Scientific initiation in the context of emergency remote teaching: report of experience of exploitation of digital literatures

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i10.19128

Keywords:

Teaching; Teaching.; Scientific initiation; Scientific initiation.; Digital literacies; Digital literacies.; Videominute.

Abstract

This work aims to provide an experience report on the exploration of digital literacies in the context of emergency remote education (ERE), presenting the perception of scholarship students about Scientific Initiation (SI) activities carried out through Digital Information Technologies and Communication (DITC). The relevance of the theme is justified by the pressing need for changes in the educational sphere, due to the COVID-19 pandemic. The epistemological anchorage comes from theories that discuss scientific initiation, digital literacies and the videominute discursive genre, proposed by the national guiding document, National Common Curriculum Base (NCCB). The chosen research methodology is qualitative, empirically based, arising from the experience report of SI students. The analysis categories were “academic training and digital literacy”. The investigation results pointed to the usefulness of digital literacies in SI in the teaching and learning process of the undergraduate student, as it impacted on academic training, in the professional sphere and awakened to the continuation of studies at the post-graduation level. Regarding the pandemic context, the methodological path indicated that it required disruptive changes that evoked the domain of digital literacies, changing the practice of researchers and indicating the need for better preparation of those involved, through the multiple digital literacies required in the digital sphere, in a small amount of time.

Author Biography

Eliza Adriana Sheuer Nantes, Universidade Pitágoras UNOPAR

Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Londrina; Especialização em Língua Portuguesa; Mestrado e Doutorado em Estudos da Linguagem pela mesma Universidade. É professora da Universidade Norte do Paraná (PPGENS-UNOPAR). Atua na graduação e pós-graduação com os temas: ensino, linguagem, tecnologia e análise linguística (via gêneros discursivos). Participa dos Grupos de Pesquisa: Linguagens, Tecnologia e Ensino, UNOPAR-CNPq e FELIP-Formação e Ensino em Língua Portuguesa, UEL-CNPq . Coordena os projetos de pesquisa "Gêneros discursivos: uma investigação das práticas de letramento e multiletramento na esfera escolar", "Os Gêneros Midiáticos como práticas de letramento e multiletramento na escola" (UNOPAR-FUNADESP) e ?A exploração do fórum em ambiente virtual de aprendizagem enquanto ferramenta para o ensino" (UNOPAR-CNPq).

 

References

Bakhtin, M. (2010). Estética da criação verbal. Trad. Maria Ermantina Galvão G. Pereira. Martins Fontes.

Brasil. (2018). Base Nacional comum curricular. http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf.

Brasil. (1988). Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Senado Federal: Centro Gráfico.

Brasil. (2017). Decreto n.º 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União.

Brasil. (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/l9394.htm.

Brasil. Conselho Nacional de Educação. (2020). Parecer CNE/CP n.º 05/2020, de 28 de abril de 2020. Reorganização do Calendário Escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais [...] em razão da Pandemia da COVID-19. encurtador.com.br/lFGKR.

Bridi, J. C. A. (2015). A pesquisa nas universidades brasileiras: implicações e perspectivas. In: Massi, Luciana, Queiroz, Salete Linhares (Orgs). Iniciação científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. Unesp. p. 13-35.

Buzato, M. E. K. (2006). Letramentos digitais e formação de professores. III Congresso Ibero-Americano EducaRede: Educação, Internet e Oportunidades, São Paulo. www.researchgate.net/publication/242229367_Letramentos_Digitais_e_Formacao_de_Professores.

Cabrero, R. de C., Costa, M. da P. R. da. (2015). Iniciação científica, bolsa de iniciação científica e grupos de pesquisa. In: Massi, Luciana, Queiroz, Salete Linhares (Orgs.). Iniciação científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. Unesp. p. 109-129.

Canaan, M. G., & Nogueira, M. A. (2015). Bens em disputa no campo universitário: o efeito de fatores socioeconômicos e culturais no acesso à bolsa de iniciação científica. In: Massi, Luciana, Queiroz, Salete Linhares (Orgs). Iniciação científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. Unesp. p. 65-85.

Carvalho, M. J. L. (2011). Gênero relato de experiência: um olhar sobre as estratégias cognitivas e discursivas em aquisição de linguagem. Dissertação, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa. https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6363?locale=pt_BR.

Dudeney, G., Hockly, N., & Pegrum, M. (2016). Letramentos Digitais. Trad. Marcos Marcionilo. Parábola Editorial.

Massi, L., Queiroz, S. L. (2015). A perspectiva brasileira da iniciação científica: desenvolvimento e abrangência dos programas nacionais e pesquisas acadêmicas sobre a temática. In: Massi, Luciana, Queiroz, Salete Linhares (Orgs.). Iniciação científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. Unesp. p. 37-64.

Mazzafera, B. L., & Suguimoto, H. H. (2016). Programa de Iniciação Cientifica: influência no aumento quantitativo e qualitativo da produção científica. Política e Gestão Educacional (Online), 20, 38-48. https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9391.

Minayo, M. C. de S. (2016). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Vozes.

Moran, J. M. (2015). Educação híbrida: um conceito-chave para a educação. In: Bacich, L., Tanzi Neto, A., Trevisani, F. M. (Orgs.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Penso. 27-46.

Paiva, V. L M de Oe. (2019). Manual de pesquisa em estudos linguísticos. Parábola.

Rodrigues, F. M, Rith, R. G., & Nantes, E. A. S. (2020). Iniciação Científica: a exploração dos Letramentos Digitais na formação do aluno. 11º Seminário De Iniciação Científica E Tecnológica / 2º Seminário De Pesquisa E Pós-Graduação Stricto Sensu, 1-9. https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/33032.

Santos, A. R. de J., Ferreira, D. C. R. R., & Mello, E. de. (2019). Ainda a semiformação: contribuições de Adorno e Horkheimer em tempos de cibercultura. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, 14 (4), 1993-2002.

Soares, M. (2002). Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação & Sociedade, Campinas, 23(81), 143-160. www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13935.pdf.

Vitiello, M G. F. (2019). Iniciação Científica na Modalidade da Educação a Distância: a Mediação por meio de Ferramentas Digitais. Dissertação, Universidade Norte do Paraná, Londrina. https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/30151.

Santos, E., Ribeiro, M., & Fernandes, T. (2021). Ciberformação docente em contexto de pandemia: multiletramentos críticos em potência. In: Kersch, Dorotea Frank, Martins, Ana Patricia Sá, Santos, Gabriela Krause dos, Temóteo, Antônia Sueli S. G. (Orgs). Multiletramentos na pandemia aprendizagens na, para a e além da Escola [recurso eletrônico]. Ed. Casa Leiria. p. 23-36.

Temóteo, A. S. S. G. (2021). A constituição de letramentos, durante a pandemia: desafios para professores e alunos. In: Kersch, D. F., Martins, A. P. S., Santos, G. K. dos, Temóteo, A. S. S. G. (Orgs). Multiletramentos na pandemia aprendizagens na, para a e além da Escola [recurso eletrônico]. Ed. Casa Leiria. p. 69 – 84.

Published

19/08/2021

How to Cite

NANTES, E. A. S.; VITIELLO, M. G. F. .; RITH, R. G. .; RODRIGUES, F. M. .; OLIVEIRA, D. W. de . Scientific initiation in the context of emergency remote teaching: report of experience of exploitation of digital literatures. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 10, p. e563101019128, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i10.19128. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/19128. Acesso em: 20 oct. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences