Chemical physical characterization of rapadura added with clay almond marketed in the region of Rio Verde, Goiás State, Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6464

Keywords:

Cerrado fruits; Development of new products; Sugar cane.

Abstract

Rapadura is made from sugarcane juice highly concentrated and solidified in blocks, varying in shape and weight. It is a nutritious product and source of carbohydrates such as sucrose, fructose and glucose, in addition to minerals and vitamins. Baru almonds have a higher content of unsaturated fatty acids and a lower content of saturated fatty acids than peanuts and Brazil nuts. Although nutritious and with great technological potential, there are few studies related to the evaluation of products obtained from baru almonds. The present study aimed to evaluate the physical and chemical characteristics of the barley almond rapadura added in the region of Rio Verde - Goiás. It was determined, humidity, water activity, pH, total acidity, lipids, proteins, ash, carbohydrates and total sugar from rapadura following the methodologies described by Institute Adolfo Lutz and reducing sugars by the DNS method. It was obtained from the present study, the physical and chemical characteristics of the rapadura added with baru almond, the results of the analyzes indicated an increase in the levels of lipids, proteins and minerals in comparison to the values ​​presented by the traditional rapadura.

References

Brasil (1978a). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Consulta Pública nº 80, de 13 de dezembro de 2004. D.O.U de 17/12/2004. Dispõe sobre a ingestão diária recomendada de proteínas, vitaminas e minerais. Brasília, DF: ANVISA.

Brasil (1978b). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução CNNPA nº 12, de 24 de julho de 1978. Dispõe sobre as normas técnicas especiais relativas a alimentos (e bebidas). Brasília, DF: ANVISA.

Brasil (2005). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução de Diretoria Colegiada – RDC nº 271, de 22 de setembro de 2005. Diário Oficial da União, Poder Executivo. Brasília.

Brasil (1978c). Resolução RDC nº 12, de 30 de março de 1978. Aprova o “Normas Técnicas Especiais”. ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. São Paulo.

Sousa Rodrigues, C., & Mesquita, P. C. Caracterização físico-química de rapaduras comercializadas em ubajara-CE. (2017). Disponível em: < http://prpi.ifce.edu.br/nl/_lib/file/doc2580Trabalho/RELAT%D3RIO%20CARACTERIZA%C7%C3O%20F%CDSICO-QUIMICA.pdf >. Acessado em 15 de junho de 2020.

Freitas, J. B., & Naves, M. M. V. (2010). Composição química de nozes e sementes comestíveis e sua relação com a nutrição e saúde. Revista de Nutrição, 23(2), 269-79.

Generoso, W. C., Borges, M. T. M. R., Ceccato-Antonini, S. R., Marino, A. F., Silva, M. V. M., Nassu, R. T., & VERRUDA-BERNARDI, M. R. (2009). Avaliação microbiológica e físico-química de açúcares mascavo comerciais. Embrapa Pecuária Sudeste-Artigo em periódico indexado (ALICE).

Gomes, R. A. (2013). Uso de conservador na estabilidade da rapadura com coco. Disponível em: < https://monografias.ufma.br/jspui/handle/123456789/1181>. Acessado em: 14 de junho de 2020.

Hoffmann, F. L. (2001). Fatores limitantes à proliferação de microorganismos em alimentos. Brasil alimentos, 9(1), 23-30.

Lima, D. M. (2006). Tabela brasileira de composição de alimentos-TACO: versão 2. NEPA/UNICAMP.

Lima, J. C. R., de Freitas, J. B., Czeder, L. D. P., Fernandes, D. C., & Naves, M. M. V. (2010). Qualidade microbiológica, aceitabilidade e valor nutricional de barras de cereais formuladas com polpa e amêndoa de baru. Boletim do Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos, 28(2).

Lutz, A. (1985). Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz. Métodos químicos e físicos para análise de alimentos, 2.

Maldonade, I. R., De Carvalho, P. G. B., & Ferreira, N. A. (2013). Protocolo para determinação de açúcares totais em hortaliças pelo método de DNS. Embrapa Hortaliças-Comunicado Técnico (INFOTECA-E).

Miller, G. L. (1959). Use of dinitrosalicylic acid reagent for determination of reducing sugar. Analytical chemistry, 31(3), 426-428.

Nascimento, M. R. M. (2007). Dossiê técnico processamento da rapadura. Centro de Apoio. Disponível em: < http://www.respostatecnica.org.br/dossie-tecnico/downloadsDT/MjI3>. Acessado em: 20 de junho de 2020.

Nepomuceno, D. L. M. G. (2006). O extrativismo de baru (Dipteryx alata Vog) em Pirenópolis (GO) e sua sustentabilidade. Disponível em: < http://jbb.ibict.br//handle/1/706>. Acessado em: 21 de junho de 2020.

Pereira A.S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acessado em: 21 de junho de 2020.

Pregnolatto, W., & Pregnolatto, N. P. (1985). AÇÚCARES E PRODUTOS CORRELATOS. Normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz: métodos químicos e físicos para análise de alimentos, 3, 179-188.

Ribeiro, J. F., Almeida, S. P., & Sano, S. M. (2008). Cerrado: ecologia e flora. Brasília, DF: Embrapa, 2, 423-442.

Sano, S. M., Ribeiro, J. F., & de Brito, M. A. (2004). Baru: biologia e uso. Embrapa Cerrados-Documentos (INFOTECA-E).

Santos, G. G., Silva, M. R., Lacerda, D. B. C. L., Martins, D. M. D. O., & Almeida, R. D. A. (2012). Aceitabilidade e qualidade físico-química de paçocas elaboradas com amêndoa de baru. Pesquisa Agropecuária Tropical, 42(2), 159-165.

Vallilo, M. I., Tavares, M., & Aued, S. (1990). Composição química da polpa e da semente do fruto do cumbaru (Dipteryx alata Vog.) –caracterização do óleo da semente. Revista do Instituto Florestal, 2(2), 115-125.

Published

09/08/2020

How to Cite

MAIA, G. P. A. G. .; BELISÁRIO, C. M.; CARVALHO, V. D. F. .; CAVALCANTE, M. D. Chemical physical characterization of rapadura added with clay almond marketed in the region of Rio Verde, Goiás State, Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 9, p. e18996464, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i9.6464. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/6464. Acesso em: 26 may. 2024.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences