Subjective relationships mediating the teaching constitution process in non school environment

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13898

Keywords:

Graduates.; Hospital pedagogy.; Subjectivity.

Abstract

This article aims to reveal understand the subjective relationships formed by a graduate of the Pedagogy Course in the non-school space. Therefore, we chose the following problem: how are subjective relations formed by a graduate of the Pedagogy course in the non-school space?The collaborator in our research is an alumnus of the Pedagogy course at the State University of Rio Grande do Norte - UERN, graduated in the context of the new curricular matrix, reformulated and implemented based on the new public policies for the Pedagogy course and who specializes in the hospital environment. The framework the oretical-methodological assumptions of the research are anchored in Socio-Historical Psychology in the light of Marx's Historical-Dialectic materialism and in the studies of Vygotsky and his collaborators, Leontiev and Luria. This is a qualitative approach investigation, which adopted as a research procedure the reflective interview and for information analysis, the nuclei of meanings elaborated by Aguiar and Ozella. The condition posture of conditionof the pedagogue engaged in the collaborative hospital context with the research is modified according to the need she faces in the environment in which she is inserted to meet her various day-to-day needs.This change happens through the subjective experiences in the educational space in which this educator is inserted.

Author Biographies

Sílvia Maria Costa Barbosa, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, mestrado em Educação pela Universidade Metodista de São Paulo  e doutorado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é professora adjunto iv da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professor, psicologia sócio-histórica, atividade docente, sócio-histórica e sentido e significado. 

Hemaúse Emanuele da Silva, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Hemaúse Emanuele da Silva, possui graduação em pedagogia pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte-UERN, especialização em Psicopedagogia pela faculdade Integrada Patos- (UNIFIP) e Mestrado em Educação pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) é professora da Classe hospitalar do Núcleo de Atendimento Educacional Hospitalar e Domiciliar NAEHD vinculado a secretaria estadual de educação e professora da docência superior - UERN. Em que é vinculada os grupos de pesquisa: Educação e Subjetividade - GEPES e ao Projeto de Extensão Prática e Leitura e Escrita na Escola- PRALEE.

Elisiana Nadia da Silva, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Possui Mestrado em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação -POSEDUC/UERN. Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional pela Faculdades Integradas de Patos-(UNIFIP). Graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte- UERN. Foi bolsista pela CAPES. É membro do grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Subjetividade- GEPES/UERN e do Projeto de Pesquisa Práticas educativas em contextos diversos: contribuições de Vygotsky e Paulo Freire. Cumpriu Estágio e Docência no Ensino Superior no Curso de Letras/ Língua Inglesa com a Disciplina Psicologia da Educação I- UERN/Campus Central. Possui experiência na área da Educação Básica como Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência- PIBID/Pedagogia/UERN e Professora Polivalente no Lar da Criança Pobre de Mossoró-RN. Tem experiência na Educação Inclusiva na condição de auxiliar de sala de aula pela Prefeitura Municipal de Mossoró-PMM e no desenvolvimento de atividades pedagógicas na modalidade de Ensino da Educação Inclusiva a criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Possui experiência na Educação de Jovens, Adultos e Idosos, como Professora Alfabetizadora no Programa Brasil Alfabetizado e conseguinte professora do Ensino Superior na condição de bolsista CAPES.

Luana OLiveira Ferreira Lima, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Formada com Medalha de Mérito Acadêmico pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN, no curso de Licenciatura em Pedagogia. Mestrado em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação - POSEDUC/UERN. Participou do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) no Subprojeto da Área Interdisciplinar, como bolsista de Iniciação à docência. Conseguinte bolsista pela CAPES no período. Cumpriu Estágio de Docência no Ensino Superior no Curso de Letras/ Língua Inglesa com a Disciplina Psicologia da Educação I - UERN/Campus Central. Trabalhou desenvolvendo atividades pedagógicas no apoio pedagógico de alunos com necessidades especiais no Ensino Fundamental I em uma instituição da rede Pública de Ensino do Município de Mossoró/RN. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação nas linhas de pesquisas: Formação Humana e Desenvolvimento Profissional Docente e Produção de Sentidos Significados em Práxis educativa. Tem experiência como professora de Ensino Superior na condição de bolsista CAPES e atualmente trabalha na rede privada de ensino como professora auxiliar no Centro Educacional ALFA . É membro do grupo de Pesquisa Educação e Subjetividade - GEPES/UERN e do Projeto de pesquisa Práticas Educativas em Contextos Diversos: contribuições de Vygotsky e Paulo Freire.

References

Aguiar, W. M. J. & Ozella, S. (2006). Núcleos de significação como instrumento para a apreensão da constituição dos sentidos. Psicologia: Ciência e Profissão. Brasília, 26 (2), 222-245.

Aguiar, W. M. J. & Ozella, S. (2013). Apreensão dos sentidos: aprimorando a proposta dos núcleos de significação. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília, 94 (236), 299-322.

Aguiar, W. M. J. Soares, J. R. & Machado, V. C. (2015). Núcleos de Significação: uma proposta histórico-dialética de apreensão das significações. Cadernos de Pesquisa, 45 (155), 56-75.

Bock, A. M. B. (2015). A Psicologia Sócio-Histórica: uma perspectiva crítica em Psicologia. In: Bock, A. M. B.; Gonçalves, M. G. M.; Furtado, O. (orgs.). Psicologia Sócio-Histórica: uma perspectiva crítica em Psicologia. 6. ed. São Paulo: Cortez, 21-46.

Bock, A. M. B. & Aguiar, W. M. J. (2016). A dimensão subjetiva: um recurso teórico para a Psicologia da Educação. In: Aguiar, W. M. J.; Bock, A. M. B. A Dimensão Subjetiva do Processo Educacional. São Paulo: Cortez, 43-59.

Brasil. (1990). Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 16 jul. 1990.

Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. (2002). Classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar: estratégias e orientações. Brasília, DF: MEC/SEE. http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/livro9.pdf.

Brasil. Conselho Nacional de Educação. (2006). Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia do CNE. Resolução CNE/CP n.1 de 15 de maio de 2006. Diário Oficial da União, Brasília, DF. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf.

Furtado, O. (2011). O Trabalho e a dimensão subjetiva da realidade (cap. 3). In: Furtado, O. Construindo o compromisso social da Psicologia:trabalho e solidariedade. São Paulo: Cortez, 63-98.

Gonçalves, M. G. M. (2015). A Psicologia do Sujeito e da Subjetividade: a historicidade como noção básica. In: Bock, A.M. B.; Gonçalves, M. G. M.; Furtado, O. (orgs.). Psicologia Sócio-Histórica: uma perspectiva crítica em psicologia. 6. ed. São Paulo: Cortez, 47-92.

Libâneo, J. C. (2010). Pedagogia e pedagogos para quê?12. ed. São Paulo: Cortez.

Luria, A. R. (2001). Pensamento e linguagem: as últimas conferências de Luria. Porto Alegre: Artmed.

Pereira, A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa cientifica. [e-book]. Santa Maria. Ed.

UAB/NTE/UFSM. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?

Soares, J. R. (2006). Vivência pedagógica: a produção de sentidos na formação do professor em serviço. Dissertação (Mestrado em Educação: Psicologia da Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

Szymanski, H. (2011). Entrevista reflexiva: um olhar psicológico sobre a entrevista em pesquisa. In: Szymanski, H. (org.).A entrevista na pesquisa em educação: a prática reflexiva. Brasília: Liber Livro, 9-63.

Vigotski, L. S. (2009). A construção do pensamento e da linguagem. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes.

Vygotsky, L. S. (2007). Formação social da mente. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes.

Published

18/04/2021

How to Cite

BARBOSA, S. M. C. .; SILVA, H. E. da .; SILVA, E. N. da .; LIMA, L. O. F. . Subjective relationships mediating the teaching constitution process in non school environment . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 4, p. e47710413898, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i4.13898. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13898. Acesso em: 15 may. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences