Food and mental health during the Covid-19 pandemic

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.21695

Keywords:

Social isolation; Food standards; Food safety; Health vulnerabilities.

Abstract

The pandemic caused by Covid-19 led to isolation and social distance, loss of jobs, changes in family income, changes in eating habits, as well as difficulties in accessing food and the unpredictability that affect the physical and emotional health of individuals and collectivity. In this context, the aim was to evaluate aspects related to food and mental health of the population of Santa Catarina during the Covid-19 pandemic. Data collection was performed by remotely applying a questionnaire from December 2020 to February 2021. The questionnaire was composed of questions that addressed the sociodemographic profile, Brazilian Scale of Food Insecurity, Test – How is your diet? from the Ministry of Health, Food consumption markers form of the Food and Nutritional Surveillance System and symptoms of depression and anxiety based on the inventory of The Mind Overcoming Humor. The research was approved under Opinion No. 4,357,984. In all, 36.5% of respondents were at some level of food and nutrition insecurity. The majority (93.9%) had satisfactory eating habits during the pandemic. Regarding anxiety, it was observed that 56.2% of the participants felt worried most of the time and easily tired. As for depression, 50.7% of respondents felt tired, with loss of energy and had an alteration in their sleep pattern. It is concluded that the food of the participants is adequate, although it was found that 1/3 of the families were food insecure. Symptoms associated with anxiety and depression were found in an important percentage of the sample.

References

Almeida, J., Mendonça, A., Gonçalves, I., & Batista, L. (2018). Intervenção nutricional através de oficinas culinárias e palestras educativas: aplicação e influência no estado nutricional de adultos. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, 12, 126-131. http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/668/516

Almeida J., S., Kairala, R., Pereira, A., Costa, G., Cruz, R., Junior, J., Brito, V., Serra, A., Maniglia, F., & Furtado, R. (2020). COVID-19 e a infecção por SARS-CoV-2 em um panorama geral. Brazilian Journal of health Review, 3(2), 3508-3522. 10.34119/bjhrv3n2-182

Alpino, T. de M. A., Santos, C. R. B., Barros, D. C. de., & Freitas, C. M. de. (2020). COVID-19 e (in) segurança alimentar e nutricional: ações do Governo Federal brasileiro na pandemia frente aos desmontes orçamentários e institucionais. Caderno de Saúde Pública. 36(8), 1-17. 10.1590/0102-311X00161320

Asbran. (2020). Guia para uma alimentação saudável em tempos de COVID-19. Associação Brasileira de Nutrição. https://www.asbran.org.br/storage/downloads/files/2020/03/guia-alimentar-covid-19.pdf

Bettin, B. (2017). Fatores associados e instrumentos de avaliação da alimentação emocional: uma revisão narrativa da literatura. Trabalho de Conclusão de Curso não-publicado, Departamento de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, Brasil.

Bezerra, T., Olinda, R., & Pedraza, D. F. (2017). Insegurança alimentar no Brasil segundo diferentes cenários sociodemográficos. Ciência e saúde coletiva, 22(2), 637-651. 10.1590/1413-81232017222.19952015

Brasil. (2006). Lei 11.346 de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Publicado no DOU de 18.9.2006. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11346.htm

Brasil. (2014). Guia Alimentar para a população brasileira. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.: Ministério da Saúde.

Brasil. (2020). Protocolo de Manejo Clínico da Covid-19 na Atenção Especializada. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Ministério da Saúde.

Brasil. (2020). Escala Brasileira de Insegurança Alimentar – EBIA: análise psicométrica de uma dimensão da Segurança Alimentar e Nutricional. Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação. Brasília, DF: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Campos, B., Tchalekian, B., & Paiva, V. (2020). Violência contra a mulher: vulnerabilidade programática em tempos de SARS-CoV-2/Covid-19 em São Paulo [Versão eletrônica]. Revista Psicologia & Sociedade, 32, 1-20. https://www.scielo.br/j/psoc/a/Bqv5dn5fbL3LTrm3PGvJDzN/?lang=pt&format=pdf

Carrara, C. (2018). Perfis de Aquisição de Alimentos Segundo Grau de Processamento e Fatores Associados em Famílias com Adolescentes de Juiz de Fora (MG). Dissertação de Mestrado, não-publicada, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, Brasil.

Cavalcanti, A. M., Kusma, S. Z., Chomatas, E. R. V., Ignácio, S. A., Mendes, E. V., Moysés, S. T., & Filho, R. P. (2018). Noncommunicable diseases and their common risk factors in Curitiba, Brazil: results of a cross-sectional, population-based study. Revista Panam Salud Publica, 42(57), 1-10. 10.26633/RPSP.2018.57

Duarte, A. C. (2007). Avaliação nutricional: aspectos clínicos e laboratoriais. Atheneu, 2007. 607p.

Esperandio, N., Morais, D. de C., & Priore, S. E. (2018). Escalas de percepção da insegurança alimentar validadas: a experiência dos países da América Latina e Caribe. Ciência e Saúde Coletiva, 23(2), 449-462. 10.1590/1413-81232018232.08562016

Fagioli, D., Nasser, L. A. (2008). Educação nutricional na infância e adolescência: planejamento, avaliação, intervenção e dinâmicas (2a ed.). RCN, 2008.

Galindo, E., Marco A., Melissa D. A., Renata M., Milene P., Larissa M., & Lúcio R. (2021). Efeitos da pandemia na alimentação e na situação da segurança alimentar no Brasil. Food for Justice Working Paper Series, no. 4. Berlin: Food for Justice: Power, Politics, and Food Inequalities in a Bioeconomy. 10.17169/ refubium-29554

Garcia, L. P., & Sanchez, Z. M. (2020). Consumo de álcool durante a pandemia da COVID-19: uma reflexão necessária para o enfrentamento da situação. Cadernos de Saúde Pública, 36(10), 1-6. 10.1590/0102-311X00124520

Greenberger, D., & Padesky, C. A. A mente vencendo o humor: mude como você se sente, mudando o modo como você pensa [recurso eletrônico]. (2a ed). Porto Alegre: Artmed, 2017.

Hammer, O., Harper, D. A. T., & Rian, P. D. (2001). Past: Palaeonthological statistics software package for education and data analysis [Versão eletrônica]. http://palaeo-electronica.org/2001_1/past/issue1_01.htm.

Ibge. (2006). Segurança alimentar no Brasil. 2006. https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/13113-asi-ibge-traca-perfil-inedito-sobre-seguranca-alimentar-no-brasil

Ibge (2020). IBGE Cidades. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sc/panorama

Kaufman, A. (2012). Alimento e emoção. Revista Abeso, 60, 7-11. https://abeso.org.br/wp-content/uploads/2019/12/60.pdf

Leahy, R. L., Tirch, D. & Lisa, A. N. (2014) Regulação Emocional em Psicoterapia: um guia para o terapeuta cognitivo-comportamental. Psico-USF, 19(2), 355-357. 10.1590/1413-82712014019002016

Machado, C., Lopes, A., & Santos, L. (2017). Notificação imprecisa da ingestão energética entre usuários de Serviços de Promoção à Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 22(2), 417-426. 10.1590/1413-81232017222.21492015

Ornell, F., Schuch, J. B., Sordi, A. O., & Kessler, F. H. P. (2020). Pandemic fear and COVID-19: mental health burden and strategies. Brazilian Journal of Psychiatry, 42(3), 232-235. 10.1590/1516-4446-2020-0008

Panagiotidis P., Rantis K., Holeva V., Parlapani E., & Diakogiannis I. (2020). Changes in Alcohol Use Habits in the General Population, during the COVID-19 Lockdown in Greece. Alcohol and Alcoholism, 55(6), 702-704. 10.1093/alcalc/agaa092

Pires, J. (2014). Regulação Emocional em Psicoterapia: um guia para o terapeuta cognitivo-comportamental. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2014. 166 p.

Rebelo, C. (2018). Relação entre o comportamento alimentar e variáveis motivacionais em crianças e adolescentes. Dissertação de Mestrado, não-publicada, Psicologia Clínica e da Saúde, Universidade da Beira Interior. Covilhã, Brasil.

Rodrigues, L. C. Á., Joia, F. S., Borges, D. G., & Andrade, J. M. S. (2021). Empreendedorismo feminino: um estudo sobre características, desafios e perfis de gestão de micro e pequenas empreendedoras do Município de Monte Belo-MG. Research, Society and Development, 10. https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13244

Sagi. (2014). Secretaria de Avaliação e Gestão de Informação. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Escala Brasileira de insegurança alimentar – EBIA: Análise psicométrica de uma dimensão da Segurança Alimentar e Nutricional. Estudo técnico n. 01/2014.

Santa Catarina. (2019). Plano Estadual de Saúde 2020/2023. Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina. Florianópolis, SC.

Schmidt, B., Crepaldi, M. A., Bolze, S. D. A., Neiva, S. L., & Demenech, L. M. (2020). Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Estudos de Psicologia, 37. 10.1590/1982-0275202037e200063

Souza, M. C., & Graça, R. L. (2020). Nível de atividade física de praticantes de exercício físico do Sul de Santa Catarina durante a pandemia do Covid-19. Artigo apresentado como trabalho de conclusão de curso, Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL.

Vanderbruggen, N., Matthys, F., Van, L. S., Zeeuws, D., Santermans, L., Van, D. A. S., & Crunelle, C. L. (2020). Self-Reported Alcohol, Tobacco, and Cannabis Use during COVID-19 Lockdown Measures: Results from a Web-Based Survey. Eur Addict Res, (26), 309-315. 10.1159/000510822

Wang, C., Pan, R., Wan, X., Tan, Y., Xu, L., Ho, C. S., & Ho, R. C. (2020). Immediate psychological responses and associated factors during the initial stage of the 2019 coronavirus disease (COVID-19) epidemic among the general population in china. International Journal of Environmental Research and Public Health, 17(5),17-29. 10.3390/ijerph17051729

Wendy, E., Parmet, J. D, Michael, S., & Sinha, M. D. (2020). Covid-19 — The Law and Limits of Quarantine. The New England Journal of Medicine, 382(28). 10.1056/NEJMp2004211

Zandifar, A., & Badrfam, R. (2019). Iranian mental health during the COVID-19 epidemic. Asian Journal of Psychiatry, 43, A1-A2. 10.1016 / j.ajp.2019.07.032.

Published

25/10/2021

How to Cite

MENEGOTTE , P. C. da S. .; FRÖMMING, C. G. .; RIPKE, M. O. .; TEO, C. R. P. A. .; CORRALO, V. da S. .; LUTINSKI, J. A. Food and mental health during the Covid-19 pandemic . Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e82101421695, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.21695. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21695. Acesso em: 15 jun. 2024.

Issue

Section

Health Sciences