Inclusion in practice: the importance of resources room and specialized educational service

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6760

Keywords:

Specialized educational service; Inclusive education; Inclusion history; Multifunctional resource room.

Abstract

Brazil is not yet a country of reference when it comes to inclusive education, but it is making great strides towards this and as educational institutions, increasingly, developing studies and actions on this theme. As a way of contributing to this theme, interviews were conducted with 237 teachers, parents and guardians of students from different locations and with 20 students from a public school located in the city of Itapecerica da Serra, in São Paulo. The main objective of this study was to understand the advantages of using the resource room and the Specialized Educational Service combined with regular education for effective and inclusive learning in basic education. This qualitative research makes it possible to perceive the same great part of the teachers and responsible for students who know or who are a student with a disability, not everyone knows or knows how a Multifunctional Resource Room works and how it is done by the Educational Service Skilled. This reflects that discussions on this topic are of great relevance. To conclude that the objective of this study was achieved, as the following results could reflect and understand the importance of including students with special requirements and how it is carried out in practice.

Author Biographies

Bruna Campos Gomes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais

Bióloga. Cursando pós-graduação em Docência com ênfase em Educação Inclusiva, pelo Instituto Federal de Ciências e Tecnologia  – Campus avançado Arcos. Inglês básico. Atuação na elaboração de projetos e pesquisas. Participação no programa de Implantação de coleta seletiva em Itapecerica da Serra. Desde 2010 atuo na Secretaria do Estado da Educação de São Paulo como professora de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias para diferentes faixas etárias possibilitando a esses alunos um melhor aprendizado, isso inclui o desenvolvimento de atividades que faça com que o aluno desenvolva competências e habilidades pertinentes as exigências externas, sendo que em 2014 assumi também um cargo público como professora de Biologia. Em 2019, ingressei como coordenadora  pedagógica na EE Professora Silvia Jorge Pollastrini, iniciando também meus conhecimentos em gestão e legislação. Observando as exigências do mercado, procurei qualificação em Ciências da Educação pelo Instituto Federal de Minas Gerais – campus avançado Arcos, onde cursei Estratégias de Ensino e Aprendizagem e Tecnologias na Educação.

Dandara Lorrayne do Nascimento, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais

Mestrado, em andamento, em Modelagem Matemática e Computacional, pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - CEFET MG, Graduação em Matemática pelo Instituto Federal de Minas Gerais - IFMG Campus Formiga (2018). Especialização em Matemática e Biologia - FAVENI (2019). Durante a graduação foi membro titular eleito do Conselho Acadêmico do IFMG, bolsista de iniciação científica na área de modelagem matemática (Um modelo matemático para a angiogênese em tumores sólidos), bolsista CAPES no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) e bolsista em projeto de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) junto a iniciativa privada e a Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) na área de sistemas inteligentes. Atualmente é professora do Instituto Federal de Minas Gerais - IFMG Campus Arcos, atuando nos cursos de Engenharia Mecânica e Pós-Graduação em Docência. Possui experiência como professora e tutora em cursos de educação a distância.

References

Alves, D. O. (2006). Sala de Recursos Multifuncionais: espaços para atendimento educacional especializado. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial.

Brasil. (2004). O Acesso de Alunos com Deficiência às Escolas e Classes Comuns da Rede Regular. Brasília: Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão.

Cardoso, I. C. (2017). A sala de recursos multifuncionais: Seu processo histórico e seu funcionamento atual. UNISINOS: São Leopoldo.

Caridade, N. V. D (2020). Inclusão de aluna com surdocegueira em escola pública de Macapá/AP. Research, Society and Development, 9(6).

Constituição da República Federativa do Brasil (1988). (1988). Brasília: Senado.

Lei nº 8069, de 13 de julho de 1990. (1990). Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília.

Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. (1996). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília.

Lei nº 13.146, de 6 de jul. de 2015. (2015). Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário Oficial da União, Brasília.

Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. (2014). Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília.

MEC. Ministério da Educação e Cultura. (1994). Declaração de Salamanca: Sobre Princípios, Políticas e Práticas na Área das Necessidades Educativas Especiais. Martins Fontes: São Paulo.

MEC. Ministério da Educação. (2010). Programa de Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais.

MEC/SEESP. Ministério da Educação/Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. (2008). Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da educação inclusiva.

Menezes, E. T. (2001). Verbete Declaração de Salamanca. Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix.

Minayo, M. C. (2011). Pesquisa Social. (30a ed). Petrópolis, RJ: Editora Vozes.

Nogueira-Martins, M. C. F. & Bógus, C. M. (2004). Considerações sobre a metodologia qualitativa como recurso para o estudo das ações de humanização em saúde. Saúde e sociedade, 13(3), 44-57.

Pletsch, M. D. (2011). Diferentes dimensões do processo de inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais do Município do Rio de Janeiro. Apud: Pletsch, M. D. e Damasceno, A. Educação Especial e Inclusão Escolar: Reflexões Sobre o Fazer Pedagógico. Rio de Janeiro: EDUR- Editora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Resolução nº 4, de 2 de outubro de 2009. (2009). Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Ministério da Educação, Brasília.

Resolução nº 4, de 17 de dezembro de 2018. (2018). Institui a Base Nacional Comum Curricular na Etapa do Ensino Médio (BNCC-EM), como etapa final da Educação Básica, nos termos do artigo 35 da LDB, completando o conjunto constituído pela BNCC da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, com base na Resolução CNE/CP nº 2/2017, fundamentada no Parecer CNE/CP nº 15/2017. Diário Oficial da União, Brasília.

Rossi, C. M. S. (2018). Educação Inclusiva e Especial. Arcos: IFMG.

Santos, L. C. C. (2017). A Sala de Recursos Multifuncionais e seu papel na inclusão de crianças com Transtorno do Espectro Autista. (Monografia de Graduação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Seno, M. P. (2009). A inclusão do aluno com perda auditiva na rede municipal de ensino da cidade de Marília. Revista Psicopedagogia, 26(81).

Silva, J. P., & Silva, P. J. (2016). Discente com autismo na sala de aula regular: o que fazer?. Research, Society and Development, 2(2), 122-135.

Soares, M. T. N. (2016). A proposta curricular em ação: caminhos formativos para o (re) pensar da organização pedagógica e a deficiência no espaço escolar. Research, Society and Development, 2(2), 107-121.

Teodoro, G. C., Godinho, M. C. S., & Hachimine, A. H. F. (2016). A inclusão de alunos com Transtorno do Espectro Autista no Ensino Fundamental. Research, Society and Development, 1(2), 127-143.

Valadares, S. P. S. (2015). Percepção dos professores sobre o atendimento na Sala de Recurso Multifuncional. (Monografia de Especialização). Universidade de Brasília, Buritis.

Published

13/08/2020

How to Cite

Gomes, B. C., & Nascimento, D. L. do. (2020). Inclusion in practice: the importance of resources room and specialized educational service. Research, Society and Development, 9(9), e114996760. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6760

Issue

Section

Education Sciences