National panorama about teaching perspectives for improving Science teaching in Basic Education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.22271

Keywords:

Natural Sciences; Teacher training; Curriculum changes; Public policy.

Abstract

Faced with a fragile scenario, in which 'everyone' has an accurate hunch to solve teaching problems, disseminating the opinion of educators is essential. This study aims to investigate and analyze 64 teaching perspectives (45 women and 19 men), aged between 23 and 58 years, to improve the teaching of Science in Basic Education in Brazil. With an investigative and qualitative nature, this study took place through the elaboration, application and analysis of a semi-structured questionnaire for teachers who are acting in the course of the Natural Sciences discipline of the 9th grade of Basic Education schools in Brazil. The categories of analysis were established: (1) Initial and continuing teacher education; (2) School structure and resources; and (3) Curriculum. Professors from 14 Brazilian states participated in the research, totaling representatives from the five regions of the country, who have one or more degrees in Biological Sciences, Mathematics, Chemistry and Pedagogy. The professors suggested to reformulate the initial formation of the professor, implementing disciplines related to technologies; and addressed the need for continuing education related to experimental activities, both for awareness, development and implementation of these in laboratories. Furthermore, they describe concerns about the student's responsibility towards their learning and the lack of family support; in addition to the accommodation of some professionals in teaching practice. Finally, we conclude that the teacher is part of the process of building a more humane and just society. And for that, it should be more valued.

References

Alvarez, L. (2017). Ensino de ciências ainda sofre com desconexão entre disciplinas e falta de espaço para alunos criarem hipóteses. Revista Educação: <https://revistaeducacao.com.br/2017/12/14/ensino-de-ciencias-ainda-sofre-com-desconexao-entre-disciplinas-e-falta-de-espaco-para-alunos-criarem-hipoteses/>.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. 2. ed. São Paulo: Edições 70.

Camillo, C. M., Graffunder, K. G., & Sepel, L. M. N. (2021). Análise da abordagem interdisciplinar e contextualizada na área de ciências naturais em livros didáticos do 9º ano. Research, Society and Development, 10(11), e471101119905-e471101119905.

Camillo, C. M. & Graffunder, K. G. (2021). O ensino e a aprendizagem por meio das tecnologias digitais e multimeios. Rio de Janeiro: Taurite. 54 p.

Cardoso, F. S., Motta, E. S., Castro, H. C. & SÁ, S. R. A. N. (2017). A complexidade e a interdisciplinaridade: breves reflexões nos contextos histórico e atual do ensino. Revista Práxis, 9(18), 33-41.

Diniz-Pereira, J. E., Flores, M. J. B., & Fernandes, F. S. (2021). Princípios gerais para a reforma dos cursos de licenciatura no Brasil. Interfaces da Educação, 12(34), 589-614.

Gil, A. C. (2010). Como elaborar projetos de pesquisa. 5a ed. São Paulo, SP.: Atlas.

Graffunder, K. G., Camillo, C. M., Oliveira, N. M., & Goldschmidt, A. I. (2020). Alfabetização científica e o ensino de Ciências na Educação Básica: panorama no contexto das pesquisas acadêmicas brasileiras nos últimos cinco anos de ENPEC. Research, Society and Development, 9(9), e313997122-e313997122.

Lovato, F. L., Michelotti, A., & da Silva Loreto, E. L. (2018). Metodologias ativas de aprendizagem: uma breve revisão. Acta Scientiae, 20(2), 1-18.

Krasilchik, M., & Marandino, M. (2007). Cidadão e a Alfabetização Científica. Ensino de Ciências e Cidadania, 2.

Krasilchik, M. (2004). Prática de ensino de biologia. Edusp.

Menezes, L. D. (2000). Ensinar ciências no próximo século. O desafio de ensinar ciências no século XXI, 48-54.

Mól, G. S. (2020). A formação de professores de ciências: uma análise da sua atuação frente aos desafios e inovações do mundo moderno. Brazilian Journal of Development, 6(3), 15834-15845.

Moran, J. M. (2015) Mudando a educação com metodologias ativas. In: Souza, C. A., & Torres-Morales, O. E. (orgs.). Convergências midiáticas, educação e cidadania: aproximações jovens. Ponta Grossa, PR: UEPG.

Morin, V. L., de Deus, G. B., Oliveira, N. M., Graffunder, K. G., & Muenchen, C. (2020). Paulo Freire na atualidade: concepções de estudantes do programa de pós-graduação em educação em ciências: química da vida e saúde da UFSM. Vivências, 16(31), 171-178.

Morin, E., & Diaz, C. (2016). Reinventar a educação: abrir caminhos para a metamorfose da humanidade. Palas Athena.

Pozo, J. I., & Crespo, M. Á. G. (2009). A aprendizagem e o ensino de ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. Porto Alegre: Artmed, 5, 5.

Santana, S. D. L. C., Pessano, E. F. C., Escoto, D. F., da Cruz Pereira, G., Gularte, C. A. O., & Folmer, V. (2019). O ensino de ciências e os laboratórios escolares no Ensino Fundamental. VITTALLE-Revista de Ciências da Saúde, 31(1), 15-26.

Santos, W. L., Fonseca, M. R., Alves, M. M. S., & Rodrigues, B. M. (2021). Cultura digital e BNCC: contradições e desafios para a prática docente. Brazilian Journal of Development, 7(6), 55908-55921.

Sasseron, L. H., & de Carvalho, A. M. P. (2011). Alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em ensino de ciências, 16(1), 59-77.

Sasseron, L. H. (2015). Alfabetização científica, ensino por investigação e argumentação: relações entre ciências da natureza e escola. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), 17, 49-67.

Wilson, C., Grizzle, A., Tuazon, R., Akyempong, K., & Cheung, C. K. (2013). Alfabetização midiática e informacional: currículo para formação de professores. Brasília, DF: Unesco: UFTM.

Published

10/11/2021

How to Cite

GRAFFUNDER, K. G. .; CAMILLO, C. M. National panorama about teaching perspectives for improving Science teaching in Basic Education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e475101422271, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.22271. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/22271. Acesso em: 14 jun. 2024.

Issue

Section

Education Sciences