2014). Conhecimento de puérperas sobre amamentação exclusiva. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, 67(2), 290-295.

De Souza, M. J. N., et al (2009). A importância da orientação à gestante sobre amamentação: fator para diminuição dos processos dolorosos mamários. ConScientiae Saúde, 8 (2), 245-249.

Filho, M. D. S. & Neto, P. N. T. G. & Martins, M. C. C. (2011). Avaliação dos problemas relacionados ao aleitamento materno a partir do olhar da enfermagem. Revista Cogitare Enfermagem. 16 (1), 70-75.

Fontelles, M. J. & Simões, M. G. & Fontelles, R. G. S (2009). Metodologia da pesquisa científica: diretrizes para a elaboração de um Protocolo de pesquisa. Revista Paraense de Medicina. 23 (3), 1-8.

Garcia, T. R., et al (2009). Intercorrências mamárias relacionadas à lactação: estudo envolvendo puérperas de uma maternidade pública de João Pessoa, PB. Revista O Mundo da Saúde (SP), 33 (4), 433-439.

Giugliani, E. R. J (2004). Problemas comuns na lactação e seu manejo. Jornal de Pediatria (RJ), 80 (5), 147-154.

Haroon, S., et al (2013). Intervenções de promoção da amamentação e práticas de amamentação: uma revisão sistemática. BMC Saúde Pública v.13 (20). https://doi.org/10.1186/1471-2458-13-S3-S20

Hochman, Bernardo et al. (2005) Desenhos de pesquisa. Acta Cirúrgica Brasileira [online]. 20 (2), 2-9. <https://doi.org/10.1590/S0102-86502005000800002>.

Junges, C. F, et al (2010). Percepções de puérperas quanto aos fatores que influenciam o aleitamento materno. Revista Gaúcha de Enfermagem (Online), 31 (2), 343-350.

Lima, A. P. C. & Nascimento, D. S. & Martins, M. M. F. (2018). A prática do aleitamento materno e os fatores que levam ao desmame precoce: uma revisão integrativa. Journal of Health and Biological Sciences, 6(2), 189-196.

Montrone, A. V. G., et al (2006). Trauma mamilar e a prática de amamentar: estudo com mulheres no início da lactação. Revista APS, 9 (2), 168-174.

Marconi, Marina de Andrade & Lakatos, Eva Maria (2005). Fundamentos de metodologia científica. (6a ed.), Atlas.

Oliveira, C. S., et al (2015). Amamentação e as intercorrências que contribuem para o desmame precoce. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre, v. 36(spe), 16-23.

Oliveira, F. S., et al (2020). A efetividade da educação em saúde na prevenção do trauma mamilar pela amamentação: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, 20 (2), 333-345.

Rocci, E. & Fernandes, R. A. Q. (2014). Dificuldades no aleitamento materno e influência no desmame precoce. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, 67 (1), 22-27.

Skupien, S. V. & Ravelli, A. P. X. & Acauan, L. V. (2016). Consulta puerperal de enfermagem: prevenção de complicações mamárias. Revista Cogitare Enfermagem. 21 (2), 01-06.

Zorzi, I, N. T, & Bonilha, A. L. L. (2006). Práticas utilizadas pelas puérperas nos problemas mamários. Revista Brasileira de Enfermagem, 59 (4), 521-526.

Published

01/07/2022

How to Cite

MORAES, M. P. C.; ESTEVES, A. M. da S. D. . The importance of nurses in addressing self-care practices of complications that interfere with breastfeeding. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 9, p. e0911931496, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i9.31496. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/31496. Acesso em: 28 sep. 2022.

Issue

Section

Health Sciences