Between interdictions and possibilities: a bibliographic review on online practices in psychology over the last 21 years in Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.22266

Keywords:

Online psychological care; Online psychological practices; Online psychology; Mental health; Literature review.

Abstract

Com a emergência da pandemia de covid-19 e a necessidade de isolamento social, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) recomendou à categoria a suspensão de todas as atividades presenciais em território nacional, exceto aquelas consideradas emergenciais, o que proporcionou mudanças e adequações para a atuação. Com isso, a já crescente discussão acerca do tema se tornou ainda mais urgente. O objetivo desta pesquisa é realizar uma revisão integrativa da literatura no que concerne às práticas psicológicas realizadas de modo online, do ano de 2000 a 2021, no Brasil. Pretendeu-se relacionar as produções encontradas com as discussões propostas pelas normas técnicas lançadas pelo CFP ao longo do tempo. A metodologia utilizada foi a revisão integrativa, dado o seu potencial de sistematizar estudos e permitir a construção de novos conhecimentos, selecionando os trabalhos a partir de plataformas de busca online. Como resultados, percebeu-se que a maioria dos trabalhos retornados apresentam um caráter investigativo, com o intuito de analisar a efetividade dessas práticas, e assim contribuir com as discussões sobre a sua regulamentação. Além disso, pesquisas sobre os aspectos éticos dessa atuação, assim como pesquisas de opinião sobre o tema, foram encontradas. A partir da crescente adesão às tecnologias da informação e comunicação (TICs) e das resoluções publicadas pelo CFP, mais pesquisas específicas surgiram dentro da temática. Avalia-se a necessidade de novas produções que levem em conta diferentes aspectos das práticas online, sobretudo com a urgência desse debate em tempos recentes.

References

Aquino, E. M., Silveira, I. H., Pescarini, J. M., Aquino, R., Souza-Filho, J. A. D., Rocha, A. D. S., ... & Lima, R. T. D. R. S. (2020). Medidas de distanciamento social no controle da pandemia de COVID-19: potenciais impactos e desafios no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 25, pp. 2423-2446.

Azevedo, B., Silva, É Ribeiro-Andrade, É. H. (2015). Estudos sobre a psicoterapia mediada por computador. Perspectivas Online: Humanas & Sociais Aplicadas, 5(14).

Bittencourt, H. B., Rodrigues, C. C., dos Santos, G. L., da Silva, J. B., de Quadros, L. G., Mallmann, L. S., ... & Fedrizzi, R. I. (2020). Psicoterapia on-line: uma revisão de literatura. Diaphora, 9(1), pp. 41-46.

Botelho, L. L. R., de Almeida Cunha, C. C., & Macedo, M. (2011). O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e sociedade, 5(11), pp. 121-136.

Conselho Federal de Psicologia. (2000a). Resolução CFP nº 003, de 25 de setembro de 2000. Regulamenta o atendimento psicoterapêutico mediado por computador. Brasília, DF. Disponível em: https://www.crprs.org.br/upload/legislacao/legislacao40.pdf

Conselho Federal de Psicologia. (2000b). Resolução CFP nº 006, de 16 de dezembro de 2000. Institui a Comissão Nacional de Credenciamento e Fiscalização dos Serviços de Psicologia pela Internet. Brasília, DF. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2000/12/resolucao2000_6.pdf

Conselho Federal de Psicologia. (2005). Resolução nº 012, de 18 de agosto de 2005. Regulamenta o atendimento psicoterapêutico e outros serviços psicológicos mediados por computador e revoga a Resolução CFP N° 003/2000. Brasília, DF. Disponível em: https://cadastrosite.cfp.org.br/docs/resolucao2005_12.pdf

Conselho Federal de Psicologia. (2012). Resolução nº 011, de 21 de junho de 2012. Regulamenta os serviços psicológicos realizados por meios tecnológicos de comunicação a distância, o atendimento psicoterapêutico em caráter experimental e revoga a Resolução CFP N.º 12/2005. Brasília, DF. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2012/07/Resoluxo_CFP_nx_011-12.pdf

Conselho Federal de Psicologia. (2018). Resolução nº 011, de 11 de maio de 2018. Regulamenta a prestação de serviços psicológicos realizados por meios de tecnologias da informação e da comunicação e revoga a Resolução CFP N.º 11/2012. Brasília, DF.. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2018/05/RESOLU%C3%87%C3%83O-N%C2%BA-11-DE-11-DE-MAIO-DE-2018.pdf

Conselho Federal de Psicologia. (2020a). Resolução nº 04, de 26 de março de 2020. Dispõe sobre regulamentação de serviços psicológicos prestados por meio de Tecnologia da Informação e da Comunicação durante a pandemia do COVID-19. Brasília, DF. Disponível em: https://atosoficiais.com.br/cfp/resolucao-do-exercicio-profissional-n-4-2020-dispoe-sobre-regulamentacao-de-servicos-psicologicos-prestados-por-meio-de-tecnologia-da-informacao-e-da-comunicacao-durante-a-pandemia-do-covid-19?origin=instituicao&q=004/2020

Conselho Federal de Psicologia (2020c). Práticas e estágios remotos em Psicologia no contexto da pandemia da Covid-19: recomendações, de 25 de agosto de 2020. Brasília, DF. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2020/08/Caderno-de-orientac%CC%A7o%CC%83es-formac%CC%A7a%CC%83o-e-esta%CC%81gios_FINAL2_com_ISBN_FC.pdf

Conselho Federal de Psicologia. (2020d). Nota orientativa sobre ensino da Avaliação Psicológica em modalidade remota no contexto da pandemia do Covid-19, de 17 de novembro de 2020. Brasília, DF. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2020/11/Nota-Orientativa-sobre-ensino-da-Avalia%C3%A7%C3%A3o-Psicol%C3%B3gica-em-modalidade-remota-no-contexto-da-pandemia-de-Covid.pdf

Conselho Federal de Psicologia (2020e). Nota orientativa sobre o uso de testes psicológicos/computadorizados e/ou de aplicação remota/online, de 17 de novembro de 2020. Brasília, DF. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2020/11/Nota-orientativa-sobre-o-uso-de-testes-psicol%C3%B3gicos-informatizados.pdf

Donnamaria, C. P., Terzis. A., (2011). Experimentando o dispositivo terapêutico de grupo via internet: primeiras considerações de manejo e desafios éticos. Revista da SPAGESP - Sociedade de Psicoterapias Analíticas Grupais do Estado de São Paulo, 12, 17-26.

Donnamaria, C. P. (2013). Experiências de um atendimento psicológico grupal via internet: uma perspectiva psicanalítica. Tese de Doutorado. Pontifícia Universidade Católica. Campinas, SP

Galvão, M. G. A. (2019). Atendimento online em clínica do trabalho: estudo exploratório. Dissertação de mestrado. Universidade de Brasília. Brasília, DF.

Gumier, A. B. (2014). Terapia por internet para dependentes de álcool: desenvolvimento de um protocolo de pesquisa e intervenção. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, MG.

Machado, G. I. M. D. S., & Barletta, J. B. (2015). Supervisão clínica presencial e online: percepção de estudantes de especialização. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, 11(2), pp. 77-85.

Magalhães, L T., Bazoni, A. C., & Pereira F. N. (2019). Impressões de psicólogos clínicos acerca da orientação psicológica online. Revista Brasileira de Psicoterapia, 21(1), pp. 53-69.

Marot, R. S. V., & Ferreira, M. C. (2008). Attitudes sobre a aprovação da psicoterapia online da Teoria de Ação Racional. Revista Interamericana de Psicologia, 42, pp. 317-324.

Mendes, K. D. S., Silveira, R. C. D. C. P., & Galvão, C. M. (2008). Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & contexto-enfermagem, 17, pp. 758-764.

Ministério da Educação (2020). Portaria nª 544, de 16 de junho de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus - Covid-19, e revoga as Portarias MEC nº 343, de 17 de março de 2020, nº 345, de 19 de março de 2020, e nº 473, de 12 de maio de 2020. Brasília, DF. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-544-de-16-de-junho-de-2020-261924872

Moraes, R. F. D. (2021). A Segunda onda da pandemia (mas não do distanciamento físico): covid-19 e políticas de distanciamento social dos governos estaduais no Brasil (Nota técnica nº 31). Brasília, DF. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/10442

Paiva, M. R. F., Parente, J. R. F., Brandão, I. R., & Queiroz, A. H. B. (2016). Metodologias ativas de ensino-aprendizagem: revisão integrativa. SANARE-Revista de Políticas Públicas, 15(2).

Pieta, M. A. M. (2014). Psicoterapia pela Internet: A relação terapêutica. Tese de doutorado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS.

Pinto, E. R. (2002). As modalidades do atendimento psicológico on-line. Temas em Psicologia, 10, pp. 167-178.

Rodrigues, C. G. (2014). A aliança terapêutica na psicoterapia breve online. Tese de doutorado. Universidade de Brasília. Brasília, DF.

Rodrigues, C. G., Tavares, M. A. (2016). Psicoterapia online: demanda crescente e sugestões para regulamentação. Psicologia em Estudo, 21, pp. 735-744.

Ruffo, L. (2016). Ensaios para compreensão de uma prática psicológica em construção: atendimento online (via e-mail). Dissertação de mestrado. Universidade de São Paulo. São Paulo, SP.

Santos, A. P. C. (2003). Psicoterapia na rede: um estudo sobre a clínica mediada pelo computador. Dissertação de mestrado. Pontifícia Universidade Católica. Rio de Janeiro, RJ.

Siegmund, G., & Lisboa, C. (2015). Orientação psicológica on-line: percepção dos profissionais sobre a relação com os clientes. Psicologia: Ciência e Profissão, 35, pp. 168-181.

Siegmund, G., Janzen, M. R., Gomes, W. B., & Gauer, G. (2015). Aspectos éticos das intervenções psicológicas on-line no Brasil: situação atual e desafios. Psicologia em Estudo, 20(3), pp. 437-447.

Singulane, B. A. R. (2016). Aliança terapêutica e satisfação com o tratamento na psicoterapia por internet para dependentes de álcool. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, MG.

Viana, D. M. (2020). Atendimento psicológico online no contexto da pandemia de Covid-19. Cadernos ESP - Revista Científica da Escola de Saúde Pública do Ceará, 14(1), 74–79.

Vidal, G. P., & Castro, A. (2020). O psicodrama clínico on-line: uma conexão possível. Revista Brasileira de Psicodrama, 28,, 54-64.

Vidal, G.P., & Cardoso, A.S. (2020). Dramatização on-line: psicoterapia da relação e psicodrama interno no psicodrama contemporâneo. Revista Brasileira de Psicodrama, 28, 131-141.

Published

09/11/2021

How to Cite

SANTOS, E. I. da S. .; ASFURA, L. V. N. .; LUCENA, L. M. T. .; CUNHA, J. V. C. da . Between interdictions and possibilities: a bibliographic review on online practices in psychology over the last 21 years in Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e454101422266, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.22266. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/22266. Acesso em: 19 jun. 2024.

Issue

Section

Health Sciences