Perception of students and teachers about agroecology in the Marajó archipelago, Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i1.11961

Keywords:

Sustainability; Teaching-learning; Curriculum; Amazon.

Abstract

The objective of this work was to evaluate the perception of students and teachers about agroecology in schools in the urban and rural areas of the municipality of Breves, archipelago of Marajó, Pará. The study was carried out in elementary schools, between January and February 2020. An exploratory descriptive research was used, through the application of questionnaires, for 94 students of the 9th grade and 16 teachers in the disciplines of geography and science. The data were analyzed in a spreadsheet manager and presented in graph format. The results obtained reveal that the majority (60%) and (75%) of the students are male, aged between 14-15 and 16-17 years, both in urban and rural areas, respectively. The most common form of access to the topic by these students has been via television and when approached in the classroom, most of the time, through the blackboard. Most teachers who work in the studied municipality have heard about agroecology either on television or in an academic environment. However, teachers in the urban area debate this theme sporadically in their classes, while those in the rural area make debates related to the agroecological theme whenever possible in class. Thus, rural students have greater knowledge about agroecology. On the other hand, it is observed that there is little dissemination of the agroecological theme in schools. We suggest pedagogical activities in elementary schools with the theme of agroecology, in order to strengthen teaching and learning.

References

Altieri, M. A. (2010). Agroecologia, agricultura camponesa e soberania alimentar. Revista NERA, 13 (16), 22-32.

Amaral, D. D., Mantelli, L. R., & Rossetti, D. F. (2012). Palaeoenvironmental control on modern forest composition of southwestern Marajo Island, Eastern Amazonia. Water and Environment Journal, 26, 70-84.

Barbosa, M. M. C., & Araujo, R. C. (2016). Educação Profissional e Tecnológica na Amazônia marajoara: a experiência do IFPA Campus Breves. Anais... In: II Seminário Nacional de Educação em Agroecologia, 2016, Rio de Janeiro. Educação em Agroecologia.

Bertholi, A. W. (2020). Geografia Agrária em Debate: das lutas históricas às práticas agroecológicas (2017). Revista Verde Grande - Geografia e Interdisciplinaridade, 2 (1), 132-136.

Bica, G. S., Hoeller, S., Gandin, R. V., & Paglia, E. C. (2007). Educação e agroecologia: caminhos que se completam. Revista Brasileira de Agroecologia, 2 (2), 1576-1579.

Brandão, C. R. (1993). O que é educação. (28a ed.), Brasiliense, Coleção Primeiros Passos.

Brasil (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei Nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Brasília, DF: Presidência da República. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm.

Brasil (1998). Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: geografia. Brasília: MEC/ SEF, 156 p.

Burigo, A. C., & Porto, M. F. S. (2019). Trajetórias e aproximações entre a saúde coletiva e a agroecologia. Saúde Debate, 43 (8), 248-262.

Caporal, F. R., & Costabeber, J. A. (2002). Agroecologia: enfoque científico e estratégico. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, 3 (2), 13-16.

Caporal, F. R. (2009). Agroecologia: uma ciência do campo da complexidade. Brasília: Gervásio Paulus, 111p.

Caporal, F. R., & Costabeber, J. A. (2005). Agroecologia. Enfoque científico e estratégico. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, 3 (2), 13-16.

Castro, F., Funtemma, C. (2015). Governança Ambiental no Brasil: Entre o Socioambientalismo e a Economia Verde. Jundiaí, SP: Paco Editorial.

Colling, A. M. (2015). Inquietações sobre educação e gênero. Revista Trilhas da História, 4 (8), 33-48.

Demarchi, L. O., Leme, M. K., Bredariol, L. R., & Dombrowsky, M. Y. (2011). Discutindo a agroecologia na universidade: grupo de extensão em agroecologia “Gira-Sol, Cadernos de Agroecologia, 6 (2), 1-5.

Freitas, J. P., Patrício, M. C. M., Vasconcelos, R. F. V., Silva, V. M. A., Santos, E. D., & Freitas, F. E. (2013). Produção agroecológica integrada e sustentável – pais: experiência vivenciada por alunos da escola municipal Gustavo Adolfo Cândido Alves Campina Grande/PB. Polêmica, 12 (2), 369-379.

Finatto, R. A. (2020). Trabalho de campo em geografia agrária: produzindo conhecimento sobre campesinato, cooperativismo e agroecologia. Revista Brasileira de Educação em Geografia, 10 (19), 548-569.

Gerhardt, T. E., & Silveira, D. T. (2009). Métodos de pesquisa. Editora da UFRGS.

Gil, A. C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social. (5a ed.), Atlas.

Gil, A. C. (1996). Como elaborar projetos de pesquisa. (3a ed.), Atlas.

Hage, S. M., Molina, M. C., Silva, H. S. A., & Anjos, M. P. (2018). O direito à educação superior e a licenciatura em educação do campo no Pará: riscos e potencialidades de sua institucionalização. Acta Scientiarum. Education (Online), 40, 1-13.

IBGE (2019a). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário 2017: resultados definitivos. Rio de Janeiro: IBGE.

IBGE (2019b). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Panorama Cidade Breves/Pará. População, Território e ambiente.

IPEA (2015). Instituto De Pesquisa Econômica Aplicada. Observatório da Função Socioambiental do Patrimônio da União na Amazônia: Relatório Territorial do Marajó. Rio de Janeiro: IPEA.

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (2020). Resumo Técnico: Censo da Educação Básica Estadual 2019. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Koller, C., & Sobral, F. (2010). A construção da identidade nas escolas agrotécnicas federais: a trajetória da COAGRI ao CONEAF. In: Moll, J. (Org.). Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Artmed.

Kripka, R., Scheller, M., & Bonotto, D. L. (2015). Pesquisa documental: considerações sobre conceitos e características na pesquisa qualitativa. In: Anais... Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa, 4, Atas, 2, 243 - 247.

Leite, V. J., & Conceição, L. A. (2020). Práticas educativas de introdução a agroecologia nas escolas itinerantes do campo do Paraná. Ambiente & Educação, 25 (2), 19-49.

Locatelli, A., Santos, K. F., & Rosa, C. T. W. (2020). Atividades experimentais com enfoque em agroecologia na perspectiva da educação no campo. Areté, 13 (27), 1-16.

Luz, L. A., & Quiñones, E. M. (2012). Agroecologia: uma ciência na busca pelo desenvolvimento agrícola sustentável. Revista Ceciliana, 4 (1), 52-54.

Medeiros, A. B., Mendonça, M. J. S. L., Souza, G. L., & Oliveira, I. P. (2011). A importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade de Montes Belos, 4 (1), 1-17.

Mello, A. P. O. A., & Oliveira, R. E. (2020). Extensão Rural Agroecológica: experiências para (trans) formação no ensino superior em agroecologia. Revista ELO – Diálogos em extensão, 9, 1-7.

Minayo, M. C. S. (2004). O Desafio do Conhecimento. Hucitec.

Mitre, S. M., Siqueira-Batista, R., Girardi-De-Mendonça, J. M., Morais-Pinto, N. M., Meirelles, C. A. B., Pinto-Porto, C., Moreira, T., & Hoffmann, L. M. A (2008). Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciências saúde coletiva [online], 13, 2133-2144.

Nascimento, B. (2006). A mulher negra no mercado de trabalho. In: RATTS, A. Eu sou atlântica: sobre a trajetória de vida de Beatriz Nascimento. São Paulo: Instituto KUANZA, Imprensa Oficial.

Nunes, L. R., Rotatori, C., & Cosenza, A. (2020). A horta escolar como caminho para a agroecologia escolar. Revista Sergipana de Educação Ambiental, 9 (1), 1-21.

Okonoski, T. R. H., & Nabozny, A. (2011). Agroecologia no ensino da geografia: Relato... Estágio Supervisionado, práticas. Para Onde!?, 5 (1), 16-35.

Oliveira, C. D. S. (2015). O aluno do campo na escola urbana e sua diversidade cultural. 56 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Universidade Federal do Pampa, Especialização em Educação e Diversidade Cultural.

Petri, M., & Fonseca, A. B. (2020). Entre a educação ambiental e a agroecologia: um olhar sobre escolas famílias agrícolas (EFAS). Ambiente & Educação, 25 (2), 369-392.

Pinto, D. S., Amador, F., Oliveira, L. M. T., & Campos, M. (2016). A formação de professores para a Agroecologia e a experiência do curso de Licenciatura em Educação do Campo da UFRRJ. Cadernos de Agroecologia, 11 (1), 1-9.

Pontili, R. M., & Kassouf, A. L. (2007). Fatores que afetam a frequência e o atraso escolar, nos meios urbano e rural, de São Paulo e Pernambuco. RER, 45 (01), 027-047.

Prodanov, C. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. (2a ed.), Feevale.

Schaam, D. P., & Martins, C. P. (2010). Muito além dos campos: arqueologia e história na Amazônia Marajoara. Gknoronha.

Santos, L. A. C. (2020). Agroecologia e conhecimento tradicional: uma análise bibliométrica. Tecnia, 5 (1), 153-179.

Sá-Oliveira, J. C., Vasconcelos, H. C. G., & Silva, E. S. (2015). A Agroecologia na percepção de alunos de ensino médio de quatro escolas públicas na cidade de Macapá-Amapá. Biota Amazônia, 5 (3), 98-107.

Severino, A. J. (2007). Metodologia do Trabalho Científico. (23a ed.), Cortez.

Silva, F. S., Veras, G. S., Soares, M. A., Rocha, P. Q., Santos, J. R. S., & Almeida, R. S (2016). Horta Escolar Agroecológica: Alternativas ao ensino de geografia e consciência ambiental no povoado Jardim Cordeiro, Delmiro Gouveia / AL. Diversitas Journal. 1 (1), 337-346.

Silva, L. F., Barros, R. P., Pinheiro, R. A., Silva, J. E., Cabral, M. J. S., & Lima, J. S. (2020). Agroecologia e horta escolar como ferramentas de educação ambiental e produção de alimentos naturais. Diversitas Journal, 5 (1), 27-33.

Silva, M. H. C. R., & Silva, L. C. S. (2014). O tema agroecologia nos livros didáticos de geografia do ensino fundamental II. Revista de Ensino de Geografia, 5 (8), 85-95.

Souza, E. E. (2007). O uso de recursos didáticos no ensino escolar. Anais... In: I Encontro de Pesquisa em Educação, IV Jornada de Prática de Ensino, XIII Semana de Pedagogia da UEM: “Infância e Práticas Educativas”. Maringá.

Sousa, R., Costa, R., Chagas, H., & Cruz, R. (2018). O trabalho como princípio educativo. RTPS - Revista Trabalho, Política e Sociedade, 3 (4), 189-206.

Sousa, R. P. (2017). Agroecologia e educação do campo: desafios da institucionalização no Brasil. Educação & Sociedade (Impresso), 38, 631-648.

Sousa, R. P. (2014). Formación Profesional de Camponeses en una Escuela en la Amazonia Brasileña. Agroecología, 9 (1y2), 31-44.

Published

27/01/2021

How to Cite

SILVA JÚNIOR, F. L. C. da; MOREAU, J. S. .; SILVA, F. N. L. da; NASCIMENTO, W. L. N. do .; SANTOS, H. S. .; GUEDES, A. C. B. . Perception of students and teachers about agroecology in the Marajó archipelago, Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 1, p. e58210111961, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i1.11961. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/11961. Acesso em: 25 feb. 2021.

Issue

Section

Education Sciences