Reflection on the pedagogical practices of the professor of Research Methodology in Higher Education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i12.20414

Keywords:

Teacher’s capability; Research methodology; Higher education.

Abstract

One of the biggest challenges for Higher Education teachers is to remain self-reflective about pedagogical practices and the role of Continuous Education, recycling and incorporating knowledges, skills and abilities, aligning them with technological and scientific advances. Through a literature review, we could notice that the professional attitude through pedagogical practices, the mastery of knowledge, the exercise of technological updating and scientific knowledge positively influence the teaching-learning process, making it more pleasant and profitable. Based on the above, the aim of this research is to elucidate how the association of the teacher’s knowledge and skills with the pedagogical methods and practices of Higher Education contribute to turning the discipline of Metodologia de Pesquisa (Research Methodology) into an attractive discipline for students.

References

ABNT. (Outubro de 2019). Fundação Brasileira de Normas Técnicas. In: http://www.abnt.org.br/abnt/conheca-a-abnt.

Almeida, M. E. B. (2000). Informática e formação de professores. Brasília: Ministério da Educação, Seed.

Bireaud, A. (1995). Novas práticas pedagógicas no ensino superior. Porto: Porto Editora.

Brasil. (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Portal da Legislação: Leis Ordinárias. In: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Carvalho, M. G., Bastos, J. A. de S. L. & Kruger, E. L. de A. (2000). Apropriação do conhecimento tecnológico. Paraná: CEEFET-PR.

Carvalho, J. A. de, Carvalho, M. P. de, Barreto, N. A. M. & Alves, F. A. (2010). Andragogia: Considerações sobre a Aprendizagem do Adulto. Ensino, Saude E Ambiente, 3(1), pp. 78-90, https://doi.org/10.22409/resa2010.v3i1.a21105

Cerutti, E. & Giraffa, L. M. M. (2015). Uma nova juventude chegou à universidade: e agora professor? 1ª ed. Curitiba PR: CRV.

Cortella, M. S. (2016). Educação, escola e docência, novos tempos, novas atitudes. São Paulo: ABDR.

Deaquino, T. C. E. (2007). Como Aprender: Andragogia e as habilidades de aprendizagem. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Demo, P. (2006). Pesquisa: princípio científico e educativo. 12.ed. São Paulo: Cortez.

Domingues, G. S. (2016). Andragogia de Jesus - A metodologia de Ensino que Transformou o Processo Educativo. 2ª ed. Curitiba: A.D. Santos.

Fernandes, J. C. L. & Silva, A. T. P. (2017). Práticas Pedagógicas para o Ensino Superior. Revista de Pós-graduação Multidisciplinar, 1(2), pp. 363-372, ISSN 2594-4797.

Freire, P. (1997). Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Galliano, A. G. (1986). O método científico: teoria e prática. São Paulo: Harbra.

Hamze, A. (Outubro de 2019). Andragogia e a arte de ensinar aos adultos. In: https://educador.brasilescola.uol.com.br/trabalho-docente/andragogia.htm

Kenski, V. M.(2012). Educação e Tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Editora Papirus.

Kenski, V. M. O papel do professor na sociedade digital. In: Castro, A. D. de, Carvalho, A. M. P. de (org.). (2001). Ensinar a ensinar: didática para a escola fundamental e média. São Paulo: Pioneira Thompson Learning.

Libâneo, J. B. (2001). Introdução à vida intelectual. São Paulo: Loyola.

Lobo, A. S. M. & Maia, L.C. G. (2015). O uso das TICs como ferramenta de ensino-aprendizagem no Ensino Superior. Caderno de Geografia, 25(44), pp. 16-26, DOI 10.5752/p.2318-2962.2015v25n.44p.16

Malheiros, B. T. (2011). Metodologia da Pesquisa em Educação. Rio de Janeiro: LTC.

Masetto, M. T. (2012). Competência pedagógica do professor universitário. 2. ed. São Paulo: Summus.

Menezes, E. T. de. (2018). Para além dos usos das tecnologias digitais: um estudo acerca da formação e atuação docente no ensino superior de doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Educação da USP 2018. Tese Doutorado em Formação, Currículo e Práticas Pedagógicas – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo.

Mellouki,, M. & Gauthier, C. (2004). O professor e seu mandato de mediador, herdeiro, intérprete e crítico. Educ. Soc., 25, (87),pp. 537-571, https://doi.org/10.1590/S0101-73302004000200011

Slomski, V. (2007). Saberes e competências do professor universitário: contribuições para o estudo da prática pedagógica do professor de Ciências Contábeis do Brasil. Revista de Contabilidade e Organizações, 1(1), pp. 89-105, https://doi.org/10.11606/rco.v1i1.34699

Vasconcelos, M. L. Docência e autoridade no ensino superior: uma introdução ao debate. In: Teodoro, A. & Vasconcelos, M. L. (orgs). (2005). Ensinar e aprender no ensino superior: por uma epistemologia da curiosidade na formação universitária. 2ª ed. São Paulo: Mackenzie/Cortez.

Valente, J. A. (2005). A Espiral da Espiral de Aprendizagem: o processo de compreensão do papel das tecnologias de informação e comunicação na educação. Tese (Livre Docência) Departamento de Multimeios, Mídia e Comunicação, Instituto de Artes (IA).

Vargas, S. A. (2017). A docência no Ensino Superior em Ciências Contábeis: Reflexões sobre os saberes à prática educativa. Dissertação (Mestrado em Educação), Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Frederico Westphalen.

Tardif, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional. 4º Ed. Petrópolis: Vozes.

Tardif, M. (2014). Saberes docentes e formação profissional. 17º Ed. Petrópolis: Vozes.

Tartuce, T. J. A. (2006). Métodos de pesquisa. Fortaleza. Fortaleza: UNICE Ensino Superior.

Tavares, S. T. de P. & Gomes, S. A. R. (2018). Educação e aprendizagem no século XXI: o papel do professor e do aluno frente aos impactos das tecnologias da informação e da comunicação (tic) na educação. Evidência, 14(15), pp. 59-71, DOI:10.29327/evidencia.v14.i15.a4

Teixeira, E. (2010). As três metodologias: acadêmica, da ciência e da pesquisa. 7ªed. Petrópolis, RJ: Vozes.

Pimenta, S. & Anastasiou, L.das G. C. (2010). Docência no Ensino Superior. 4ªed. São Paulo: Cortez.

Pinto, A. V. (2007). Sete Lições Sobre Educação de Adultos. 15ª ed. São Paulo: Cortez Editora.

Praça, F. S. G. (2015). Metodologia da Pesquisa Científica: Organização Estrutural e os Desafios para Redigir o trabalho de Conclusão. Revista Eletrônica “Diálogos Acadêmicos”, 8 (1), pp. 72-87, ISSN: 0486-6266

Prodanov, C. C. & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico [recurso eletrônico] : métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. Novo Hamburgo: Feevale.

Zabalza, M. A. (2004). O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed.

Published

19/09/2021

How to Cite

HANKE, G. .; SOARES, S. T. C. .; MOREIRA , J. S. S. .; CARNEIRO, K. I.; MIRANDA, P. .; BITTENCOURT, A. H. C.; MARQUES, M. Reflection on the pedagogical practices of the professor of Research Methodology in Higher Education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 12, p. e268101220414, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i12.20414. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/20414. Acesso em: 20 feb. 2024.

Issue

Section

Review Article