Teaching methodologies and the inclusion promotion of students with Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD): An analysis in CAPES dissertations and theses

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.17840

Keywords:

Teacher; Education; Inclusion.

Abstract

Objective: This study aims to analyze works which deal with students with Attention Deficit Hyperactivity Disorder and the proposition of teaching methodologies which favor their learning and inclusion. Methodology: It is a bibliographical, qualitative and exploratory research,in which searches were carried out on Capes Theses and Dissertations Catalog database using the descriptor “Attention Deficit Hyperactivity Disorder” for the search. The time frame used on the searches was the period from 2015 to 2020. On this investigation, there were found 160 works, being 121 dissertations and 39 theses. For data analysis, it has had base on Bardin's Content Analysis. On this investigation, there has been found 160 works, from which 121 were dissertations and 39 were theses, from the abstracts readings there have been discarded duplicates and those which did not refer to the area of education, remaining 25, from which 7 were theses and 18 were dissertations, which were read in full excluding those which were not related to the teacher and inclusive practice. For the purpose of this study there were found the following practices: a) Contribution of Khan Academy on learning mathematical content, from which we verified combining games with exercises contributes to learning; b)Mobile application to help elementary school students who have ADHD on learning multiplication table; which we certified playful activities contribute to the basic mathematical content approximation; c) The narrative construction in texts produced by students with and without ADHD in which we realized creativity is essential to stimulating writing. Conclusion: The inclusive practices found in this study are extremely significant, as they indicate possible alternatives to school inclusion promotion, being necessary to disseminate them as a way of inspiration to other teachers. We emphasize further studies are essential to Brazilian Inclusive Education to advance.

References

Associação Brasileira do Déficit de Atenção. (2019). O que é TDAH. http://tdah.org.br/sobre-tdah/o-que-e-tdah.

Amaral, A. B. do et al. (2013). A formação do professor para trabalhar com crianças que apresentam diagnóstico de TDAH no ensino fundamental I na rede municipal de ensino de Curitiba. Revista Eletrônica do Curso de Pedagogia das Faculdades OPET, dez.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. Edições 70.

Borges, S. M. C. (2005). Caminhos da leitura: análise das dificuldades e possibilidades de leitura de alunos portadores do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) [Tese de Doutorado, Universidade Federal do Ceará].

Braccialli, L. M. P., & Paiva, P. C. (2010). Textura do recurso pedagógico e implicações em atividades de encaixe realizadas por indivíduos com Paralisia Cerebral. Revista Brasileira de Educação Especial, 15(2), 1.

Brasil. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/.

Brasil. (2021). Decreto Nº 5.296 de 2 de dezembro de 2004. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Decreto/D5296.htm.

Brasil. (2015). Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 7 jul. 2015. Seção 1, p. 2.

Brasil. (1996). Lei n°9394, de 20 de dezembro de 1996 (Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional). <http://www.planalto.gov.br/ccivil-03/Leis/l9394.>.

Brasil. (1990). Lei no 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 jul. 1990. <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8069.htm#art266>.

Brasil. (2015). Presidência da República. Secretaria-Geral. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência).

Brasil. (2018). Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília.

GIL, A. C. (2008). Como elaborar projetos de pesquisa (4a ed.). Atlas.

Khan, Salman. (2021). Um mundo uma escola: A educação reinventada. Intrínseca, 2013. 272 p. Edição digital. <http://lelivros.red/book/download-um-mundo-uma-escola-salman-khan-em-epub-mobi-e-pdf/>.

Manzini, E. J., & Santos, M. C. F. (2002). Portal de ajudas técnicas para educação: equipamento e material pedagógico para educação, capacitação e recreação da pessoa com deficiência física: recursos pedagógicos adaptados. MEC: SEESP, fascículo 1.

Mattos, P. (2003). No mundo da lua: Perguntas e respostas sobre transtorno do déficit de atenção com hiperatividade em crianças, adolescentes e adultos. Lemos Editorial.

Rohde, L. A., & Mattos, P. et. al. (2003). Princípios e práticas em transtorno de déficit de atenção/hiperatividade. Artes Médicas.

Rhode, A. L., & Helpern, Ricardo. (2008). Transtorno de Déficit de atenção: Atualização. <https://www.scielo.br.>

Rohde, L. A., & Mattos, P. et al. (2004). Princípios e práticas em TDAH.

Rocha, R. A.de M. (2018). A Construção da narrativa em textos produzidos em estudantes com e sem TDAH [Tese de doutorado, Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Letras].

Russo, A. M. (2016). A contribuição da Khan Academy na aprendizagem de conteúdos Matemáticos: uma proposta para alunos com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade- TDAH. 193f. [Dissertação de Mestrado em Educação Matemática – Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo].

Sampaio, S., & Freitas, I. B de (Orgs.). (2011). Transtornos e dificuldades de aprendizagem: entendendo melhor os alunos com necessidades educativas especiais. Rio de Janeiro: Wak editora.

Sanchez, J. N. G. (2004). Dificuldades de Aprendizagem e Intervenção Psicopedagógica. Artmed.

Sanchez, W. M. (2016). Aplicativo móvel para auxiliar alunos do ensino fundamental portadores de TDAH no aprendizado da tabuada. [Tese de Doutorado em Engenharia Biomédica, Universidade de Mogi das Cruzes].

Santos, W. M., & Albuquerque, A. R.de (2019). Intervenções escolares para o TDAH: Uma revisão da literatura (2000-2018). Psicologia: Teoria e Prática, 21(3).

Silva Abrahão, N., & Fantacini, R. A. F. (2017). Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH): desafios e possibilidades frente a sala de aula. Research, Society and Development, 6(3), 222-236.

Published

24/07/2021

How to Cite

DIAS, M. A. de M. B. .; ROSA, R. B. da; PEDROSO, L. V.; PESSANO, E. F. C. .; DINARDI, A. J. Teaching methodologies and the inclusion promotion of students with Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD): An analysis in CAPES dissertations and theses. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e18310917840, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.17840. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/17840. Acesso em: 26 sep. 2021.

Issue

Section

Education Sciences