Perceptions of chemistry teachers during the COVID-19 pandemic on the use of virtual games in remote learning

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.19070

Keywords:

Chemistry teaching; Teaching tools; Pandemic.

Abstract

The virtual games enable interest and participation of the student, as well as can enable attention, creativity, motor coordination, concentration, among other advantages. The objective of this research was to understand the perceptions of high school teachers in a school in the municipality of Camocim-CE regarding the use and applicability of games in times of pandemic. This is a qualitative, exploratory research, carried out in a high school, located in the municipality of Camocim-CE, whose subjects were chemistry teachers. As a data collection technique, we used the questionnaire, which due to care for the COVID-19 pandemic, was applied remotely, through a message application. With the collected data we could perceive progressive and traditionalist teachers, and that the use of virtual games for some was of paramount importance for the teaching of chemistry contents. We infer the educational virtual games, proved to be efficient and necessary, especially given the reality that we are experiencing with the COVID-19 pandemic.

Author Biographies

Ivo Batista Conde, Universidade Estadual do Ceará

Doutorando em Educação (PPGE-UECE) (2019). É Mestre em Educação, pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2017). Especialista em Educação Ambiental (2012) pela Universidade Estadual do Ceará. Graduado em Ciências Biológicas pela UECE nas modalidades de Licenciatura (2006) e Bacharelado (2008) e graduado em Licenciatura em Pedagogia (2002) pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Integrante do Grupo de Pesquisa Docência na Educação Básica e Ensino Superior (GDESB/CNPq) e do Grupo de Estudo PERFORMA (UECE). Tem interesse nas seguintes áreas: Educação, Didática, Formação de Professores, Educação Ambiental, Educação a Distância, Inovações do Ensino e Estágio.

Silvio Gentil Jacinto Junior, Universidade Estadual do Ceará

Licenciado em Química pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) em 2013. Especialista em Metodologia do Ensino de Biologia e Química pela Universidade Cândido Mendes (UCAM) em 2016. Mestre em Climatologia e Aplicações nos Países da CPLP e África pela UECE em 2018. Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais na UECE com desenvolvimento de pesquisas na área de Fisiologia Vegetal. Atualmente sou Professor de Ciências na Prefeitura Municipal de Fortaleza e tutor à distância do Curso de Licenciatura em Química da Universidade Estadual do Ceará - UECE. Atuo, principalmente, nos seguintes temas: fisiologia vegetal, estresse hídrico, catálise biológica e ensino de Química/Ciências.

Marcelo Augusto Magalhães da Silva, Universidade Estadual do Ceará

Graduado em Licenciatura Plena em Química pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Kleyane Morais Veras, Universidade Estadual do Ceará

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Mestre em Educação pelo PPGE/UECE. Especialista no Ensino de Química pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais (CLARETIANO). Pedagoga pela Faculdade Educacional da Lapa (FAEL). Licenciada em Química pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Tem experiência na área de Educação e Química, com ênfase em: Formação de professores; Didática; Políticas Públicas; Ensino de Química; Química Orgânica; Química Geral.

References

Benedetti Filho, E., Santos, C. G. P. dos, Cavagis, A. D. M., & Benedetti, L. P. dos S. (2019). Desenvolvimento e aplicação de um jogo virtual no ensino de Química. Informática na Educação: Teoria & Prática, 22(3), 144–157.

Bitencourte, A., Hinz, V. T., & Lopes, J. L. B. (2018). Uma análise do uso das tecnologias móveis digitais em sala de aula no ensino médio de uma escola pública. Educar Mais, 2(1), 1–23. https://doi.org/https://doi.org/10.15536/reducarmais.2.2018.%p.1273

Bittar, M. (2010). A escolha do software educacional e a proposta didática do professor: estudo de alguns exemplos em matemática. In Beline,W. & Costa, N. M. L. Educação matemática, tecnologia e formação de professores: algumas reflexões (2 ed.). Campo Mourão, PR: Editora da Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão - FECILCAM.

Carlotto, M. S. (2011). Síndrome de Burnout em professores: prevalência e fatores associados. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 27(4), 403–410.

Carvalho, L. A. de;, Santos, S. F. dos;, Oliveira, L. F. P., & Galdino, M. E. R. (2019). Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC’S) e a sala de aula. Revista Perspectivas Online: Humanas & Sociais Aplicadas, 9(26), 32–51. https://doi.org/10.25242887692620191876

Clemente, M. C. T., & Cruz, G. D. da. (2021). A experiência de docentes em formação inicial com o ensino remoto: Refletindo sobre desafios em busca de soluções prováveis. Revista X, 16(3), 703–727. https://doi.org/10.5380/rvx.v16i3.79528

Cruz, J. M. de O. (2008). Processo de ensino-aprendizagem na sociedade da informação. Educação e Sociedade, 29(105), 1023–1042. https://doi.org/10.1590/s0101-73302008000400005

Cunha, M. B. da. (2012). Jogos no ensino de química: considerações teóricas para sua utilização em sala de aula. Química Nova na Escola, 34(2), 92–98. http://www.qnesc.sbq.org.br/online/qnesc34_2/07-PE-53-11.pdf

Domenico, A. S. D., Zamboni, T. M., & Moreira, E. M. (2015). Os desafios atuais da profissão professor. Revista Educação & Tecnologia, 15, 9–17.

Fraga, D. (2010). Linguagem, jogo digital e educação linguística. In Aprendizagem em ambientes virtuais: compartilhando ideias e construindo cenários (2. ed.). Caxias do Sul, RS: Editora da Universidade de Caxias do Sul - EDUCS.

Freitas, J. L. A., & Mancini, K. C. (2019). Contribuições da ludicidade no processo de ensino e aprendizagem de conhecimentos científicos e culturais. Kiri-Kerê: Pesquisa em Ensino, 7, 104–122.

Gil, A. C. (2008). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social (6ª ed.). São Paulo, SP: Editora Atlas.

Gonçalves, E. H., & Marco, F. F. de. (2016). Jogos virtuais educativos: alternativa metodológica no ensino e aprendizagem da matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. Anais do Encontro Nacional de Educação Matemática. Educação Matemática na Contemporaneidade: desafios e possibilidades. São Paulo, SP, Brasil, 12.

Jacinto Junior, S. G., Lucena, E. M. P. de, Alves, D. R., & Morais, S. M. de. (2021). O ensino de ciências naturais na educação básica por meio de atividades lúdicas: uma revisão da literatura. Research, Society and Development, 10(6), e16110614643. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i6.14643

Lima Filho, F. de S., Cunha, F. P. da, Carvalho, F. da S., & Soares, M. de F. C. (2011). A importância do uso de recursos didáticos alternativos no ensino de química: uma abordagem sobre novas metodologias. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, 7(12), 166–173. http://www.conhecer.org.br/enciclop/conbras1/a importancia.pdf

Lucena, G. L., & Azevedo, M. S. (2012). QUIZmica: um jogo virtual auxiliando o ensino de Química. Revista Tecnologias na Educação, 7(4), 1–11. http://tecnologiasnaeducacao.pro.br/

Lüdke, M., & André, M. E. D. A. (2013). Pesquisas em educação: uma abordagem qualitativa (2ª ed). Rio de Janeiro, RJ: Editora Pedagógica e Universitária.

Martins, C., & Giraffa, L. M. M. (2014). Gamificação nas práticas pedagógicas em tempos de cibercultura: proposta de elementos de jogos digitais em atividades gamificadas. Anais do Seminário de Jogos Eletrônicos, Educação e Comunicação. Salvador, BA, Brasil, 11. https://doi.org/10.5753/cbie.wcbie.2014.51

Minayo, M. C. de S. (2001). Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade (18th ed., p. 96).

Nicola, J. A., & Paniz, C. M. (2016). A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no ensino de ciências e biologia. Inovação e Formação - Revista do núcleo de educação a distância da Unesp, 2(1), 355–381.

Oliveira, D. A. (2006). Regulação educativa na América Latina: repercussões sobre a identidade dos trabalhadores docentes. Educação em Revista, 44(dez), 209–227.

Palú, J., Schütz, J. A., & Mayer, L. (2020). Desafios da educação em tempos de pandemia. In E. Ilustração (Ed.), Desafios da educação em tempos de pandemia (1a ed.). https://doi.org/10.46550/978-65-991146-9-4

Person, V. A., Bremm, D., & Güllich, R. I. da C. (2019). A formação continuada de professores de ciências: elementos constitutivos do processo. Revista Brasileira de Extensão Universitária, 10(3), 141–147. https://doi.org/10.24317/2358-0399.2019v10i3.10840

Prensky, M. (2012). Aprendizagem baseada em jogos digitais (1ª ed). São Paulo, SP: Editora SENAC.

Romano, C. G., Carvalho, A. L., Mattano, I. D., Chaves, M. R. M., & Antoniassi, B. (2017). Perfil químico: um jogo para o ensino da Tabela Periódica. Revista Virtual de Química, 9(3), 1235–1244. https://doi.org/10.21577/1984-6835.20170072

Santos, A. G. dos;, & Melo, S. C. da S. (2020). O ensino de Ciências e a peça teatral “Heróis Da Ciência”: olhares dos estudantes com deficiência. Revista Educação e (Trans)Formação, Dossiê Tem(dez), 54–71.

Savi, R., & Ulbricht, V. R. (2008). Jogos digitais educacionais: benefícios e desafios. Revista novas tecnologias na educação, 6(2), 1–10. https://doi.org/10.22456/1679-1916.14405

Scherer, S., & Silva Miranda, C. S. (2013). Jogos virtuais e educação nas escolas. Ação midiática: estudos em comunicação, sociedade e cultura, 2(5), 1–16.

Shaw, G. L., & Ribeiro, M. S. de S. (2014). Games no ensino de ciências: desafios e possibilidades. Revista de Educação da Universidade Federal do Vale do São Francisco, 4(6), 98–110.

Vaillant, D., & Garcia, C. M. (2012). Ensinando a ensinar: as quatro etapas de uma aprendizagem (1ª ed). Curitiba, PR: Editora da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - EDUTFPR.

Published

18/08/2021

How to Cite

CONDE, I. B. .; JACINTO JUNIOR, S. G.; SILVA, M. A. M. da .; VERAS, K. M. Perceptions of chemistry teachers during the COVID-19 pandemic on the use of virtual games in remote learning. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e550101019070, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.19070. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/19070. Acesso em: 20 oct. 2021.

Issue

Section

Education Sciences