The use of PowerPoint as a teaching-pedagogical tool in the construction of games for the teaching of Portuguese Language as L2 for deaf students in the 4th and 5th years of Elementary School I

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i3.26785

Keywords:

Libras; PowerPoint; Bilingualism; Teaching Libras as L1; Teacher training.

Abstract

This work has as its theme the use of PowerPoint (PPT) as a technological resource to be used by the teacher to build games for the diversification of Portuguese Language classes as L2, in bilingual education (Libras-Portuguese language), offered to deaf students in the country (Brasil, 2015; Brasil, 2021). Our proposal is part of a time marked by the scarcity of materials and policies that guide the education of the deaf. Often included in mixed classes (with deaf and hearing people), these students receive decontextualized content that does not explore their learning potential through the visuospatial channel (Silva et al., 2018; Rodrigues, 2018). Based on a qualitative research, we carried out a bibliographic review that integrates knowledge about the education of the deaf and the use of gamification as an educational resource, seeking to question: what is the potential of games for teaching Portuguese for deaf students enrolled in Elementary School I? Is it possible to develop, with limited resources, material based on the educational specificities of these students? Seeking to answer these questions We developed and presented a Quis, developed based on the PowerPoint software. To exemplify the assembly and operation of the game, we thematized in our material the teaching of facial expressions, an important parameter for the formation of signs in Libras. We conclude by emphasizing the importance of building materials and offering adequate training to teachers, focused on strategies of this type, in view of the importance of improving the use of PowerPoint as a simple and versatile tool for the construction of educational resource games, diversifying classes and providing students with the use of technological tools.

Author Biographies

Erliandro Felix Silva, Mestrando em Profissional Educação e Profissional Tecnologia-ProfEPT, Campus Porto Alegre(RS),

Mestrando em Profissional Educação e Profissional Tecnologia -  ProfEPT - Campus Porto Alegre(RS)

Antônio José Araújo Lima , Universidade Federal do Maranhão; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão

Doctorate in Education at the Federal University of Maranhão - UFMA Professor at the Federal Institute of Maranhão - IFMA. Coordinator of the Lato-Sensu Post-Graduation in Informatics in Education at the São Raimundo das Mangabeiras Campus.

William Velozo Francioni, Universidade de Taubaté

Master's student in Applied Linguistics at the University of Taubaté, Taubaté, SP

References

Alves, I. R. G., Minho, M. R. da S., & Diniz, M. V. C. (2014). Gamificação: diálogos com a educação. 2014. http://200.9.65.226/bitstream/fieb/667/1/gamificacao%20di%c3%a1logos%20cap.pdf.

Antonia, B. D., Fujiwara, R. I., & Marques, R. N. (2017). O jogo San San como recurso didático de apoio nas discussões sobre nutrientes reguladores no ensino fundamental. Temas em Educação e Saúde, 13(2), 301–316. https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/10679.

Barroso Moreira, I. M., & Lima Da Costa, W. C. (2019) Jogos de linguagem na Educação Matemática Inclusiva: um olhar a partir das linguagens dos surdos. REMATEC, 14(31), 49-62, http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/view/187.

Bernardino, E. L. A., & Santos, E. R. dos. (2018). Ensino do português para os surdos – uma análise da prática. In.: Silva, I. R., Silva, M. P. M. Letramento na Diversidade: surdos aprendendo a ler/escrever. Mercado de Letras

Bissolotti, K., Nogueira, H. G., & Pereira, A. T. C. (2014). Potencialidades das mídias sociais e da gamificação na educação a distância. CINTED – Novas Tecnologias na Educação, 12(2)

Brasil. Lei 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Diretrizes nacionais para a educação especial na educação básica. Brasília, Resolução CNE/CP nº. 02, 2001.

Brasil. Lei nº 10.436 de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm.

Brasil. Decreto nº 5.626 de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5626.htm#art1.

Brasil. Lei nº 12.319, de 1º de setembro de 2010. Regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. 2010. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12319.htm.

Brasil. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm.

Brasil. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF, 2017. < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez- site.pdf >.

Brasil. Lei nº 14.191 de 3 de agosto de 2021. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), para dispor sobre a modalidade de educação bilíngue de surdos. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2021/Lei/L14191.htm.

Cerqueira, B. B. De, Barbosa, D. N. F., & Mossmann, J. B. (2018). Revisão exploratória de literatura em jogos digitais voltados para estimulação do controle inibitório em crianças do ensino fundamental. Revista Conhecimento Online, 3, 28–40. https://periodicos.feevale.br/seer/index.php/revistaconhecimentoonline/article/view/1610.

Costa, M. do S. P. IV FIPED – Fórum Internacional de Pedagogia. Maquete como recurso pedagógico na construção do conhecimento interdisciplinar. Parnaíba, 2012. http://www.editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/71a58e8cb75904f24cde464161c3e766.pdf

Dos Santos, J. L., & Rodrigues, M. A. T. (2018). Jogos matemáticos como ferramenta de aprendizagem no 5º ano do Ensino Fundamental. Revista Thema, 15(2), 371-388. https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/839.

Felipe, T. A., & Monteiro, M. (2007). Libras em Contexto: Curso Básico - Livro do Professor. Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos, MEC: SEEP

Fernandes, S. (2017). Práticas de letramento em contextos de educação bilíngue para surdos. Fórum, Instituto Nacional de Educação de Surdos.

Figueiredo, M., Paz, T., & Junqueira, E. Gamificação e Educação: um estado da arte das pesquisas realizadas no Brasil. Anais dos Workshops do IV Congresso Brasileiro de Informática na Educação (CBIE 2015).

Gomes, R., Souza, E. R., Minayo, M. C. S., Malaquias, J. V., Silva, C. F. R., & Silva, C. F. R. O. (2010). Organização, processamento, análise e interpretação de dados: o desafio da triangulação. Revista Brasileira de Educação Médica

Guimarães, C. et al. (2018). A expressão facial é parte integrante da língua de sinais – Libras como L2. Revista Educere Et Educare, 13(28) Ahead of Print.

Kaminski, M. R., Silva, D. A., & Boscarioli, C. (2018). Integrando educomunicação e gamificação como estratégia para ensinar sustentabilidade e alimentação saudável no 5º ano do ensino fundamental. Revista Prática Docente, 3(2), 595-609 10.23926/RPD.2526-2149.2018.v3.n2.p595-609.id259. http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/259.

Oliveira, W. K. F. de, & Padilha, T. P. P. Matlibras: um jogo para crianças surdas exercitarem as quatro operações básicas da matemática. Afluente, UFMA/ Campus III, Dossiê Especial, 90-103, 2019. http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/afluente/article/view/11681.

Quadros, R. (1997). Educação de Surdos: a aquisição da linguagem. Artmed

Quadros, R. M., & Karnopp, L. B. (2004). Língua de sinais brasileira. Estudos Lingüísticos. Artmed https://www.libras.ufsc.br/colecaoLetrasLibras/eixoFormacaoEspecifica/linguaBrasileiraDeSinaisI/assets/459/Texto_base.pdf.

Quadros, R., & Karnopp, L. (2007). Língua de sinais brasileira: estudos linguísticos. Artmed, dados eletrônicos.

Rizzo, J. G. de S., & Pereira, R. de A. Desenvolvimento de um Jogo Educativo para Contribuir no Aprendizado da Língua Portuguesa para Alunos Surdos. Revista: EaD & Tecnologias Digitais na Educação, Dourados, MS, 2017 (6)5. https://www.researchgate.net/publication/323620761_Desenvolvimento_de_um_jogo_educativo_para_contribuir_no_aprendizado_da_lingua_portuguesa_para_alunos_surdos/link/5aa09e0d45851543e6384095/download.

Rocha, K. N. et al. (2019). Q-LIBRAS: um jogo educacional para estimular alunos surdos à aprendizagem de Química. Revista Educação Especial, 32, e114/ 1–14. https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/32977.

Rodrigues, C. H. (2018). Reflexões sobre o processo de ensino aprendizagem em turmas de surdos e com surdos. In.: Silva, I. R., Silva, M. P. M. (org.). Letramento na Diversidade: surdos aprendendo a ler/escrever. Campinas, São Paulo: Mercado de Letras

Silva, S. G. de L. da. (2015). Consequências da aquisição tardia da Língua Brasileira de Sinais na compreensão leitora da língua portuguesa, como segunda língua, em sujeitos surdos. Rev. Bras. Ed. Esp., 21(2), 275-288. https://www.scielo.br/j/rbee/a/SQqJXGjF7X5y68sZWK4jNLh/?lang=pt.

Silva, L. da. (2021). Efeito do ensino explícito no desempenho em Libras: um estudo com quatro aprendizes de L2. Trab. Ling. Aplic., (60.3): 865-880 https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8664159/28009.

Silva, I. R., Kumada, K. M. O., & Amado, B. C. (2018). Libras, português e ciências para surdos: reflexões necessárias para uma prática escolar bilíngue. In.: Silva, I. R., Silva, M. P. M. Letramento na Diversidade: surdos aprendendo a ler/escrever. Mercado de Letras

Strobel, K. (2009). História da Educação de Surdos. Universidade Federal de Santa Catarina, Licenciatura em Letras-LIBRAS na modalidade a distância. https://www.libras.ufsc.br/colecaoLetrasLibras/eixoFormacaoEspecifica/historiaDaEducacaoDeSurdos/assets/258/TextoBase_HistoriaEducacaoSurdos.pdf.

Tavares, D., & Gottschalck, D. R. S. (2019). A gamificação como ferramenta no processo de ensino aprendizagem dos alunos no curso técnico na modalidade EAD. V COLBEDUCA – Colóquio Luso-Brasileiro de Educação. https://www.revistas.udesc.br/index.php/colbeduca/article/view/17239.

Tójar, J. C. (2006). Investigação Qualitativa. Compreender e Actuar. A Muralha.

Witkoski, S. A. (2017). A interface entre a família e o direito ao ensino bilíngue para sujeitos surdos: rompendo oposições binárias. ETD-Educação Temática Digital 19(3), 882-900. https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article

Published

01/03/2022

How to Cite

SILVA, E. F. .; LIMA , A. J. A. .; FRANCIONI, W. V. . The use of PowerPoint as a teaching-pedagogical tool in the construction of games for the teaching of Portuguese Language as L2 for deaf students in the 4th and 5th years of Elementary School I. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 3, p. e42311326785, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i3.26785. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/26785. Acesso em: 14 jun. 2024.

Issue

Section

Education Sciences