Aluminum as generator theme in teaching Chemistry: a didactical-methodological proposal

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i9.32280

Keywords:

Chemistry teaching; Generator themes; Aluminum.

Abstract

Chemistry teaching is essential for understanding the world today, however, it has characteristics of disconnection between the student’s knowledge and the program contents of the discipline. It is necessary to insert facilitating methodologies of learning, which will aid the critical formation and the promotion of reflection on the chemical knowledge, adding technological, environmental and socioeconomical aspects. Thus, to link education and society the knowledge generator themes are included in the educational field. Among these, aluminum is an important chemical element, which allows this type of approach for being associated to several scopes of applicability in the society and being present in the student’s daily life. In this context, the objective of this work is to develop a theoretical and experimental study involving such metal and to discuss its singular characteristics, not only on industrial scale, but also in a chemistry teaching perspective, generating a didactic-methodological proposal. The methodological aspects consist of 3 stages: (i) bibliographical research to know the theoretical axes existing in the literature; (ii) survey of bibliographical data and proposition of a questionnaire about the recycling processes of this metal in several daily applications; and (iii) realization of 3 classes approaching the historical and social aspects, properties and chemical reactions and 3 experiments involving aluminum, aiming at the experimental demonstration of 3 reactions in its different chemical characteristics. This study indicates that this thematic axis is favorable for the teaching-learning process, because it offers a range of specific concepts of chemistry, from chemical reactions to physical-chemical properties of the element aluminum, along with environmental biases.

References

ABAL, Associação Brasileira do Alumínio (2007). Guia Técnico do Alumínio: geração e tratamento de escória. Associação Brasileira do Alumínio.

ABAL, Associação Brasileira do Alumínio (2017). Alumínio brasileiro: soluções para uma vida sustentável. Associação Brasileira do Alumínio. https://online.fliphtml5.com/qxggt/rrzz/.

Aguirre, M (2015). Recuperação de metais a partir da lama vermelha. Tese de Doutorado em Engenharia Química. Universidade Federal de São Carlos - UFSCar.

Alcoa, Corporation (2016). Alcoa aumenta venda de bauxita para terceiros. https://catalogodemineracao.com.br/artigo/alcoa-aumenta-venda-de-bauxita-para-terceiros.html.

Atkins, P., & Jones, L (2012). Princípios de Química: Questionando a vida moderna e o meio ambiente. (5a ed.), Bookman.

Baccan, N. et al. (1979). Química Analítica Quantitativa Elementar. Edgard Blüchoer.

Brown, T. L. et al. (2016) Química: A ciência central. (13a ed.), Pearson Education do Brasil.

Calderoni, S. (2003). Os bilhões perdidos no lixo. Humanitas Editora.

Callegario, L. J. et al. (2015). A História da Ciência no Ensino de Química: Uma Revisão. Revista Virtual de Química, 7(3), 977-991.

Carvalho, A. M. P. (2013). O ensino de ciências e a proposição de sequências de ensino investigativas. In Carvalho, A. M. P. (org.). Ensino de ciências por

investigação: condições para implementação em sala de aula (pp. 1-20). Cengage Learning.

Chang, R & Goldsby, K. A (2013). Química. (11a ed.), Bookman.

Corazza, S. M. (2003). Tema gerador: concepções e práticas. (3a ed.), Editora Unijuí.

CNI, Confederação Nacional da Indústria. Associação Brasileira do Alumínio (2012). A sustentabilidade da indústria brasileira do alumínio. Brasília: Confederação Nacional da Indústria. https://silo.tips/download/a-sustentabilidade-da-industria-brasileira-do-aluminio

Costa, L. G., & Pires, H. (2007). A contribuição da reciclagem do alumínio para o alcance do desenvolvimento sustentável. In: Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia – SEGeT, AEDB.

Costa, TS et al. (2006). Experimentos com Alumínio. Química Nova na Escola, 26, 38-40.

Costa, M. M., Azevedo, R. O. M., & Del Pino, J. C. (2016). Temas Geradores no ensino de química na educação de jovens e adultos. Areté: Revista de Ensino Amazônica de Ensino de Ciências, 9(19), 147-161.

Freire, P. (2014). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. (49a ed.), Paz e Terra.

Genovese, L. G. R., Queirós, W. P. & Genovese, C. L. C. R. (2020). O ensino dos processos e usos do Alumínio na perspectiva da Pedagogia Histórico-Crítica. Educación Química, 31(1), 62-83.

Gerhardt, T. E., & Silveira, D. T. (2009). Métodos de Pesquisa. Editora da UFRGS.

Harris, D. C. (2012). Análise Química Quantitativa. (8a ed.), LTC.

Hydro (2019). Albras lança nova liga de alumínio primário na Feira da Indústria do Pará. https://www.hydro.com/pt-BR/imprensa/noticias/2019/albras-lanca-nova-liga-de-aluminio-primario-na-feira-da-industria-do-para/.

Holly, C (2013). Scholarly Inquiry and the DNP Capstone. Springer Publishing Company.

Lacerda, AS & Moura, D (2016). A responsabilidade socioambiental como estratégia de competitividade para as organizações da contemporaneidade. In: Congresso Nacional de Excelência em Gestão, Rio de Janeiro: UFF.

Lima, M. M, Ibraim, S. S, Santos, M. (2021). Análise de aspectos de natureza da ciência expressos por uma professora em formação inicial no contexto de uma disciplina de história da química. Ens. Pesqui. Educ. Ciênc., 23.

Lima, T. C. S., & Mioto, R. C. T. (2007). Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Rev. Katál., 10(1), 37-45.

Miranda, A. C. G., Pazinato, M. S., & Braibante, M. E. F. (2017). Temas geradores através de uma abordagem temática freireana: contribuições para o ensino de ciências, revista de educação, ciências e matemática, 7(3), 73-92.

Moura, C. B. (2021). Para que história da ciência no ensino? Algumas direções a partir de uma perspectiva sociopolítica. RBECM, Passo Fundo, 4(edição especial), 1155-1178.

Oliveira, V. P, Martins, O. A., & Silva, R. I. V. (2012). Redução da espessura da chapa de alumínio pela utilização de hidróxido de sódio: uma revisão. Revista Eletrônica de Educação e Ciência, 2(3), 19-26.

Pensamento Verde (2015). Conheça o processo de reciclagem do alumínio. https://www.pensamentoverde.com.br/reciclagem/conheca-o-processo-de-reciclagem-aluminio/.

Pereira, M. M, Souza, P. V. S, Lourenço, A. B. (2021). Mapas Conceituais e a Elaboração de Conhecimento Científico na História da Ciência: algumas aproximações teóricas. Ciênc. educ. (Bauru), 27.

Praça, F. S. G. (2015). Metodologia da pesquisa científica: organização estrutural e os desafios para redigir o trabalho de conclusão. Revista Eletrônica Diálogos Acadêmicos, 8(1), 72-87.

Quadro, A. L. (2004). A água como tema gerador do conhecimento químico. Química Nova na Escola, 20, 26-31.

Revista Alumínio (2019). Campeão de reciclagem: Brasil é o país que mais recicla latas de alumínio. Revista Alumínio. https://revistaaluminio.com.br/campeao-de-reciclagem/.

Rezende, L. A. (2008). História das Ciências no Ensino de Ciências: contribuições dos recursos audiovisuais. Ciência em tela, 1(2), 1-7.

Roos, A., & Becker, E. L. S. (2012). Educação ambiental e sustentabilidade. REGET/UFSM, 5(5), 857-866.

Santos, A. O. et al. (2013). Dificuldades e motivações de aprendizagem em Química de alunos do ensino médio investigadas em ações do (PIBID/UFS/Química). Scientia Plena, 9(7), 077204-1.

Silva, D. C. C. (2010). Estudo sobre a vulnerabilidade sócio-ambiental no município de alumínio. Dissertação de Mestrado em Engenharia Ambiental. Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP.

Teixeira, A. M. et al. (2021). Assinalando a educação ambiental a partir de uma aula problematizadora sobre o uso e descarte de pilhas e baterias. Research, Society and Development, 10(9), e53510918126.

Toquetto, A. R. O. (2019). Tema “Alumínio” nas Coleções do PNLD 2018: Uma Análise de Acordo com a Educação CTS. Quím. Nova Esc., 41(3), 233-241.

Published

20/07/2022

How to Cite

SILVA, L. de J. C. da; SERRA, E. R. da; TEIXEIRA, A. M.; SANTOS, N. S. S. dos; SANTOS, M. A. B. dos. Aluminum as generator theme in teaching Chemistry: a didactical-methodological proposal . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 9, p. e53911932280, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i9.32280. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32280. Acesso em: 30 sep. 2022.

Issue

Section

Education Sciences