A new look at the resolution of educational conflicts – Constructive processes through school mediation

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.18618

Keywords:

School mediation; Educational coexistence; Violence; Conflict.

Abstract

The text aimed to study the school life, its violence, conflicts and mediation in the space and time of the school, using pedagogical and methodological tools that aim to exercise empathy, dialogue and conflict resolution, demonstrating how the Practices Restorative, through Mediation, can help to improve teaching and learning in the school universe. The methodology was developed through bibliographic reviews using a dialectical method in an ethnographic approach (Marconi; Lakatos, 2005), which sought theoretical support in authors such as: Abramoway (2002), Heredia (1999), Marshal (2019). The results showed that Restorative Practices, through the Mediation of Conflicts, Restorative Circles, Non-Violent Communication are tools that promote individuals to a new meaning and reconstruction in the way of teaching and learning inside and outside the school space.

Author Biographies

Lúcia Maciel Couto, Universidade de Cuiabá

Mestranda do Programa de Mestrado em Ensino - Universidade de Cuiabá -UNIC

Edenar Souza Monteiro, Universidade de Cuiabá

Docente do Mestrado em Ensino na Universidade de Cuiabá - PPGEn

Marcela Cristiane Ribeiro Brito, Instituto Federal de Mato Grosso

Mestranda pelo Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) pelo Programa de Mestrado em Ensino (PPGEn)

Monica Vieira da Silva, Universidade de Cuiabá

Mestranda do programa de Mestrado em Ensino - Universidade de Cuiabá -  UNIC

References

Abramoway, M. & Rua, M. G. (2002). Violências nas escolas. UNESCO no Brasil.

Badini, L. L. M. & Borges V.M.G. (2015). Citado no Manual de Negociação e Mediação para Membros do Ministério Público. (2a ed.) CNMP.

Brasil. (2018). Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. MEC/Secretaria de Educação Básica.

Brasil. (2004). Ministério da Educação. Assessoria de Comunicação Social. Estatuto da Criança e do Adolescente. MEC.

Brito, C.H. (2007). A mediação como instrumento de integração e pacificação na escola. In: Lima, F.A., Fagundes, R.V., Pinto, V.L. Manual de Mediação: teoria e prática. New Hampton Press.

Charlot, B. (2002). Tradução de Sonia Taborda. A violência na escola: como os sociólogos franceses abordam a questão. In: Sociologias, Porto Alegre, v. 4, n. 8, jul/dez.

Chauí, M. (2005). Cultura e democracia. (11a ed.) Cortez Editora.

Dias, D. O. K. (2012). Bullying – violência entre pares no contexto escolar. Citada no livro Psicologia na Prática Jurídica A Criança em foco. São Paulo, SP: Editora Saraiva.

Fante, C. A. Z. (2005). Fenômeno bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. Versus Editora.

Fernandes, P. (2017). Meios Consensuais de Resolução de Conflitos no Novo Código de Processo Civil: A Conciliação e a Mediação. Jus.com.br/artigos/59938.

Heredia, R. A. S. (1999). Enfoque global de la escuela como marco de aplicacion de los programas de resolución de conflictos. In: Medicaión escolar – propuestas, reflexiones y experiencias. Florencia Brandoni (Comp.). Buenos Aires, Barcelona, México: Paidos.

Rosenberg, M. B. (2019). A linguagem da paz em um mundo de conflitos: sua próxima fala mudará seu mundo. Tradução Grace Patricia Close Deckers. Palas Athena.

Michaud, Y. (1986). A violência. Ática.

Miranda N. & Gama F. & Meirelles, D. R. S. (2012). Mediação judicial no projeto do novo Código de Processo Civil. Revista de Arbitragem e Mediação, São Paulo: RT, n. 33.

Odalia, N. (2004). O que é violência. Editora Brasiliense.

Olweus citado por Dias, D. O. k.(2012). Bullying – violência entre pares no contexto escolar. Citada no livro Psicologia na Prática Jurídica - A Criança em foco. São Paulo, SP: Editora Saraiva.

Pimenta, C. A. M. & Incrocci, L. M. M. C. (2018) O lugar dos processos de mediação e resolução de conflitos escolares: como nos vemos? Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar Mossoró, 4(10).

Sales, L. M. M. & Alencar E. (2007). Mediação de Conflitos: família, escola e comunidade. Conceito Editorial.

Schbbel, P. D. C. (2002). Mediação escolar entre pares: Semeando a paz entre os jovens. Willis Harmann House.

Vasconcelos, C. E. (2012) Mediação de conflitos e práticas restaurativas. (2a ed.), Método.

Warat, L. A. (2001). O Ofício do Mediador. Habitus.

Published

05/08/2021

How to Cite

COUTO, L. M. .; MONTEIRO, E. S.; BRITO, M. C. R. .; SILVA, M. V. da . A new look at the resolution of educational conflicts – Constructive processes through school mediation. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e53101018618, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.18618. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/18618. Acesso em: 24 oct. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences