Physicochemical characterization on non-traditional flours and their application in cereals bars

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18415

Keywords:

Passiflora edulis; Passion fruit flour; Albedo; Cereal bar.

Abstract

Processing passion fruit generates a large amount of waste, wasting nutrients that could be used as an alternative for the production of non-traditional flours. The aim of the study was to prepare flour from passion fruit albedo, characterize it and compare it with commercial flours, in addition to manufacturing cereal bars from albedo flour, minimizing the waste generated. The husks were donated by a local pulp industry, from which the albedo was extracted, which was dried in an air-circulation oven and then crushed to obtain the flour. Proximate analysis and flour color (albedo and commercial) were performed. Four formulations of cereal bars were prepared (Sample BC 01, without addition of passion fruit albedo flour, Sample BC 02, 3% of the flour, Sample BC 03, 7% of the flour and Sample BC 04 11% of the flour) and evaluated its composition and caloric value. Microbiological analyzes and acceptance and purchase intent tests were performed. It was observed that the flour produced had a high content of crude fiber (67.30%) and a low amount of lipids and moisture (0.40% and 7.52%), respectively, while the commercial flours analyzed also presented composition meeting the standards required by law, but with a greater amount of carbohydrate. Cereal bars met acceptability standards. In the sensory parameters, it was possible to observe that most tasters really liked and liked the bars a lot, stating that they would certainly buy the product. It is concluded that passion fruit flours can be used as an alternative ingredient in the development and enrichment of foods, favoring the reduction of agroindustry residues and bringing potential health benefits.

References

Ambrosio-Ugri, M. C. B. & Ramos, A. C. H. (2012). Elaboração de barra de cereais com substituição parcial de aveia por farinha da casca de maracujá. Revista Tecnológica. 1(21), 69-76.

Association of Official Analytical Chemists – AOAC (2000). Official methods of analysis of AOAC International (17 th ed.). Gaithersburg.

Baú, T. R., Cunha, M. A. A. d., Cella, S. M., Oliveira, A. L. J. d., & Andrade, J. T. d. (2010). Barra alimentícia com elevado valor proteíco: formulação, caracterização e avaliação sensorial. Revista Brasileira de Tecnologia Agroindustrial, 4(1), 42 - 51. https://doi.org/10.3895/S1981-36862010000100005

Becker, T. d. S., & Krüger, R. L. (2010, September). Elaboração de barras de cereais com ingredientes alternativos e regionais do Oeste do Paraná. Arquivos de Ciências da Saúde, 14(3), 217-224.

Bodart, M., Peñaranda, R. d., Deneyer, A., & Flamant, G. (2008, October 3). Photometry and colorimetry characterisation of materials in daylighting evaluation tools. Building and Environment, 43, 2046-2058.

Brasil. (2001a). Resolução – RDC nº 40, de 21 de março de 2001. Regulamento técnico para rotulagem nutricional de alimentos e bebidas embaladas. Diário Oficial da União. Brasília, DF. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA

Brasil. (2001b). Resolução – RDC nº 12, de 02 de janeiro de 2001. Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da União. Brasília, DF. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA.

Brasil. (2005). Resolução RDC n° 263 de 22 de setembro de 2005. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Disponível em: <http://portal.anvisa.gov.br/documents/33880/2568070/RDC_263_2005.pdf/d6f557da-7c1a-4bc1-bb84-fddf9cb846c3 > Acesso em 18 de maio de 2020.

Brito, I. P. de et al. (2004). Elaboração e avaliação global de barra de cereais caseira. Boletim do Centro de Pesquisa e Processamento de Alimentos, 22(1), 35-50.

Bueno R. O. G. (2005). Características de qualidade de biscoitos e barras de cereais ricos em fibra alimentar a partir de farinha de semente e polpa de nêspera. [Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Paraná, Curitiba].

Carvalho, M. G. de. (2008). Barras de cereais com amêndoas de chicha, sapucaia e castanha-do-gurgueia, complementadas com casca de abacaxi. [Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará].

Catarino, R. P. F. (2016). Elaboração e caracterização de farinha de casca de maracujá para aplicação em biscoitos. [Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina – PR].

Cazarin, C. B. B.; Silva, J. L. da; Colomeu, T.C.; Zollner, R. de L. & Maróstica Júnior (2014). Capacidade antioxidante e composição química da casca de maracujá (Passiflora edulis). Ciência Rural, 44 (9), 1699-1704. https://doi.org/http://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20131437

Cichaczewski, A. (2012). Desenvolvimento de uma barra de cereal rica em fibras a partir do subproduto da extração do suco de maçã. 2012. [Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco]. http://repositorio.utfpr.edu.br:8080/jspui/bitstream/1/15439/2/PB_COQUI_2012_1_01.pdf.

Coelho, E. M.; Gomes, R. G.; Machado, B. A. S.; Oliveira, R. S.; Lima, M. dos S.; Azêvedo, L. C. & Guez, M. A. U. (2017). Passion fruit peel flour e Technological properties and application in food products. Food Hydrocolloids 62, 158 – 164. https://doi.org/http://dx.doi.org/10.1016/j.foodhyd.2016.07.027

Coelho, K. D. (2006). Desenvolvimento e avaliação da aceitação de cereais matinais e barras de cereais à base de amaranto (Amaranthus cruentus L). [Dissertação de Mestrado, Nutrição Humana Aplicada, Universidade de São Paulo, São Paulo]. https://doi:10.11606/D.89.2006.tde-25102006-105736.

Corrêa, R. C.G.; Peralta, R. M.; Haminiuk, C. W. I.; Maciel, G. M.; Bracht, A. & Ferreira, I. C. F. R. (2016). The past decade findings related with nutritional composition, bioactive molecules and biotechnological applications of Passiflora spp. (passion fruit). Trends in Food Science & Technology, 58, 79-95. https://doi.org/http://dx.doi.org/10.1016/j.tifs.2016.10.006

Costa, E. L. d., Aguiar, E. V. d., Dominguez, M. L., Camargo, R., & Stricker, T. (2015, December). Produção e aceitação de massa fresca tipo talharim enriquecida com farinha de maracujá (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa) e verifcação do seu efeito na glicemia. Nutrire, 40(3), 352-360. https://doi.org/http://dx.doi.org/10.4322/2316-7874.71315

Costa, L. A. d., Bramorski, A., Teixeira, E., & Amboni, R. D. d. M. C. (2005). Desenvolvimento de alimentos em barra à base de resíduos da fabricação de farinha de mandioca. Alimentos e Nutrição, 16(4), 389-396.

Damasceno, C. S. B., Silva, D. N., Damasceno, E. R., Oliveira, L. F. d., Porto, K. R. d. A., & Candil, R. F. M. (2018, September). Effect of Passion fruit peel flour (Passiflora edulis) in bread acceptability. Visão Acadêmica, 19(3), 46-60.

Dutcosky, S. D., Grossmann, M. V. E., Silva, R. S. S., & Welsch, A. K. (2006). Combined sensory optimization of a prebiotic cereal product using multicomponent mixture experiments. Food Chemistry, 98(4), 630-638. https://doi.org/doi:10.1016/j.foodchem.2005.06.029

Faveri, A.; Faveri, R. de; Broering, M. F.; Bousfield, I. T.; Goss, M. J.; Muller, S. P.; Pereira, R. O.; Silva, A. M. de O. e; Machado, I. D.; Quintão, N. L. M. & Santin, J. R. (2020). Effects of passion fruit peel flour (Passiflora edulis f. flavicarpa O. Deg.) in cafeteria diet-induced metabolic disorders. Journal of Ethnopharmacology, 250.

Ferreira, M. S. L.; Santos, M. C. P.; Moro, T. M. A.; Basto, G. J.; Andrade, R. M. S. & Gonçalves, E. C. B.A. (2015). Formulation and characterization of functional foods based on fruit and vegetable residue flour. Journal of Food Science and Technology, 52(2), 822–830. https://doi.org/10.1007/s13197-013-1061-4

Francis, F. J.; Clydesdale, F. M. (1975). Food colorimetry: theory and applications, The Avi, Westport, Connecticut, USA.

Freitas, D. G. C. & Moretti, R. H. (2006). Caracterização e avaliação sensorial de barra de cereais funcional de alto teor protéico e vitamínico. Ciência e Tecnologia de Alimentos, 26(2), 318-324. https://doi.org/10.1590/S0101-20612006000200014

Garcia, M.V.; Milani, M. S. & Ries, E.F. (2019). Production optimization of passion fruit peel flour and its incorporation into dietary food. Food Science and Technology International, 26(2), 132-139. https://doi.org/10.1177/1082013219870011

Guimarães, M. M. (2007). Utilização de frutos de murici-passa no processamento e qualidade nutricional de barras de cereais. [Dissertação de Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos, Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, Universidade Federal de Goiás, Goiânia – GO].

Gutkoski, L. C., Bonamigo, J. M. d. A., Teixeira, D. M. d. F., & Pedó, I. (2007, June). Desenvolvimento de barras de cereais à base de aveia com alto teor de fibra alimentar. Ciências e Tecnologia de Alimentos, 27(2), 355-363.

Lafia, A. T., Gonçalves, L. S. C., & Sousa, S. d. (2018, May 25). Obtenção da farinha do albedo de maracujá amarelo (Passiflora edulis sims), sua característica físico-química e sua microbiologia. I Conferência Nacional de Profissionais Licenciados em Ciências Agrarias/ Agrícolas / II Simpósio de Licenciatura em Ciências Agrarias, Bananeiras - PB. https://even3.blob.core.windows.net/anais/89367.pdf

Lima, G. C. (2015). Farinha da casca de maracujá (Passiflora edulis): efeitos no tratamento e na prevenção da obesidade. [Tese de Doutorado, Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos, Campinas – SP].

http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321394

López-Vargas, J. H., Fernández-López, J., Pérez-Álvarez, J. A. & Viuda-Martos, M. (2013). Chemical, physico-chemical, technological, antibacterial and antioxidant properties of dietary fiber powder obtained from yellow passion fruit (Passiflora edulis var. flavicarpa) co-products. Food Research International, 51, 756–763. http://dx.doi.org/10.1016/j.foodres.2013.01.055

Maia, S. M. P. C.; Pontes, D. F.; Garruti, D. dos S.; Oliveira, M. N. de; Arcanjo, R. S. S. & Chinelate, G. C. B. (2018). Farinha de maracujá na elaboração de bolo de milho. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 13(3), p. 328-336. http://dx.doi.org/10.18378/rvads.v13i3.5678

Marcelino, G.; Coleta, I. T.; Candido, C. J. & Santos, E. F. dos. (2018). Caracterização e análise sensorial de cupcakes elaborados com diferentes concentrações de farinha de casca e polpa de baru (Dipteryx alata Vog.). Multitemas, 23(54), 265-281. http://dx.doi.org/10.20435/mulƟ.v23i54.1753

Marques, T. R. (2013). Aproveitamento tecnológico de resíduos de acerola: farinhas e barras de cereais. [Dissertação de Mestrado em Agroquímica, Universidade Federal de Lavras, Lavras – MG]. http://repositorio.ufla.br/jspui/bitstream/1/669/1/DISSERTA%C3%87%C3%83O_Aproveitamento%20tecnol%C3%B3gico%20de%20res%C3%ADduos%20de%20acerola%20%20farinhas%20e%20barras%20de%20cereais.pdf

Matsuura, F. C. A. U. (2005). Estudo do albedo de maracujá e de seu aproveitamento em barras de cereais. [Tese Doutorado, Universidade Estadual de Campinas, Campinas – SP]. http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/254407

Mokrzycki, W.S.; Tatol, M. (2011). Colour difference δe - a survey. Machine graphics & Vision International Journal. 20(4), 383-411.

Moraes, A. M. d., & Fonseca, J. J. S. d. (2017). Metodologia da Pesquisa Científica (1st ed.). Faculdade INTA.

Morais, E. C. de; Patias, S. G. O.; Costa, E. S.; Sandri, D. de O.; Picanço, N. F. M. & Faria, R. A. P. G. de. (2018). Brazilian Journal of Food Research, 9(2), 1-14.

Nascimento, E. M. da G. C. do.; Ascheri, J. L. R.; Carvalho, C. W. P. de. & Galdeano, M. C. (2013). Benefícios e perigos do aproveitamento da casca de maracujá (Passiflora edulis) como ingrediente na produção de alimentos. Revista Instituto Adolfo Lutz, 72(1), 1-9.

Oliveira, E. M. S. (2009). Caracterização de rendimento das sementes e do albedo do maracujá para aproveitamento industrial e obtenção da farinha da casca e pectina. [Dissertação de Mestrado em Produção Vegetal, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Campos dos Goytacazes – RJ: UENF].

Padilha, T. & BASSO, C. (2015). Biscoitos com resíduo de manga, maracujá e jabuticaba. Disciplinarum Scientia, Série: Ciências da Saúde, 16(1), 79 – 88.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica (1st ed.). UAB/NTE/UFSM. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1

Reis, L. C. R. (2018). Composição físico-química e de compostos bioativos de diferentes espécies de maracujá, estabilidade do suco e aproveitamento da farinha da casca de maracujá laranja. [Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Ciência e Tecnologia de Alimentos, Programa de Pós-graduação em Ciências e Tecnologia de Alimentos, Porto Alegre – RS].

Reolon, C. A. (2008). Fatores de influência nas características físico-químicas e minerais da casca do maracujá e seu aproveitamento na elaboração de doce. [Dissertação Mestrado em Agronomia, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon].

Ribeiro, S. A. L.; Cavalcanti, M. A. Q.; Fernandes, A. J. S. & Lima, D. M. M. (2003). Fungos filamentosos isolados de produtos derivados do milho comercializados em Recife, Pernambuco. Revista Brasileira de Botânica, 26(2), 223-229. https://doi.org/10.1590/S0100-84042003000200010

Sampaio, C. R. P. et al. (2004). Verificação da informação nutricional em rotulagem quanto à designação "light" de cereais em barra: uma pesquisa de mercado. In: Congresso Brasileiro de Nutrição (CONBRAN) – Nutrição e Qualidade de Vida: enfrentando desafios. Campo Grande.

Sarantápoulos, C.I. G. L; De Oliveira., L. M.; Canavesi, É. (2001). Requisitos de conservação de alimentos em embalagens flexíveis. Campinas: CETEA / ITAL.

Silva, D.; Pagani, A. & Souza, R. (2018). Elaboração de cupcake adicionado de farinha de resíduo de umbu cajá: características sensoriais e químicas. Revista Ciência (In) Cena. On-line, 1(7), 28-46.

Silva, E. C. O. d. (2017). Influência do flavedo e da maceração nas características físico-químicas da farinha da casca de maracujá. [Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Campina Grande. Campina Grande, Paraíba – PB].

http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/bitstream/riufcg/613/1/ELAINE%20CRISTINA%20OLIVEIRA%20DA%20SILVA%20%e2%80%93%20DISSERTA%c3%87%c3%83O%20%28PPGEG%29%202017.pdf

Silva, E. C. O. da.; Silva, A, W. P. da.; Silva, A, E. T. da.; Lopes, J. D. & Gusmão, O, R. P. de. (2016). Obtenção e caracterização da farinha do albedo de maracujá (Passiflora edulis f. flavicarpa) para uso alimentício. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 11(3), 69-74.

Silva, I. Q.; Oliveira, B. C. F. de; Lopes, A. S. & Pena, R. da S. (2009). Obtenção de barra de cereais adicionada do resíduo industrial de maracujá. Alimentos e Nutrição, 20(2). 321-329.

Silva, D. J. & Queiroz, A.C. (2002). Análise de alimentos: métodos químicos e biológicos. Viçosa, UFV.

Silveira, P. T. S. et al. (2014). Barra de cereal com farinha da casca da berinjela (solanum melongena, l.): análise microbiológica, caracterização química e aceitação sensorial. 26, III CBPFH. Cruz das Almas – BA.

Spinosa, E. de A. (2017). Caracterização de farinha da casca de maracujá amarelo e maracujá-do-cerrado. Revista Científica Semana Acadêmica, MMXVII (000100). https://semanaacademica.com.br/artigo/caracterizacao-de-farinha-da-casca-de-maracuja-amarelo-e-maracuja-do-cerrado

Torres, E. R. (2009). Desenvolvimento de barras de cereais formuladas com ingredientes regionais. [Dissertação de Mestrado em Engenharia de Processos, Universidade Tiradentes, Aracaju – SE]. https://mestrados.unit.br/pep/wp-content/uploads/sites/4/2016/04/DESENVOLVIMENTO-DE-BARRA-DE-CEREAIS-FORMULADAS-COM-INGREDIENTES-REGIONAIS.pdf

Published

03/08/2021

How to Cite

SILVA, P. C. e; ALMEIDA, M. E. de; BRAGA, R. C.; LIMA, M. E. S.; SILLVA, A. K. M. da; SÁ, D. M. A. T. Physicochemical characterization on non-traditional flours and their application in cereals bars. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 9, p. e60010918415, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i9.18415. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18415. Acesso em: 18 sep. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences