Teacher training: teaching knowledge for an intercultural performance

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i3.26394

Keywords:

Teacher training; Interculturality; Teaching knowledge; Teaching.

Abstract

The multiplicity of sociocultural groups that integrate the educational space is a reality present in Brazilian schools. Despite this reality, there is no adequate approach regarding pedagogical practices about cultural differences in school daily life, especially because there is no teacher training leading to a deeper understanding of this subject. It is in this universe that the present paper is situated. In this sense, we aim to analyze teaching knowledge necessary for teacher training to act interculturally. This research follows a qualitative approach. We use literature review based on studies from authors who discuss teacher training, such as Selma Garrido Pimenta (2012) and Miguel González Arroyo (2008, 2013, 2014a, 2014b), and those who address the issue of interculturality in educational practices, such as: Vera Maria Candau (2008, 2012, 2014, 2016), Nilma Nilo Gomes (2007) and Reinaldo Matias Fleuri (2018a, 2018b). We conclude by emphasizing that to advance in this perspective, it is necessary to include the study of interculturality, among the essential knowledge in the processes of teacher training to support democratic pedagogical practices.

Author Biographies

Lizandra Sodré Sousa, Universidade Federal do Maranhão

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA (2016). Especialista em Avaliação Psicológica pelo Instituto de Pós-graduação e Graduação – IPOG (2019). Mestranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Formação Docente em Práticas Educativas - PPGFOPRED, da Universidade Federal do Maranhão - UFMA, campus Imperatriz. Linha de pesquisa: Pluralidade, Interculturalidade e Práticas Educativas Interdisciplinares. Membro do grupo de pesquisa Diálogos Interculturais e Práticas Educativas – DIPE, estudando a Educação das Relações Étnico-Raciais em interface com a Psicologia Escolar. Psicóloga do Serviço de Assistência Estudantil da UFMA, campus Imperatriz, desde 2018. Email: lizandra.sodre@ufma.br

Link do lattes: http://lattes.cnpq.br/2358877044979719

Fausto Ricardo Silva Sousa, Universidade Federal do Maranhão

Licenciado em Pedagogia pela Faculdade de Imperatriz - FACIMP (2012) e em Ciências Humanas com habilitação em Sociologia - UFMA (2020). Especialista em Docência do Ensino Superior (2013) e em Educação Digital (2013) pela Faculdade de Imperatriz - FACIMP. Mestrando na área da Educação pelo programa de mestrado profissional em Formação Docente em Práticas Educativas - PPGFOPRED, pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA, campus Imperatriz, sendo membro da linha de pesquisa Pluralidade, Interculturalidade e Práticas Educativas Interdisciplinares. Membro do grupo de pesquisa Diálogos Interculturais e Práticas Educativas - DIPE, estudando a Educação das Relações Étnico-Raciais, História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, Educação Antirracista e o Movimento Negro Brasileiro. Trabalha como professor efetivo do ensino fundamental pela Prefeitura Municipal de Açailândia - MA desde o ano de 2018, tendo experiência como professor do ensino superior na Universidade Federal do Maranhão - UFMA, campus Imperatriz (2017 - 2018) e na Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão - UEMASUL, campus Açailândia (2019 - 2020).
E-mail: fausto.ricardo@discente.ufma.br
Link do Lattes: http://lattes.cnpq.br/8554441432063089

Maria Zilma Rodrigues Silva, Universidade Federal do Maranhão

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Formação Docentes em Práticas Educativas (PPGFOPRED), da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), campus Imperatriz – MA.  Licenciada em  História (CESI - UEMA).  Membro do grupo de pesquisa Diálogos Interculturais e Práticas Educativas (DIPE), estudando O Movimento Negro.

E-mail: mzr.silva@discente.ufma.br

Suzana Rossi Pereira Chaves de Freitas, Universidade Federal do Maranhão

Mestranda em Educação pelo pelo Programa de Pós-Graduação em Formação Docente e Práticas Educativas - PPGFOPRED/CCSST/UFMA/Imperatriz. Graduada em Licenciatura em Ciências Humanas/Sociologia, pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA).Especialista em Metodologia do Ensino de Geografia e História pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI). Pesquisa sobre as temáticas de gênero, raça e trabalho. Email:suzana.rossi@discente.ufma.br.

Link do Lattes:  http://lattes.cnpq.br/024381337478467. 

Maria dos Reis Dias Rodrigues, Universidade Federal do Maranhão

Pedagoga pela Universidade Federal do Maranhão/UFMA. Especialista em Educação em Direitos Humanos pela Universidade Federal do Maranhão/UFMA. Especialista em Uniafro - História e Cultura Afro-brasileira e Africana pela Universidade Federal do Tocantins/UFT. Especialista em Informática na Educação no Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Maranhão/IFMA. É Professora concursada na Educação Básica, atuando nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Com mestrado profissional em Educação em andamento, no Programa de Pós-graduação em Educação. Área de concentração em Formação Docente em Práticas Educativas, pelo Centro de Ciências Sociais, Saúde e Tecnologia - CCSST - Universidade Federal do Maranhão.

Email: mrd.rodrigues@discente.ufma.br

Link dos lattes:  http://lattes.cnpq.br/5711183735092381

Sônia Maria de Jesus da Conceição, Universidade Federal do Maranhão

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Formação Docentes em Práticas Educativas (PPGFOPRED), da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), campus Imperatriz – MA. Especialista em História, Cultura afro-brasileira e africana (UFT) campus de Porto Nacional-TO. Licenciada em HISTÓRIA, (UEMA). Professora da rede estadual de educação de Praia Norte – TO. E-mail: sonia.mjc@discente.ufma.br ORCID: https://orcid.org/0000-0002-1601-8315.

 

Jaciara da Silva Arruda, Universidade Federal do Maranhão

Licenciada em Pedagogia pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Especialista em Docência do Ensino Superior pelo Instituto de Ensino Superior São Franciscano – IESF. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Formação Docente em Práticas Educativas pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA/Campus Imperatriz, linha 2: Pluriculturalidade, Interculturalidade e Práticas Educativas Interdisciplinares. Atualmente atua como Pedagoga da Universidade Federal do Maranhão - UFMA/Campus Imperatriz. Experiência na área de Educação, com ênfase em Educação de Jovens e Adultos, Educação Popular e Educação Permanente.

Herli de Sousa Carvalho, Universidade Federal do Maranhão

Doutora em Ciências da Educação pela Universidad Del Norte-UNINORTE. Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. Mestra­ em História Social pela Universidade Severino Sombra. Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA. Professora Adjunto II no Curso de Pedagogia da UFMA - Centro de Ciências Humanas e Sociais (CCSST). Professora no Programa de Pós-Graduação em Formação Docente em Práticas Educativas (PPGFOPRED) da Universidade Federal do Maranhão-UFMA, Centro de Ciências Humanas e Sociais (CCSST). Membro do grupo de pesquisa Diálogos Interculturais e Práticas Educativas (DIPE).

E-mail: herli.sousa@ufma.br

References

Arroyo, M. G. (2008). A humana docência. In: Arroyo, M. G. Ofício de Mestre: imagens e autoimagens. (10a ed.), Vozes, cap. 4 (pp. 50-67).

Arroyo, M. G. (2013). Currículo, território em disputa. (5a ed.), Vozes.

Arroyo, M. G. (2014a) Imagens perdidas? Imagens quebradas? In: Arroyo, M. G. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. (8a ed.), Vozes, cap. 1 (pp. 33-52).

Arroyo, M. G. (2014b) Outro olhar sobre os educandos In: Arroyo, M. G. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. (8a ed.), Vozes, cap. 2 (pp. 53-67).

Candau, V. M. F. (2012). Diferenças culturais, interculturalidade e educação em direitos humanos. Educação & Sociedade, 33 (118) 235-250.

Candau, V. M. F. (2014). Concepção de educação intercultural.: Editora PUC-Rio.

Candau. V. M. F. (2008). Multiculturalismo e educação: desafios para a prática Pedagógica. In: Moreira, A. F. M.; Candau, V. M. (orgs.). Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. (2a ed.), Vozes, cap. 1 (pp. 13-37).

Candau. V. M. F. (2016). Cotidiano escolar e práticas interculturais. Cadernos de Pesquisa, 46 (161) 802-820, jul./set.

Canen, A. (2001). Universos Culturais e Representações Docentes: subsídios para a formação de professores para a diversidade cultural. Educação & Sociedade, 77.

Fleuri, R. M. (2018a) Construção de uma perspectiva curricular intercultural e inclusiva. In: Fleuri, R. M. Educação intercultural e formação de professores. João Pessoa: Editora do CCTA, cap. 5 (pp. 135-173).

Fleuri, R. M. (2018b). Complexidade e interculturalidade: desafios emergentes para a formação de educadores em processos inclusivos. In: Fleuri, R. M. Educação intercultural e formação de professores. João Pessoa: Editora do CCTA, cap. 4 (pp. 105-134).

Gomes, N. L. (2007). Diversidade e currículo. Indagações sobre currículo. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica.

Lima, E. de S. (2006). Currículo e desenvolvimento humano. Indagações sobre currículo. Brasília: Departamento de Políticas de Educação Infantil e Ensino Fundamental, nov. (pp. 11-47).

Marconi, M. de A. Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos da metodologia científica. (5a ed.), Atlas.

Moreira, A. F. B. & Candau, V. M. (2003). Educação escolar e culturas: construindo caminhos. Revista Brasileira de Educação.

Moreira, A. F. B. (2012). Os princípios norteadores de políticas e decisões curriculares. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, 28, 180-194.

Oliveira, R.M. de, Pontes, P. A. I & Seruffo, M.C. da R. (2022). Interculturalidade nas licenciaturas: ressignificando práticas docentes e saberes do campo. Research, Society and Development, 11 (2). https://doi.org/10.33448/rsd-v11i2.25559.

Pereira, C. L. & Pereira, M. R. S. (2020). A emergência político-pedagógica da educação intercultural crítica na formação inicial de professores em ciências da natureza no Brasil. Research, Society and Development, 9 (7). https://doi.org/10.33448/rsd-v9i7.3941.

Pimenta, S. G. (2012). Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: Pimenta, S. G. (org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 8a ed. São Paulo: Cortez (pp. 15-34).

Santos, R. B. R. dos. & Queiroz, P. P. de. (2018). Interculturalidade: instrumento de mudança da práxis escolar. Revista Aleph: Universidade Federal Fluminense.

Teixeira, E. (2005). As três metodologias: acadêmica, da ciência e da pesquisa. (8a ed.), Vozes.

Walsh, C. (2009). Interculturalidade crítica e pedagogia decolonial: in-surgir, re-existir e reviver. In: Candau, V. M. (Org.). Educação intercultural na América Latina: entre concepções, tensões e propostas. 7 letras (p. 12-42).

Published

19/02/2022

How to Cite

SOUSA, L. S.; SOUSA, F. R. S.; SILVA, M. Z. R.; FREITAS, S. R. P. C. de; RODRIGUES, M. dos R. D.; CONCEIÇÃO, S. M. de J. da; ARRUDA, J. da S.; CARVALHO, H. de S. Teacher training: teaching knowledge for an intercultural performance. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 3, p. e22211326394, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i3.26394. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/26394. Acesso em: 3 mar. 2024.

Issue

Section

Human and Social Sciences