Characteristics of Mathematical Modeling evidenced in some activities developed in the Elementary School: an analysis of the experience reports of the XI National Conference on Modeling in Mathematics Education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9999

Keywords:

Mathematical Modeling; Elementary School; XI CNMEM; Teaching.

Abstract

This qualitative study aims to point out and discuss which characteristics of Mathematical Modeling are evidenced in the activities of the experience reports of the XI National Conference on Modeling in Mathematical Education (Conferência Nacional sobre Modelagem na Educação Matemática –  CNMEM), developed in the context of the Elementary School. Data collection was performed by searching for experience reports on the XI CNMEM website. All experience reports published in the annals of the 11th edition of the conference that have as context the elementary school were selected. In this search, four articles were found, which constituted the corpus of the research. The analysis carried out is close to the process organized through open coding and data categorization, proposed by Flick. In the analytical process, five characteristics present in the work with Mathematical Modeling were evidenced, which are the results of the research, which were discussed separately in five categories that intertwined in the classroom experiences reported in the analyzed reports, named as follows: emergence of several contents in the same activity; challenges, difficulties and obstacles; discussion, mathematics and reflection; learning by doing; and leading the development of the activity.

References

Almeida, L. M. W. & Brito, D. S. (2005). Atividades de Modelagem Matemática: que sentido os alunos podem lhe atribuir? Ciência & Educação, 11(3), 483-498. Recuperado de https://www.scielo.br/pdf/ciedu/v11n3/10.pdf.

Almeida, L. M. W. & Dias, M. R. (2007). Modelagem Matemática em Cursos de Formação de Professores. In: Barbosa, J. C.; Caldeira, A. D. & Araújo, J. L. (Orgs.) Modelagem Matemática na Educação Matemática Brasileira: pesquisas e práticas educacionais. Recife: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 253-268.

Barbosa, J. C. (2001). Modelagem Matemática: concepções e experiências de futuros

professores. (Tese Doutorado em Educação Matemática). Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro/SP, Brasil.

Barbosa, J. C. (2004) Modelagem Matemática: O que é? Por que? Como? Veritati, (4), 73-80. Recuperado de http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/2010/Matematica/artigo_veritati_jonei.pdf.

Barbosa, J. C. (2007). A prática dos alunos no ambiente de modelagem matemática: o esboço de um framework. In: Barbosa, J. C.; Caldeira, A. D. & Araújo, J. L. (Orgs.) Modelagem Matemática na Educação Matemática Brasileira: pesquisas e práticas educacionais. Recife: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 161-174.

Biembengut, M. S. (2009). 30 Anos de Modelagem Matemática na Educação Brasileira: das propostas primeiras às propostas atuais. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, 2(2), 07-32. Recuperado de https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/37939/28967.

Burak, D. (2010). Modelagem Matemática sob um olhar de Educação Matemática e suas implicações para a construção do conhecimento matemático em sala de aula. Revista de Modelagem na Educação Matemática, 1(1), 10–27. Recuperado de https://proxy.furb.br/ojs/index.php/modelagem/article/view/2012/1360.

Campos, I. S. (2013). Alunos em ambientes de modelagem matemática: caracterização do envolvimento a partir da relação com o background e o foreground. (Dissertação Mestrado em Educação), Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte/MG, Brasil.

Carvalho, D. S. & Nicot, Y. E. (2019). Concepções De Modelagem Matemática presentes em pesquisas brasileiras na Educação Matemática. SAJEBTT, UFAC, 6(1), 418-430. Recuperado de https://revistas.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/download/2447/1581.

Carvalho, A. M. L. B.& Pirola, N. A. (2004). O ensino da Matemática na Educação Infantil e as concepções norteadoras da prática docente. Anais do VIII Encontro Nacional de Educação Matemática. Recuperado de http://www.sbembrasil.org.br/files/viii/pdf/01/CC03047505810.pdf.

Ceolim, A. J. & Caldeira, A. D. (2015). Modelagem Matemática na Educação Matemática: obstáculos segundo professores da Educação Básica. Educação Matemática em Revista, São Paulo, 1(46), 25-34. Recuperado de http://sbem.iuri0094.hospedagemdesites.ws/revista/index.php/emr/article/view/500.

Ceolim, A. J. & Caldeira, A. D. (2016). Modelagem Matemática na Educação Básica: dificuldades apresentadas pelos professores recém-egressos formados em Modelagem na perspectiva da Educação Matemática. Revista NUPEM, 8(15), 121-136. Recuperado de http://www.fecilcam.br/revista/index.php/nupem/article/viewFile/1094/914.

Ceolim, A. J. & Caldeira, A. D. (2017). Obstáculos e Dificuldades Apresentados por Professores de Matemática Recém-Formados ao Utilizarem Modelagem Matemática em suas Aulas na Educação Básica. Bolema, 31(58), 760-776. doi: 10.1590/1980-4415v31n58a12.

Charlot, B. (2000). Da Relação com o Saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artmed.

Creswell, J. W. (2007). Projeto de Pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Tradução de Luciana de Oliveira da Rocha. Porto Alegre: Artmed.

Flick, U. (2009) Introdução à pesquisa qualitativa. Tradução de Joice Elias Costa. Porto Alegre: Artmed.

Freire, P. (2020). Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo – Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Gomes, J. C. S. P. (2018). Professoras dos anos iniciais em práticas de Modelagem Matemática. (Dissertação Mestrado Profissional em Ensino de Matemática), 194 f. Londrina/PR, Brasil.

Kohan, W. (2004). A infância da educação: o conceito devir-criança. In: KOHAN, W. (Org.). Lugares da infância: filosofia. Rio de Janeiro: DP&A, 51-68.

Lima, L. R.; Kmita, D. J. & Pereira, E. (2019). As impressões de uma primeira experiência com a Modelagem Matemática nos anos iniciais. Anais da Conferência Nacional sobre Modelagem na Educação Matemática. Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Belo Horizonte. Recuperado de http://eventos.sbem.com.br/index.php/cnmem/2019/paper/viewFile/820/956.

Lins, R. C. (2004). Matemática, monstros, significados e Educação Matemática. In: Bicudo, M.V. & Borba, M.C. Educação Matemática: Pesquisa em Movimento. São Paulo: Cortez, 92-120.

Lovo, E. S.; Silva, K. A. P. & Dalto, J. O. (2018). Uma atividade de Modelagem Matemática para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Anais do Encontro Paranaense de Modelagem na Educação Matemática, Unioeste, Cascavel. Recuperado de http://www.sbemparana.com.br/eventos/index.php/EPMEM/VIII_EPMEM/paper/viewFile/816/415.

Lovo, E. S.; Dalto, J. O. & Silva, K. A. P. (2019). Modelagem Matemática com professoras dos anos iniciais do Ensino Fundamental: relato de uma experiência. Anais da Conferência Nacional sobre Modelagem na Educação Matemática. Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Belo Horizonte. Recuperado de http://eventos.sbem.com.br/index.php/cnmem/2019/paper/viewFile/824/958.

Nunomura, A. R. T.; Silva, K. A. P. & Pires, M. N. M. (2019). Pintar o pátio da escola: uma experiência com Modelagem Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Anais da Conferência Nacional sobre Modelagem na Educação Matemática. Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Belo Horizonte. Recuperado de http://eventos.sbem.com.br/index.php/cnmem/2019/paper/viewFile/806/945.

Santos, T. F.; Cassoli, C. B. A. & Braz, B. C. (2019). “Quanta pele você tem?”: relato de uma experiência com estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Anais da Conferência Nacional sobre Modelagem na Educação Matemática. Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Belo Horizonte. Recuperado de http://eventos.sbem.com.br/index.php/cnmem/2019/paper/viewFile/815/952.

Silva, V. S. & Klüber, T. E. (2012). Modelagem matemática nos anos iniciais do Ensino

Fundamental: uma investigação imperativa. Revista Eletrônica de Educação, 6(2), 228-249. Recuperado de http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/viewFile/394/199.

Skovsmose, O. (2000). Cenários para Investigação. Bolema, 13(14), 66-91. Recuperado de http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/bolema/article/view/10635.

Skovsmose, O. (2001). Educação Matemática Crítica: A questão da democracia. Campinas: Papirus.

Tortola, E. & Almeida, L. M. W. (2013). Reflexões a respeito do uso da modelagem matemática em aulas nos anos iniciais do ensino fundamental. Revista brasileira de Estudos pedagógicos (online), 94(237), 619-642. Recuperado de https://www.scielo.br/pdf/rbeped/v94n237/a14v94n237.pdf.

Tortola, E. (2016). Configurações de modelagem matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental. (Tese Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática), Universidade Estadual de Londrina, Londrina/PR, Brasil.

Published

20/11/2020

How to Cite

Santos, A. C. M. B. dos ., Hermann, W., & Ceolim, A. J. (2020). Characteristics of Mathematical Modeling evidenced in some activities developed in the Elementary School: an analysis of the experience reports of the XI National Conference on Modeling in Mathematics Education. Research, Society and Development, 9(11), e4379119999. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i11.9999

Issue

Section

Education Sciences