Physiological quality of soybean (Glicyne max L. Merrill) seeds treated with micronutrients

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7761

Keywords:

Glicyne max; Nutrients; Germination; Vigor

Abstract

Soja ( Glicyne maxL. Merrill) é a cultura que mais cresceu em termos de produção nos últimos anos, tanto a nível mundial como nacional. Neste sistema de cultivo, a prática do tratamento de sementes tem se destacado como uma tecnologia de revestimento aplicada a sementes com diferentes tipos de substâncias químicas, a fim de garantir uniformidade na distribuição dos produtos e aumentar seu potencial fisiológico. Assim, o objetivo do trabalho foi avaliar a qualidade fisiológica (germinação e vigor) de sementes de soja tratadas com micronutrientes. O experimento foi desenvolvido em duas condições, em laboratório (germinador) e em casa de vegetação, ambos em delineamento inteiramente casualizado. , com cinco tratamentos e quatro repetições de 50 sementes cada. Os tratamentos foram: T1- sem micronutrientes (controle); T2- aplicação de zinco (0,875g); T3- aplicação de boro (0,062g); T4- aplicação de cobalto (0,012g); T5- aplicação de molibdênio (0,150g). Os tratamentos foram avaliados. Foi avaliada a germinação; primeira contagem; índice de velocidade de emergência; parte aérea, raiz e comprimento total das mudas; e massa fresca e massa seca de mudas. Concluiu-se que a utilização de micronutrientes no tratamento de sementes não influenciou no processo de germinação da soja, porém proporcionou maior vigor às mudas por meio dos parâmetros peso da matéria fresca e comprimento da parte aérea.

Author Biographies

Henry Albert Werner, Universidade Federal Rural da Amazônia

Graduando em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia

Milena Pereira da Costa Esteves, Universidade Federal Rural da Amazônia

Graduanda em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia

Beatriz Martinelli Lima, Universidade Federal Rural da Amazônia

Graduanda em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia

Thellys Lorran Valcácio, Universidade Federal Rural da Amazônia

Graduando em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia

Wayla Carolina Pimentel de Castro, Universidade Federal Rural da Amazônia

Graduanda em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia

Samily Cristo Soares Barros, Universidade Federal Rural da Amazônia

Graduanda em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia

Vanessa Mayara Souza Pamplona, Universidade Federal Rural da Amazônia

Doutorado em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista,

Docente da Universidade Federal Rural da Amazônia,

Rodovia PA 256, Km 6, S/N, Nova Conquista, Paragominas-PA

Bárbara Rodrigues de Quadros, Universidade Federal Rural da Amazônia

Doutorado em Agricultura pela Universidade Estadual Paulista,

Docente da Universidade Federal Rural da Amazônia,

Rodovia PA 256, Km 6, S/N, Nova Conquista, Paragominas-PA

References

Ambrosano, E. J.; Ambrosano, G. M. B.; Wutke, E. B.; Bulisani E. A.; Martins, A. L. M. & Silveira, L. C. P. (1999). Efeitos da adubação nitrogenada e com micronutrientes na qualidade de sementes do feijoeiro cultivar iac-carioca. Bragantia, 58(2), 393-399.

Barbosa, J. C. & Maldorado Júnior, W. (2015). Experimentação Agronômica & AgroEstat: Sistema para análises estatísticas de ensaios agronômicos. Jaboticabal: Gráfica Multipress LTDA.

Bayer (São Paulo - SP). (2019). Agro Bayer. A importância do tratamento de sementes na soja e no milho. Retrieved february 6, 2020, from https://www.agro.bayer.com.br/conteudos/news-bucket/2019/06/06/20/07/tratamento-sementes-soja-milho.

Bays, R.; Baudet, L.; Henning, A. A. & Lucca Filho, O. (2007). Recobrimento de sementes de soja com micronutrientes, fungicida e polímero. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, 29(2), 60-67.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. (2009) Regras para análise de sementes. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília, DF: Mapa/ACS.

Carvalho, N.M. & Nakagawa, J. (2012). Sementes: ciência, tecnologia e produção. Jaboticabal: FUNEP.

Embrapa (Brasil). Embrapa Soja. (2014). O agronegócio da soja nos contextos mundial e brasileiro. Documentos, ISSN 2176-2937. Retrieved January 29, 2008, from https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/104753/1/O-agronegocio-da-soja-nos- contextos-mundial-e-brasileiro.pdf.

Embrapa (Brasil). (2018). VISÃO 2030: O Futuro da Agricultura Brasileira. Brasília: Embrapa.

Ferrazza, F. L. F.; Jacoboski, D. T. K.; Figueiro, A. G.; Borges, G. T.; Udich, A.; Samborski, T. & Paraginski, R. T. (2019). Efeitos do tratamento de sementes com micronutrientes em soja de alto e baixo vigor. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, 3(1), 218-224. Retrieved from https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJAER/article/view/7832/6793

Hansel, F. D. & Oliveira, M. L. (2016). Importância dos micronutrientes na cultura da soja no Brasil. International Plant Nutrition Institute - Informações Agronômicas, 153, 2311-5904. Retrieved from file:///C:/Users/Cliente/Downloads/Page1-8-153.pdf.

Henning, A. A.; Neto, J. B. F.; Kryzanowski, F. C. & Lorini, I. (2015). Aspectos técnicos sobre o tratamento industrial de sementes. Informativo ABRATES, 23(2).

Massey, H. F. & Loeffel, F. A. (1966). Variation of zinc content of grain from inbred lines of corn. Agron. J., Madison, 58(2), 143-144.

Maguire, J. D. (1962). Speed of germination and in selection and evaluation for seedling emergence and vigour. Crop Science, 2, 176-177.

Monsoy. M8644IPRO. (2020). Retrieved March 4, 2018, from https://www.monsoy.com.br/pt-br/variedades/variedades/variedades-detail template.html/m8644ipro.html.

Nunes, J. C. S. (2020). Tratamento de sementes de soja como um processo industrial no Brasil. Revista SEED News, 20, 26-32.

Nunes, J. L. S. Características da Soja (Glycine max). (2016). Agrolink. Retrieved May 6, 2020, from https://www.agrolink.com.br/culturas/soja/informacoes/caracteristicas_361509. html.

Nunes, J. L. S. (2016). Micronutrientes. Agrolink. Retrieved February 3, 2020, from https:// www.agrolink.com.br/fertilizantes/micronutrientes_361450.html.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria: UAB/NTE/UFSM, Retrieved from https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia- Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Pessoa, A. C. S.; Luchese, E. B. & Luchese, A. V. (2000). Germinação e desenvolvimento inicial de plantas de milho, em resposta ao tratamento de sementes com boro. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 24(4), 939-945.

Pessoa, A. C. S.; Luchese, E. B.; Cavallet, L. E. & Gris, E. P. (1999). Produtividade de soja em resposta à adubação foliar, tratamento das sementes com molibdênio e inoculação com Bradyrhizobium japonicum. Acta Scientiarum, 21, 531-535.

Rubin, S. A. L.; Santos, O. S.; Ribeiro, N. D. & Raupp, R. O. (1995). Tratamento de sementes de soja com Micronutrientes. Ciência Rural, 25(1), 39-42. doi:10.1590/S0103-84781995000100008.

Santos, O. S. & Estefanel, V. (1986). Efeito de micronutríentes e do enxofre aplicados nas sementes de soja. Revista Centro Ciências Rurais, 16(1), 5-17.

Santos, O. S.; Camargo, R. P. & Raupp, C. R. (1984). Efeitos de dosagens de molibdênio, cobalto, Zinço e boro, aplicados nas sementes, sobre características agronômicas da soja - 5° ano. In: Contribuição do centro de ciências rurais à XII reunião de pesquisa de soja da região sul (pp. 6-10). Santa Maria: UFSM/FATEC.

Sfredo, G. J. & Oliveira, M. C. N. (2010). Soja Molibdênio e Cobalto. Documentos 322 (1 ed., ISSN 2176-2937). Londrina: Embrapa. Retrieved from http://search.ebscohost.com/: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/18872/1/Doc_322_online1.pdf.

Vieira, R. D. & Carvalho, N. M. (Eds.). (1994). Teste de vigor em sementes. Jaboticabal: FCAV/FUNEP.

Published

07/09/2020

How to Cite

Werner, H. A., Esteves, M. P. da C., Lima, B. M., Valcácio, T. L., Castro, W. C. P. de, Barros, S. C. S., Pamplona, V. M. S., & Quadros, B. R. de . (2020). Physiological quality of soybean (Glicyne max L. Merrill) seeds treated with micronutrients. Research, Society and Development, 9(9), e787997761. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7761

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences