Talking about hygiene with school adolescents: an experience report

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21640

Keywords:

Hygiene; Health education; School health.

Abstract

Introduction: The school environment is a multidisciplinary and multidisciplinary space, in which all individuals contribute to the construction of knowledge and knowledge, being a favorable place to work on actions that promote health and prevent diseases and injuries. Methodology: This is an experience report of an activity developed in 2019, with teenagers aged 14 years old, entering the first year of high school. The action was designed based on the Streets model, which consists of an educational game about hygiene. Some questions were adapted to the reality and problems of the school. The action planning used the Problematization Theory methodology, based on the tools of popular education and the exchange of knowledge, developed by Paulo Freire. Experience report and discussion: The idealization of the intervention arose from the need to guide students who had just arrived at high school on good hygiene habits. Teachers complained about the precarious hygiene with which students went to school. The activity took place in the form of a scavenger hunt, where the class was divided into two teams and the conductors presented a series of questions about hygiene, which dealt with oral hygiene, hygiene with shoes, school uniforms, armpits, and even with the genital region. Final Considerations: The intervention was designed to strengthen knowledge about hygiene among students, with commitment and social responsibility, since the encouragement of self-care must be linked to the autonomy and protagonism of the subjects.

Author Biographies

Gabriela Oliveira Parentes da Costa, Instituto Federal do Maranhão

Enfermeira. Especialista em Urgência e Emergência. Especializanda em Docência para o Ensino Superior. Especializanda em Centro Cirurgico e Central de mataerial. Docente das disciplinas de UTI e Sa´úde do Idoso para curso técnico em enfermagem. 

Naianne Geórgia Sousa de Oliveira, Faculdade Santa Luzia

 

 

Adalberto Fortes Rodrigues Júnior, Universidade Federal do Piauí

 

 

Rebeca Natacha Barbosa Vieira, Faculdade Aliança

 

 

Érida Zoé Lustosa Furtado, Universidade Federal do Piauí

 

 

Maryanne Marques de Sousa, Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí

 

 

Angélica de Oliveira Lino Araújo, Faculdade São Gabriel

 

 

Otília Maria Reis Sousa Tinel, Universidade Federal do Piauí

 

 

References

Bordenave, J. D. & Pereira, A. M. Estratégias de ensino aprendizagem. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 1989.

Cordeiro, N. V. (2019). Temas Contemporâneos e Transversais na BNCC: as contribuições da transdisciplinaridade. Brasília – DF. https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/bitstream/tede/2661/2/NataliadeVasconcelosCordeiroDissertacao2019.pdf

Copetti, J., Soares, R. & Folmer, V. (2018). Educação e saúde no contexto escolar: compartilhando vivências, explorando possibilidades. Uruguaiana, RS, Brasil. 183p.

Cordellini, J. V. F. (2016). Adolescência e a saúde física e mental. http://www.crianca.mppr.mp.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=444.

Cruz, J. D. S. (2018). Higiene pessoal como uma proposta inovadora para melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes do centro de apoio lar peniel na cidade de simão dias-SE. 9º Simpósio Internacional de Educação e Comunicação. Aracaju.

Filgueira, A. C. G, Araújo, G. M. S. & Silva, J.V. (2018). Fique esperto;Orientações de saúde para adolescentes. organizadores Ana Cristina Gondim Filgueira, Gerliene Maria Silva Araújo, Janmille Valdivino da Silva; projeto gráfico, diagramação e capa Hanna Andreza Fernandes Sobral; revisão linguística Célio José Fiel da Silva Júnior. – Natal: IFRN. 230 p.

Guerin, C. S. et al. (2017). Promoting health education in a non-formal learning space. Revista Brasileira em Promoção da Saúde. 30(1):5-12.

Martins, A. S., Horta, N. C. & Castro, M. C. G. (2013). Promoção da saúde do adolescente em ambiente escolar. Rev APS. jan/mar; 16(1): 112-116.

Mori, M. S., Cabús, R. S. & Freitas, S. R. S. (2016). Sequência didática sobre educação ambiental: uma abordagem metodológica alternativa para o ensino sobre a poluição atmosférica. Cadernos de Educação – reflexões e debates; 31 (15): 59-70.

Mouta, A. A. N. (2020). Saúde na escola: utilização do lúdico na educação básica para conscientização sobre a higienização pessoal e a prática da lavagem das mãos. REAS/EJCH, 1(50).

Pacheco, E. (2012). Perspectivas da educação Profissional técnica de nível médio Proposta de Diretrizes Curriculares Nacionais. São Paulo. 146p.

Pieri, A. S. (2020). HIGIENE E SAÚDE NA ESCOLA. Revista de Formação e Prática Docente,(3):44-53.

Ramos, L. S. (2020). Instruções de higiene na escola e na sociedade como ação de saúde e prevenção de doenças: uma revisão bibliográfica. REAS/EJCH, 12(10).

Ruas, H. M. S. (2013). DESAFIO MASTER DE HIGIENE NA ADOLESCÊNCIA: um jogo didático para o ensino médio. Belo Horizonte. 140p.

Salum, G. B & Monteiro, L. S. (2015). EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA ADOLESCENTES NA ESCOLA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA. Revista Mineira de Enfermagem.19(2):246-251.

Santos, T. B., Teixeira, C. & Pereira, F. L. (2019). O projeto “Higiene e Saúde na Escola”: reflexões sobre as estratégias de ensino e percepção dos conhecimentos relacionados à higiene e saúde entre estudantes de uma escola do campo. Interfaces - Revista de Extensão da UFMG, Belo Horizonte, 7(1):01-591.

Santana, V. R. (2012). PERFIL DEMOGRÁFICO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PORTADORES DE HIPERIDROSE PRIMÁRIA E A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA APÓS SIMPATECTOMIA TORACOSCÓPICA. ARACAJU-SE.110p.

Silva, J. L. L. et al. (2020). Health education with teenagers ate school: experience report . Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 3, n. 3, p. 6007-6017 may/jun.

Souza, E. O. et al. (2017). Higiene bucal: Percepção dos alunos e modelo educativo. PECIBES, 2(56):56-63.

Terço, J. S. & Freitas, S. R. S. 2016. Educação e saúde na escola: aplicação de uma sequência didática sobre alimentação saudável. Cadernos de Educação – reflexões e debates.; 31 (15):71-85.

Published

21/10/2021

How to Cite

COSTA, G. O. P. da .; SOUSA, I. D. B. de .; FERREIRA, R. de S. A. .; OLIVEIRA, N. G. S. de .; TOUSSAINT, L. S. M. .; RODRIGUES JÚNIOR, A. F. .; VIEIRA, R. N. B. .; FURTADO, Érida Z. L. .; SOUSA, M. M. de .; SOUSA, L. R. G. de .; ARAÚJO, A. de O. L. .; LEONEL, L. R. da S.; TINEL, O. M. R. S. .; GONZALEZ, N. F. F. .; OLIVEIRA, K. A. de . Talking about hygiene with school adolescents: an experience report. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e539101321640, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21640. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21640. Acesso em: 3 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences