Arboviruses in the Teaching of Natural Sciences: an analysis of the textbook of public high schools

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i15.36994

Keywords:

Scientific literacy; Health education; Biology Teaching; PNLD.

Abstract

The use of textbooks in the Teaching of Natural Sciences is a resource of great relevance, in view of the abstraction of many concepts and scientific phenomena. However, teaching based on the presentation of technical terms and description of phenomena often discourages students in their processes of learning. Arboviruses, viral infections transmitted by viruses, are public health problems in Brazil, being the object of knowledge in curricular matrices. Thus, this work aims to analyze the teaching of arboviruses in the light of the textbook, in public high schools. For this research, the analysis of two textbooks approved in the PNLD 2016-2019, used in the Ceará cities of Acopiara and Jucás, was carried out. The research with a qualitative approach was developed on two main fronts: analysis of the textbook and analysis of the teachers' pedagogical practices. The approach to the theme “arboviruses” was developed based on three main axes: theoretical content, visual resources and complementary resources. Twelve teachers, who work in five public schools, as High School Biology teachers, participated in the research. The analysis of the books showed that there is a divergence in the way the content of arboviruses is approached, although both books lack illustrations, greater detailing of infections, preventive measures with a focus on health education and scientific research, with scientific literacy being one of the analysis points of this study. In pedagogical practice, it is common for teachers to seek to complement the deficiencies found in textbooks. In general, books, very focused on content, end up not being connected to the reality of the students, requiring the teacher to look for such association in other sources.

References

Amabis, J. M., & Martho, G. R. (2016). Biologia Moderna. Moderna.

Barakat, R. D. M., & Caprara, A. (2021). Abordagem ecobiossocial e promoção da saúde na escola: tecendo saberes para a vigilância comunitária no controle do Aedes aegypti. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 25.

Batista, M. V. D. A., Cunha, M. M. D. S., & Cândido, A. L. (2010). Análise do tema virologia em livros didáticos de biologia do ensino médio. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), 12(1), 145-158.

Brasil. (2003). Ministério da Educação. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE. Resolução FNDE n.º 38/03, de 23/10/2003. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/>. Acesso em: 16 ago. 2022.

Brasil. (2005). Ministério da Educação. Edital de convocação para o Programa Nacional do Livro Didático para o Ensino Médio – PNLEM/2007. Disponível em: <http://ftp.fnde.gov.br/web/editais_licitacoes/edital_pnlem_2007.pdf>. Acesso em: 14 ago. 2022.

Brasil. (2019). Ministério da Saúde. Combate ao Aedes Aegypti: prevenção e controle da Dengue, Chikungunya e Zika. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/informes-de-arboviroses>. Acesso em: 14 ago. 2022.

Brasil. (2017). Guia de Livros Didáticos: PNLD 2018. Biologia: ensino médio. Brasília, DF: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica.

Bueno, N. M. M., Beira, S. A., Bueno, J. C. M., & Tolomeotti, K. R. B. (2017). Jogo didático para ensino de Ciências: batalha das grandes epidemias mundiais. In: Crisostimo, A. L., Kiel, C. A. O lúdico e o ensino de Ciências: saberes do cotidiano. Guarapuava: Editora da Unicentro.

Delizoicov, D., Angotti, J. A., & Pernambuco, M. M. (2018). Ensino de ciências: fundamentos e métodos. 5. ed. São Paulo: Cortez, 288 p.

Donalisio, M. R., Freitas, A. R. R., & Zuben, A. P. B. V. (2017). Arboviruses emerging in Brazil: challenges for clinic and implications for public health. Revista de saude publica, 51.

Franco, M. A. R. S. (2016). Prática pedagógica e docência: um olhar a partir da epistemologia do conceito. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 97, 534-551.

Ganaqui, L., & Menin, O. H. (2020). O tema doenças infecciosas no ensino médio: análise de livros didáticos do Exame Nacional do Ensino Médio e percepção dos alunos. Revista De Ensino De Biologia Da SBEnBio, 13(2), 361-378.

Güllich, R. I. C. (2013). Didática das ciências. 1. ed. Curitiba, Appris, 367 p.

Gusmão, C. M. G., Patriota, A. C. L. S., & Carvalho, I. L. (2019). Aedes aegypti e arboviroses no Brasil. Revista Brasileira de Inovação Tecnológica em Saúde. 1-23.

Hermel, E. E. S., & Güllich, R. I. C. (2014). Concepções de experimentação nos livros didáticos de Ciências. Revista Contexto & Educação, 29(93), 138-156.

Junges, F. C., Ketzer, C. M., & de Oliveira, V. M. A. (2018). Formação continuada de professores: Saberes ressignificados e práticas docentes transformadas. Educação & Formação, 3(9), 88-101.

Krasilchik, M. (2016). Prática de Ensino de Biologia. (4a ed.), USP.

Linhares, S, & Gewandsznajder, F., Pacca, H. (2016). Biologia Hoje. São Paulo, Ática.

McGrath, C., Palmgren, P. J., & Liljedahl, M. (2019). Twelve tips for conducting qualitative research interviews. Medical teacher, 41(9), 1002-1006.

Miranda, C. B., Garcia, D. A. Z., & Vidotto-Magnoni, A. P. (2020). Os vertebrados brasileiros em livros didáticos de biologia. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), 15(7), 71-85.

Nunes, J. M., Rodrigues, V. N., Alves, L. H., Melo, H. C. S., & Pereira, S. G. (2021). Dengue e o Aedes aegypti: características, e sua abordagem em coleções de livros didáticos de ciências do ensino fundamental II. Pesquisa em Foco, 26(1), 84-106.

Pattnaik, A., Sahoo, B. R., & Pattnaik, A. K. (2020). Current status of Zika virus vaccines: successes and challenges. Vaccines, 8(2), 266.

Rosa, M. D. O. (2017). Uso do livro didático de Ciências na Educação Básica: uma revisão dos trabalhos publicados. Revista Contexto & Educação, 32(103), 55-86.

Silva, N. M. D., Teixeira, R. A. G., Cardoso, C. G., Siqueira-Junior, J. B., Coelho, G. E., & Oliveira, E. S. F. (2018). Vigilância de chikungunya no Brasil: desafios no contexto da Saúde Pública. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 27, e2017127.

Sobrinho, A. C. N., Ribeiro, S. M., & de Abreu, M. K. F. (2021). Percepções sobre a Covid-19 e seus impactos ambientais por meio de uma sequência didática. Research, Society and Development, 10(5), e57410515671-e57410515671.

Tonin, L. H., & Uhmann, R. I. M. (2020). Educação Ambiental em livros didáticos de Ciências: um estudo de revisão. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), 15(1), 245-260.

Vasconcelos, S. D., Souto, E. (2003). O livro didático de ciências no ensino fundamental – proposta de critérios para análise do conteúdo zoológico. Ciência & Educação, 9(1), 93-104.

Venson, D. L. (2020). Entre a cruz e o método: uma reflexão histórico-filosófica sobre o controle da verossimilhança do conhecimento. Life Editora.

Who. (2009). Dengue: guidelines for diagnosis, treatment, prevention and control. Geneva. World Health Organization.

Published

23/11/2022

How to Cite

LIMA, A. P. de .; SOBRINHO, A. C. N.; ABREU, M. K. F. de .; RIBEIRO, S. M. .; MENEZES, A. M. da S. C. de . Arboviruses in the Teaching of Natural Sciences: an analysis of the textbook of public high schools. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 15, p. e452111536994, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i15.36994. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/36994. Acesso em: 27 jan. 2023.

Issue

Section

Teaching and Education Sciences