The Nursing student profile of a public higher education institution in Amazonas

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7867

Keywords:

Health profile; Nursing students; Education; Universities; Nursing education.

Abstract

Objective: to trace the demographic and health socioeconomic profile of those entering the nursing course at a public higher education institution. Method: cross-sectional, descriptive, exploratory, quantitative study. The methodological procedures took place in two moments: in the first moment the data collection was made through the questionnaire, in the second moment the vaccine card was analyzed, followed by the measurement of the anthropometric measures, in order to collect information that compose the Index of Body Mass. Results: the profile of the freshman in the nursing course is, mostly, young adolescents, female, aged between 17 and 20 years, single, Christians, coming from the capital, with their own home and living with family members. They have no work or paid occupation. They have outdated vaccination cards and the body mass index classified as normal, even if they are not practicing physical activity. Conclusion: this research provided relevant information for teaching management, in order to know the profile of students, allowing the creation of educational measures and policies that help students in their training.

References

Andifes (BR). (2011). Perfil socioeconômico e cultural dos estudantes de graduação das Universidades Federais Brasileiras. Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (FONAPRACE). Brasília. TC.; 64p.

Brasil. (2013). Lei nº 12.852, de 5 de agosto de 2013. Estatuto da Juventude. Brasília: Diário Oficial da União.

Brasil. (2004). Ministério da Saúde. Portaria nº 597/GM de 8 de abril de 2004. Institui em todo o território nacional os calendários de vacinação. DOU. Brasília: MS.

Brasil. (2018). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Proteger e cuidar da saúde de adolescentes na atenção básica / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. (2a ed.). Brasília: Ministério da Saúde. 233 p.: il.

Brito, A. M. R., Brito, M. J. M., & Silva, P. A. B. (2009). Perfil sociodemográfico de discentes de enfermagem de instituições de ensino superior de Belo Horizonte. Esc. Anna Nery [online]. 13 (2), 328333. ISSN 1414-8145. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452009000200013.

Bublitz, S., et al. (2015). Perfil sociodemográfico e acadêmico de discentes de enfermagem de quatro instituições brasileiras. Revista Gaúcha de Enfermagem, 36(1), 77-83.

Castellanos, M. E. P., et al. (2013).Estudantes de graduação em saúde coletiva: perfil sociodemográfico e motivações. Ciência & saúde coletiva, 18, 16571666.

Donati. L., Alves, M. J., & Camelo, S. H. H. (2010). O perfil do estudante ingressante no curso de graduação em enfermagem de uma faculdade privada. Rev. enferm. UERJ. 18(3): 446-450.

Lima, C. A. G., et al.(2017)Prevalência e fatores associados a comportamentos de risco à saúde em universitários no norte de Minas Gerais. Cad Saúde Colet (Rio de J), 25(2), 183-91.

Moreno, P. F., & Soares, A. B. (2014) O que vai acontecer quando eu estiver na universidade? Expectativas de jovens estudantes brasileiros. Aletheia, n. 45.

Martins, C. B. (2000). O ensino superior brasileiro nos anos 90. Revista São Paulo em Perspectiva. São Paulo.

Nadelson, L. S., Semmelroth, C., Martinez, G., Featherstone, M., Fuhriman, C. A., & Sell, A. (2013). Why Did They Come Here? – The Influence and Expectations of First-Year Students’ College Experiences. HigherEducationStudies, 3(1), 50-62.

Nardelli, G. G., et al. (2013).Perfil dos alunos ingressantes dos cursos da área da saúde de uma universidade federal. Revista de Enfermagem e Atenção à Saúde, 2(01).

Nierotka, R. L., & Trevisol, J. V. (2016). Os jovens das camadas populares na universidade pública: acesso e permanência. Revista Katálysis, 19(1), 22-32.

Oliveira, C. T., et al. (2014). Adaptação acadêmica e coping em estudantes universitários brasileiros: uma revisão de literatura. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 15(2).

Prestrelo, E. T., et al. (2016). " Ouvir é como a chuva"-o apoio psicológico como parte da formação em psicologia. Pesquisas e Práticas Psicossociais, 11(1), 86-99.

Ribeiro, R. (2009). O trabalho como princípio educativo: algumas reflexões. Saúde e Sociedade.18. (Supl. 2). 48-54.

Soares, A. B., Francischetto, V., Dutra, B. M., Miranda, J. M., Nogueira, C. C. C., Leme, V. R., Araújo, A. M., & Almeida, L. S. (2014). O impacto das expectativas na adaptação acadêmica dos estudantes no Ensino Superior.Psico-USF,19(1), 49-60.

Souza, C. J. de, Silvino, Z. R., Joaquim, F. L., Souza, D. F. de, Christovam, B. P., Izu, M., & Ferreira, A. de O. M. (2020). Maturidade acadêmica: uma questão de mudança de paradigma. Research, Society and Development, 9(6), e40963437. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i6.3437

Tomaschewski-Barlem, J., LerchLunardi, V., Marcelino Ramos, A., Silva da Silveira, R., DevosBarlem, E., & MirapalhetaErnandes, C. (2013). Manifestações da síndrome de Burnout entre estudantes de graduação em enfermagem. Texto & Contexto Enfermagem, 22 (3), 754-762.

Wetterich, N. C., & Melo, M. R. A. C. (2007). Sociodemographic profile of undergraduate nursing students. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 15(3), 404-410. http://dx.doi.org/10.159 0/S0104-11692007000300007.

Published

08/09/2020

How to Cite

Araújo, C. S. de ., Gomes, A. . N. H., Castro, N. R. . S., Almeida, G. . S. de, Silva, N. . C. da, & Fonseca, J. R. . F. da. (2020). The Nursing student profile of a public higher education institution in Amazonas. Research, Society and Development, 9(9), e833997867. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7867

Issue

Section

Health Sciences