Evaluation of hygienic-sanitary conditions of food commercialized at the Central Market in São Luís – MA

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i7.4584

Keywords:

Checklist; Central Market; Hygiene.

Abstract

Objective: to carry out an evaluation of the hygienic-sanitary conditions of food sold in the Central Market in São Luís - MA. Methodology: For the hygienic-sanitary evaluation from the legal point of view of the Central Market, the checklist set out as Annex I in RDC No. 216 of September 15, 2004 from Anvisa / Ministry of Health, which deals with the Technical Regulation of Good Practices for Food Services. The form was filled out according to the apparent analysis of the place, judging the items arranged in it in positive or negative for different subjects such as structure and hygienic habits of the sellers. Results: In the Central Market, it was found that, regarding the physical structure of the site, of the 08 criteria analyzed, 05 were negative, showing the precariousness of the premises' facilities. In the assessment of the hygiene and clothing habits of the handlers, of the 09 items analyzed, only 01 was attended to, while 08 were negative, although 02 of these were marked as positive. Regarding the aspects and quality of the food, of the 12 items analyzed, only 04 were in accordance with the standards, while 08 criteria obtained negative results. Conclusion: This study demonstrated the poor hygiene in the commercialization of food in the Central Market in São Luís - MA, from the premises of the place, quality and aspect of the food, to the hygienic habits and clothing of the handlers.

Author Biography

Ana Zélia Silva, Universidade Federal do Maranhão

Professora Adjunta da Universidade Federal do Maranhão - UFMA

References

Araujo, A. M. & Ribeiro, E. M. (2018). Feiras, feirantes e abastecimento: uma revisão da bibliografia brasileira sobre comercialização nas feiras livres. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 26, p. 561-583.

Brasil. (2004). Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução RDC no216, de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação. Brasília, Diário Oficial da União, Poder Executivo de 16 de setembro.

Carneiro, F. L. (2018). Avaliação das condições higiênico-sanitárias das carnes comercializadas na feira livre do município de esperança–PB. 2018. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Medicina Veterinária). Universidade Federal da Paraíba. Areia-PB. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12406.

Coelho, M. C. S. C. et al. (2017). Avaliação higiênico-sanitária de manipulação e comercialização de carnes vermelhas em feiras-livres do município de Petrolina-PE. Revista Seminárido De Visu, 5 (1), 21-29. Disponível em: https://periodicos.ifsertao-pe.edu.br/ojs2/index.php/semiaridodevisu/article/view/228

Gross, N. R. (2018). Avaliação das condições higiênico-sanitárias da feira livre do município de Capanema – PR. 2018. 54 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Tecnologia em Alimentos), Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Disponível em: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/10877.

Martins, A. G & Ferreira, A. C. S (2018). Caracterização das condições higiênico-sanitária das feiras livres da cidade de Macapá e Santana-AP. Revista Arquivos Científicos (IMMES), v. 1, p. 28-35.

Matos, J. C. et al. (2015). Condições higiênico sanitárias de feiras livres: uma revisão integrativa. Revista Gestão & Saúde, 6 (3), 2884-2893. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/3281

Paiva, M. J. M. et al. (2018). Avaliação das condições higiênico-sanitárias da comercialização de pescado em feiras livres de Palmas-TO. DESAFIOS-Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, v. 5, p. 117-123. doi: 10.20873/uft.2359-3652201854p117.

Ribeiro, J. A. et al. (2018). Análise das condições higiênico sanitárias das unidades de alimentação e nutrição das escolas de um município no Vale do Ribeira, SP. Research, Society andDevelopment, 7 (8), 1-15. doi: 10.17648/rsd-v7i8.327

Santos, E. H. B. et al. (2016). Avaliação das Condições Higiênico-Sanitárias no Comércio de Pescados em um Mercado do Peixe. Journalof Health Sciences, v. 18, p. 151-8. doi: 10.17921/2447-8938.2016v18n3p151-8

Silva, A. S. (2015). Condições higiênicos-sanitárias da carne bovina in natura comercializada na feira livre do município de Jiquiriçá e o uso de quitosana como antimicrobiano natural. 2015. 106f. Dissertação (Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/descarga/ articulo/5555838.pdf.

Silva, A. S. et al. (2019). Efeito de revestimento com quitosana na contaminação de carnes bovina fresca comercializadas em feira livre. Revista Ciência Agronômica, 50 (1), 38-43. doi: https://doi.org/10.5935/1806-6690.20190005

Souza, G. C. et al. (2015). Comida de rua: avaliação das condições higiênico-sanitárias de manipuladores de alimentos. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, p. 2329-2338. doi: 10.1590/1413-81232015208.14922014.

Vargas, B. K, Perotto, D. L & Cardoso, S. (2016). Avaliação das condições higiênico-sanitárias de bancas internas da 236ª Feira do Peixe de Porto Alegre-RS. In: Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos (Cbcta). Anais do XXV CBCTA.

Published

30/05/2020

How to Cite

PEREIRA FILHO, J. L.; GERÔNIMO NETO, P. da S.; FERREIRA, J. M. S.; MONTEIRO, P. de M.; LIMA, A. M. L.; PENHA, M. S. C.; SILVA, A. Z. Evaluation of hygienic-sanitary conditions of food commercialized at the Central Market in São Luís – MA. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 7, p. e639974584, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i7.4584. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4584. Acesso em: 23 feb. 2024.

Issue

Section

Health Sciences